Teatro de Formas Animadas Contemporâneo: hibridismo, miscigenação e heterogeneidade

Autores

  • Valmor Níni Beltrame Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC /
  • Gilmar Antônio Moretti Sociedade Artística Cultural de Jaraguá do Sul - SCAR

DOI:

https://doi.org/10.5965/2595034702042007009

Resumo

Ao eleger o tema desta quarta edição, “Teatro de Formas Animadas Contemporâneo”, a Revista Móin-Móin espelha nos artigos aqui reunidos o compromisso com o saber e a pesquisa no ambiente universitário, e com o percurso sistematizado de criações de grupos teatrais cujas idéias destacam seus processos criativos e concepções sobre esta arte.
As encenações referenciadas nos variados textos possibilitam compreender as transformações ocorridas no Teatro de Animação nas últimas décadas. Destacam-se a pluralidade de linguagens e a fragmentação da narrativa como procedimentos recorrentes nessa prática teatral, o que confirma a predominância de linguagens híbridas e miscigenadas; a combinação de variados meios de expressão num mesmo espetáculo utilizando tanto recursos do vasto campo do Teatro de Formas Animadas quanto de outras linguagens artísticas; a utilização de formas e de objetos extraídos do cotidiano que se transformam em personagens ou “figuras” animadas na cena a presença do ator-animador que co-divide com o boneco a configuração da personagem; e a intertextualidade como prática que amplia a concepção de dramaturgia.

Biografia do Autor

Valmor Níni Beltrame, Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC /

Diretor teatral, bonequeiro, doutor em teatro e professor de Teatro de Animação na Universidade do estado de Santa Catarina - UDESC

Downloads

Publicado

2018-04-13

Como Citar

Beltrame, V. N., & Moretti, G. A. (2018). Teatro de Formas Animadas Contemporâneo: hibridismo, miscigenação e heterogeneidade. Móin-Móin - Revista De Estudos Sobre Teatro De Formas Animadas, 2(04), 009-011. https://doi.org/10.5965/2595034702042007009

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>