Em busca de uma identidade: reflexões sobre o Teatro de Sombras contemporâneo

Autores

  • Fabrizio Montecchi Teatro Gioco Vita (Itália)

DOI:

https://doi.org/10.5965/2595034701092012020

Resumo

O estudo destaca as principais mudanças no modo de conceber e praticar
o Teatro de Sombras no Ocidente, a partir da década de 1970, apontando mudanças relativas ao uso das fontes luminosas, espaços de projeção e telas. O texto reflete sobre as diferenças entre o modo de praticar essa arte no Oriente e no Ocidente. Ao mesmo tempo, aponta características e particularidades próprias da linguagem do Teatro de Sombras contemporâneo apresentando questionamentos sobre o sentido de se praticar essa arte atualmente.

Palavras-chave: Teatro de Sombras contemporâneo; linguagem; técnica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabrizio Montecchi, Teatro Gioco Vita (Itália)

Arquiteto, cenógrafo e diretor artístico do Teatro Gioco Vitta - Piacenza, Itália, grupo do qual faz parte desde 1977. É reconhecido como um dos renovadores da linguagem do
Teatro de Sombras na Europa a partir dos anos de 1980. Como pedagogo do Teatro de Sombras tem ministrado cursos na Europa e nas Américas contribuindo para a formação de uma nova geração de atores-sombristas.

Downloads

Publicado

2018-04-03

Como Citar

MONTECCHI, F. Em busca de uma identidade: reflexões sobre o Teatro de Sombras contemporâneo. Móin-Móin - Revista de Estudos sobre Teatro de Formas Animadas, Florianópolis, v. 1, n. 09, p. 020-035, 2018. DOI: 10.5965/2595034701092012020. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/moin/article/view/1059652595034701092012020. Acesso em: 24 maio. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)