O que diz o sujeito coletivo Forpibid-RP sobre a origem do Residência Pedagógica e a coexistência com o Pibid?

Autores

  • Nilson de Souza Cardoso Universidade Estadual do Ceará image/svg+xml
  • Sueli Guadelupe de Lima Mendonça Universidade Estadual Paulista (Unesp) image/svg+xml
  • Isabel Maria Sabino de Farias Universidade Estadual do Ceará image/svg+xml

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984723824562023160

Palavras-chave:

formação de professores, política educacional, dimensão política

Resumo

O presente texto tem como objetivo explicitar a inter-relação entre o Pibid e o surgimento do Programa Residência Pedagógica, no contexto das políticas de formação de professoras(es) nas duas primeiras décadas desse século. Estudo de abordagem qualitativa recorrendo à observação documental e aproximações à técnica do Discurso do Sujeito Coletivo (Lefèvre; Lefèvre, 2005), por meio da análise de informativos do Forpibid. A análise demonstra que o movimento social teve ciclos que se adequaram às demandas da base às possibilidades de enfrentamento, as quais evoluíram no direcionamento das lutas, travando embates e conquistas no todo, ou parte, do que reivindicavam, a manutenção do Pibid. A continuidade foi marcada pela coexistência do Pibid com o Residência Pedagógica, dividindo seu desenho pedagógico, embora tenham sido observadas algumas medidas específicas que trouxeram significativos tensionamentos à época de sua implantação, a exemplo da vinculação com a BNCC. Foi notório o crescente da articulação política nas defesas que impactaram nos processos de iniciação à docência e a formação de professoras(es). Retomar as condições de financiamento e realinhar as intenções das políticas educacionais pré-golpe se inscrevem como avanços imediatos, como retomada de ações que deram potência aos feitos e que permitiram resistir aos desmontes vivenciados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALONSO, Angela. As teorias dos movimentos sociais: um balanço do debate. Lua Nova: Revista de cultura e política, São Paulo, n. 76, p. 49-86, 2009.

ANPED. Uma formação formatada. Rio de Janeiro: ANPEd, 2019. Disponível em: https://anped.org.br/sites/default/files/images/posicao_da_anped_sobre_o_texto_referencia__diretrizes_curriculares_nacionais_e_base_nacional_comum_para_a_formacao_inicial_e_continuada_de_professores_da_educ.pdf. Acesso em: 28 fev. 2021.

ARCANJO, Pedro. Forpibid realiza primeira reunião do diretório nacional na Capes. In: Portal da CAPES/Assuntos/Notícias. [S.l.]: Capes, 2022. Disponível em: https://www.gov.br/capes/pt-br/assuntos/noticias/forpibid-realiza-primeira-reuniao-do-diretorio-nacional-na-capes. Acesso em 05 jan. 2023.

ANDERSON, Perry. Balanço do neoliberalismo. In: SADER, Emir; GENTILI, Pablo. Pós-neoliberalismo: as políticas sociais e o Estado democrático. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995, p. 09-23.

CAPES. Relatório de gestão DEB 2009-2014: volume I. Brasília: CAPES, 2015.

CARDOSO, Nilson de Souza; MENDONÇA, Sueli Guadelupe Lima; MARCATTO, Flávia Sueli Fabiani. O Forpibid-rp como espaço de exercício político na formação de professoras e professores. In: MENDONÇA, Sueli Guadelupe Lima; MIGUEL, José Carlos; MILLER, Stela; KÖHLE, Érika Christina (orgs.). (De)formação na escola: desvios e desafios. Marília: Oficina Universitária; São Paulo: Cultura Acadêmica, 2020. p. 51-72.

CARDOSO, Nilson de Souza; MENDONÇA, Sueli Guadelupe de Lima; FARIAS, Isabel Maria Sabino de. O “ovo da serpente” na formação docente: as diretrizes paulistas como esteio da contrarreforma nacional. Práxis Educacional, [s. l.], v. 17, n. 46, p. 9-34, 2021. DOI: 10.22481/praxisedu.v17i46.8913. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/8913. Acesso em: 1 maio 2022.

CASTRO, Maria Helena Guimarães de. Política Nacional de Formação de Professores. In: Política Nacional de Formação de Professores. Brasília, DF: MEC, 17 out. 2017. Disponível em: https://www.google.com/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=&ved=0CAIQw7AJahcKEwig1Pneuen_AhUAAAAAHQAAAAAQAw&url=http%3A%2F%2Fportal.mec.gov.br%2Fdocman%2Foutubro-2017-pdf%2F74041-formacao-professor-final-18-10-17-pdf%2Ffile&psig=AOvVaw0gaprePe_pTwdXKElNiW1P&ust=1688161332606114&opi=89978449. Acesso em: 1 fev. 2023.

FNPE. CONAPE: Documento final: reconstruir o país: a retomada do Estado democrático de direito e a defesa da educação pública e popular, com gestão pública, gratuita, democrática, laica, inclusiva e de qualidade social para todos/as/es. [S.l.]: FNPE, 2022. 88p.

FORPIBID. Informe 01-2015: Audiência na Capes. Texto mimeo. Salvador-BA, 06 jul. 2015a.

FORPIBID. Informe 02-2015: Carta Aberta do Pibid com 45.065 assinaturas. Texto mimeo. Salvador-BA, 07 jul. 2015b.

FORPIBID. Informe 03-2015: Audiência do Forpibid no MEC. Texto mimeo. Salvador-BA, 08 jul. 2015c.

FORPIBID. Informe 05-2015: Pibid e Pibid Diversidade sem corte para 2018! Muita mobilização pela frente! Texto mimeo. Salvador-BA, 15 set. 2015d.

FORPIBID. Informe 05-2017: Às ruas, já! Muita mobilização pela frente! Texto mimeo. Fortaleza-CE, 19 out. 2017a.

FORPIBID. Informe 07-2017: Pibid e Pibid Diversidade sem corte - para 2018! Muita mobilização pela frente! Texto mimeo. Fortaleza-CE, 15 set. 2017b.

FORPIBID. Informe 10-2017: Mobilizar e esperançar: as conquistas de dezembro e o futuro em 2018. Texto mimeo. Fortaleza-CE, 21 dez. 2017c.

FORPIBID. Informe 01-2018: enfim, Pibid e Pibid Diversidade ficam! Texto mimeo. Fortaleza, 17 jan. 2018a.

FORPIBID. Informe 03-2018: Haverá LUTA! Texto mimeo. Fortaleza, 07 fev. 2018b.

FORPIBID. Informe 05-2018: Insensível e injustificável. Texto mimeo. Fortaleza, 28 fev. 2018c.

FORPIBID. Informe 06-2018: A razoabilidade veio por liminar. Texto mimeo. Fortaleza, 14 mar. 2018d.

GAMBOA, Silvio Sánchez. Pesquisa em educação: métodos e epistemologias. 3. ed. rev., atual. e ampl. Chapecó, SC: Argos, 2018. (Grandes Temas; 27). E-book.

GOHN, Maria da Glória. Marcos referenciais teóricos que têm dado suporte às análises dos movimentos sociais e ações coletivas no Brasil – 1970-2018. Revista Brasileira de Sociologia, Porto Alegre, v. 6, n. 14, p. 5-53, set. 2018.

LEFÈVRE, Fernando; LEFÈVRE, Ana Maria Cavalcanti. O discurso do sujeito coletivo: um novo enfoque em pesquisa qualitativa (desdobramentos). Caxias do Sul, RS: Educs, 2005. 256 p.

VILLAS BÔAS, Fernanda Litvin. Algum estudo avaliativo do Pibid: contribuições para avaliação de programas educacionais. Tese. (Doutorado em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional) − Programas de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sociedade e Cooperação Internacional, Universidade de Brasília: 28 mar. 2018.

Downloads

Publicado

2023-12-11

Como Citar

CARDOSO, Nilson de Souza; MENDONÇA , Sueli Guadelupe de Lima; FARIAS, Isabel Maria Sabino de. O que diz o sujeito coletivo Forpibid-RP sobre a origem do Residência Pedagógica e a coexistência com o Pibid?. Revista Linhas, Florianópolis, v. 24, n. 26, p. 160–181, 2023. DOI: 10.5965/1984723824562023160. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/linhas/article/view/24432. Acesso em: 21 fev. 2024.