A educação e a indústria do vestuário no nordeste catarinense: do aprendizado informal ao ensino profissionalizante

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/25944630712023e2917

Palavras-chave:

Alfaiate, Ensino profissionalizante, Indústria do vestuário, Santa Catarina

Resumo

A presente pesquisa objetiva delinear um panorama histórico da educação profissionalizante e da formação da mão de obra para a indústria do vestuário nas cidades de Blumenau, Brusque e Jaraguá do Sul. A pesquisa bibliográfica e documental apresenta um recorte temporal entre 1850, período que compreende o início da colonização do nordeste catarinense, e se estende até 2004, momento em que ocorre a consolidação do ensino superior na área de moda nas cidades citadas. O estudo abrange a capacitação informal de aprendizes, como alfaiates e costureiras domésticas, as políticas públicas voltadas para a formação profissional e, sobretudo, a constituição do ensino profissionalizante na área da indústria do vestuário organizado a partir da composição da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC) e do Sistema “S”, acompanhando demandas do desenvolvimento industrial do Estado. Diante da industrialização, o ofício de alfaiate perdeu sua função social, mas seus métodos de modelar, cortar e costurar as roupas multiplicaram-se em materiais didáticos e no processo ensino e aprendizagem que capacitam estudantes e professores. Entende-se que o sistema educacional profissionalizante deve abranger o desenvolvimento intelectual, qualificação profissional e formação cidadã. A educação não pode se limitar às soluções para as demandas do mundo do trabalho, mas sim, ser parte ativa da construção desse mundo primando pela humanização nos processos de ensino e aprendizagem, para que se perpetuam no contexto político, econômico, social e profissional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renato Riffel, Universidade do Vale do Itajaí

Mestre em História (PPGH/UDESC), Especialista em Moda (CEART/UDESC) e Licenciado em História. Professor do curso de Design de Moda da Univali - Universidade do Vale do Itajaí-Mirim. Desenvolve pesquisas sobre história da moda, moda e gênero, moda e patrimônio e educação patrimonial e tem experiência na área de conservação de artigos têxteis e de moda.

 

Darlan Jevaer Schmitt, Universidade do Estado de Santa Catarina

Mestre em História pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC); Licenciado em História pela Universidade Regional de Blumenau (FURB). Professor da rede privada de ensino e pesquisador autônomo. Atua na área de História Pública. 

 

Mara Rubia Theis, Federal Institute of Santa Catarina

Doutoranda em Design pela Universidade Federal de Santa Catarina (Pós Design/UFSC). Mestra em Design; Bacharel em Design de Moda. CV: http://lattes.cnpq.br/9479205608256654. E-mail: marubiat@ifsc.edu.br.

Egéria Höeller Borges Schaefer, SENAI/Blumenau

Mestre em Turismo e Hotelaria pela UNIVALI - Universidade do Vale do Itajaí com um projeto voltado à ergonomia de vestimentas profissionais tendo como estudo de caso um hotel Resort; Especialista em Moda: Criação e Produção pela UDESC - Universidade do estado de Santa Catarina com uma pesquisa voltada para uma investigação sobre métodos de modelagem utilizados por micro e pequenas indústrias do setor do vestuário na região da Grande Florianópolis; Graduada em Administração pela UNIPLAC - Universidade do Planalto Catarinense, apresentou relatório de estágio conclusivo desenvolvido na área de Adm. de Produção no setor de vestuário. Atua como docente e consultora na área de Criação e Produção de Moda, Ergonomia, Vestuário, Modelagem e Projetos em Design de Moda.

Referências

AUED, Bernadete Wrublevski; EISSLER, Roberto Joáo. Alfaiates imprescindíveis: imigração, trabalho e memória. Jaraguá do Sul: Design Editora, 2006. 256 p.

CABRAL, Oswaldo Rodrigues. História de Santa Catarina. 2ª ed. Florianópolis: Laudes, 1970.

CABRAL, Oswaldo Rodrigues. Subsídios para a história de uma colônia nos tempos do Império. São Paulo: Empresa Gráfica da Revista dos Tribunais, 1958.

CALEFFI, Vilma Marta. Reestruturação produtiva na indústria do vestuário e as implicações para a qualificação dos trabalhadores. Dissertação (Mestrado em Educação). Centro de Ciências da Educação, Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis. p.150. 2008.

CINTRA, Maria Cristina. O processo de aprendizado do ofício de alfaiate em Florianópolis (1913-1968). 2004. Dissertação (Mestrado) - Universidade do Estado de Santa Catarina, 2004.

CORRÊA, Marcela Krüger. A indústria de confecção e as implicações socioespaciais recentes no município de Brusque. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, p.156, 2006.

CUNHA, Luiz Antônio. O ensino de ofícios nos primórdios da industrialização. 2. ed. São Paulo: Unesp; Brasília, DF: FLACSO, 2005.

CURTIPASSI, Daniel. Jaraguá do Sul: o senhor do vale e suas etnias. Jaraguá do Sul: Daniel Curtipassi, Lei Rouanet, Ministério da Cultura, 2012. 184 p.

DUCLÓS, Nei. FIESC 65 anos: o passo à frente da indústria catarinense. Florianópolis: Expressão, 2015.

FLORIANI, Eliane Spliter. (Des)continuidades e contradições do ensino técnico no CEFET/SC - unidade de Jaraguá do Sul. 2005. 160 f. Dissertação (Doutorado) - Curso de Mestrado em Educação, Centro de Ciências em Educação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2005.

FRASQUETE, Débora Russi; SIMILI, Ivana Guilherme. A moda e as mulheres: as práticas de costura e o trabalho feminino no Brasil nos anos 1950 e 1960. História da Educação, v. 21, p. 267-283, 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/j/heduc/a/QwXwwvSkdRLNWF5mKGbz4nF/?format=html. Acesso em 28 maio 2022.

GONÇALVES, Janice da Silva. Nossa História é sua História: Senac em Santa Catarina. Senac. DR. SC. Florianópolis. [s/n.] 2014.

HENSCHEL, Ricardo. A reestruturação do setor têxtil-vestuarista de Brusque diante das mudanças econômicas dos anos 1990: uma abordagem à luz da noção de eficiência coletiva. Dissertação (Mestrado em Economia). Centro Sócio-Econômico, Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis. p. 116. 2002.

HERWEG, Vera. A experiência de mulheres costureiras num processo de reestruturação produtiva em Blumenau (SC). In: THEIS, Ivo Marcos; MATTEDI, Marcos Antonio; TOMIO, Fabrício Ricardo de Limas. Novos olhares sobre Blumenau: contribuições críticas sobre seu desenvolvimento recente. Blumenau: EDIFURB, 2000.

JOFFILY, Ruth. Uma personagem que faz história. In: Hering, I. A história da Camiseta. Hering. São Paulo, 1988.

KRIEGER, Gustavo. Publicação alusiva ao centenário do nascimento de Gustavo Krieger. Editora Santuário, Aparecida, São Paulo. 1978.

KRZIZANOWSKI, Moacir. A greve nas indústrias têxteis de Blumenau. 1992. 99 f, il. Monografia (Especialização) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Regional de Blumenau, Blumenau, 1992.

NOVAES, Maristela. A moda Belle Époque e a formação em costura nos confins de Minas Gerais. IX Congresso Brasileiro de História da Educação. Anais. João Pessoa: Universidade Federal da Paraíba, 2017. p.6794-6814. Disponível em: https://sbhe.org.br/uploads/proceeding/74/a700766fc68cf1df746baf59a8ec69b5.pdf. Acesso 30 mai 2022.

OBSERVATÓRIO FIESC. Têxtil, confecção, couro e calçados. 2020. Disponível em: https://observatorio.fiesc.com.br/sc-em-dados/setores/textil-e-confeccao. Acesso em: 06 maio 2022.

PETRY, Sueli Maria Vanzuita; FERREIRA, Cristina; WEISS, Ula. A fibra tece a história: a contribuição da indústria têxtil nos 150 anos de Blumenau = A history woven of fiber: the contribution of the textile industry in the 150 years of Blumenau. Blumenau: Sintex, 2000.

RENAUX, Maria Luiza. O outro lado da história: o papel da mulher no Vale do Itajaí 1850-1950. Blumenau: Editora da FURB, 1995.

RIFFEL, Renato; SANT´ANNA, Mara Rúbia. Alfaiataria no Vale do Itajaí-Mirim: estudo histórico. In: SANT’ANNA, Mara Rúbia (org.). Moda em Santa Catarina: história, crítica e perspectivas. Série Modapalavra. Vol. 5. Florianópolis/Barueri/ SP: UDESC/Estação das Letras, 2008. p.19-56.

SCHMÖCKEL, Eugênio Vitor (Jaraguá do Sul - SC). Fundação Artur Müller (org.). SENAI abre novos cursos. Correio do Povo. Jaraguá do Sul, 08 nov. 1975. p. 1-6. Disponível em: http://hemeroteca.ciasc.sc.gov.br/correiodopovo/1975/CDP19752859.pdf. Acesso em: 26 maio 2022.

SCHMÖCKEL, Eugênio Vitor (Jaraguá do Sul - SC). Fundação Artur Müller (org.). Iniciados ontem no SESI de Jaraguá vários cursos. Correio do Povo: Órgão de maior penetração no interior do nordeste catarinense. Jaraguá do Sul, 02 ago. 1975b. p. 1-8. Disponível em: http://hemeroteca.ciasc.sc.gov.br/correiodopovo/1975/CDP19752846.pdf. Acesso em: 26 maio 2022.

Publicado

2023-02-01

Como Citar

RIFFEL, Renato; SCHMITT, Darlan Jevaer; THEIS, Mara Rubia; SCHAEFER, Egéria Höeller Borges. A educação e a indústria do vestuário no nordeste catarinense: do aprendizado informal ao ensino profissionalizante. Revista de Ensino em Artes, Moda e Design, Florianópolis, v. 7, n. 1, p. 1–26, 2023. DOI: 10.5965/25944630712023e2917. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/ensinarmode/article/view/22917. Acesso em: 25 maio. 2024.