Cemitério de Ossos de Ferro: Ossos do ofício

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/27644669030620230701

Palavras-chave:

Composição Cenográfica. Estruturas Fenotípicas. Ferro-velho.

Resumo

Os ferros-velhos são lugares de memória e esquecimento abarrotados de objetos e materiais que um dia perderam a serventia. É através da investigação cênica que eles podem se transformar em lugares de renovação. É justamente nos garimpos realizados nesses cemitérios de ossos de ferro que está uma das pistas para o entendimento acerca das Estruturas Fenotípicas que podem fazer parte de uma Composição Cenográfica. Aqui, teceremos nossas reflexões a partir de memórias sobre a minha infância e de uma breve mirada sobre um espetáculo teatral em que trabalhei enquanto cenógrafo e caracterizador cênico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Ducato, Universidade Federal de Minas Gerais

Mestre em Artes Cênicas pela Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP e Bacharel em Artes Visuais pela Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG. Atualmente trabalha enquanto Técnico de Laboratório em Iluminação e Cenotecnica no Departamento de Artes Cênicas da Escola de Belas Artes UFMG. É Artista Visual e Cênico.

Referências

BORNHEIM, Gerd Alberto. O sentido e a máscara. São Paulo: Perspectiva, 2007.

CERTEAU, Michel de. A invenção do Cotidiano: 1. Artes de fazer. Tradução de Ephraim Ferreira Alves. 21. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

GARROCHO, Luiz Carlos. MedeiazonAMORta: dos corpos, dos planos e do todo aberto. In: GRUPO TEATRO INVERTIDO. Cena Invertida: dramaturgias em processo. Belo Horizonte: Edições CPMT, 2010.

KOSOVSKI, Lídia. Comunicação e Espaço Cênico. Do cubo Teatral à cidade escavada. 2000. Tese (Doutorado em Comunicação) – Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, Rio de Janeiro, 2000.

MENDES, Daniel Marcos Pereira. Estudos de processos de Composição Cenográfica em espetáculos teatrais praticados em espaços de uso não convencional durante a Ocupação Cênica e a Coabitação Teatral. Dissertação (Mestrado em Artes Cênicas) – Universidade Federal de Ouro Preto – UFOP, Ouro Preto, 2016.

OLIVEIRA, Rogério Santos de. O Espaço-Tempo da Vertigem: Grupo Teatro da Vertigem. 2005. Dissertação (Mestrado em Teatro) – Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO, Rio de Janeiro, 2005.

_____. El Proceso Creativo Teatral: Conceptualización y análisis a través de su aplicación a la obra de Albert Boadella y Els Joglars. 2009. Tesis Doctoral – Facultad de Filosofía y Letras, Universidad de Alcalá, Alcalá, 2009.

REBOLÇAS, Evill. A dramaturgia e a encenação no espaço não convencional. São Paulo: Ed. UNESP, 2009.

SANTOS, Milton. A Natureza do Espaço: Técnica e Tempo, Razão e Emoção. 4. ed. São Paulo: EDUSP, 2012.

SCHECHNER, Richard. El Teatro Ambientalista. México: Árbol Editorial, 1988.

Downloads

Publicado

2024-05-09

Como Citar

DUCATO, Daniel. Cemitério de Ossos de Ferro: Ossos do ofício. A Luz em Cena: Revista de Pedagogias e Poéticas Cenográficas, Florianópolis, v. 3, n. 06, p. 1–20, 2024. DOI: 10.5965/27644669030620230701. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/aluzemcena/article/view/24463. Acesso em: 21 jul. 2024.