Formas, objetos e bonecos de luz - práticas do Eranos Círculo de Arte no uso da projeção digital

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/27644669010120210208

Palavras-chave:

projeção digital, luz, teatro de animação, teatro - Santa Catarina, arte digital, teatro catarinense

Resumo

Este artigo traz um relato das experiências do grupo catarinense Eranos Círculo de Arte no uso da projeção digital em artes cênicas. Aborda três premissas defendidas pelo grupo para amplificação expressiva desta ferramenta: 1) projeção digital é luz, 2) a relação com algo vivo, e 3) a interdependência entre humano e digital para realização da cena. Faz paralelos com o conceito de luz-personagem e teatro de animação, e relaciona suas premissas com a prática do grupo na construção do rito teatral.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leandro Luiz de Maman, Universidade do Vale do Itajai (UNIVALI)

Leandro Maman tem formação em Design Industrial (UNIVALI 2001 ? 2005) e atua com teatro desde 1997. Sua formação artística é multidisciplinar, tendo incursões em teatro, artes visuais, literatura, audiovisual e design. Pesquisa a relação entre aparatos digitais e artes presenciais, em especial através da projeção digital e impressão 3D. Ministrou a oficina Ação e Projeção - projeção digital aplicada às artes cênicas no programa de formação da FUNARTE entre 2012 e 2016. Sócio fundador do Eranos Círculo de Arte de Itajaí - SC.

Referências

AMARAL, Ana Maria (2005). O Inverso das Coisas. Móin-Móin - Revista De Estudos Sobre Teatro De Formas Animadas, 1(01), 012-024.

ASTLES, Cariad (2018). “Corpos” Alternativos de Bonecos. Móin-Móin - Revista De Estudos Sobre Teatro De Formas Animadas, 1(05), p 051-061. https://doi.org/10.5965/2595034701052008051.

BALARDIM, Paulo (2015). Teatro de Bonecos ou Teatro de Animação?. Revista Urdimento, v.2, n.25, p.165–175.

BALARDIM, Paulo. O boneco no discurso cênico. In: CONGRESSO DA ABRACE, V., 2008, Campinas. Anais... Campinas, 2008.

BRACCIALLI, Felipe. Luz-personagem: O jogo de manipulação da iluminação cênica em cenas cômicas. 2016. Dissertação (Doutorado em Artes Cênicas) – Instituto de Artes, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2016.

MACHADO, João Carlos (2006). TRÊS PARADIGMAS PARA A CENOGRAFIA: Instrumentos para a cena contemporânea. Revista Cena. n. 5.

MAIA, H. G.; MUNIZ, E. S. (2018). Novos caminhos para a cenografia diante da evolução tecnológica: o teatro e a realidade aumentada. Revista Tecnologia V. 39, N. 1. http://dx.doi.org/10.5020/23180730.2018.6706.

Eranos Círculo de Arte. Disponível em: https://eranos.com.br. (Itajaí)-(SC), acessado em março de 2021.

Canal Eranos Círculo de Arte. Disponível em: https://youtube.com/eranoscirculodearte. (Itajaí)-(SC), acessado em março de 2021.

Downloads

Publicado

2021-07-30 — Atualizado em 2022-04-23

Versões

Como Citar

MAMAN, Leandro Luiz de. Formas, objetos e bonecos de luz - práticas do Eranos Círculo de Arte no uso da projeção digital. A Luz em Cena: Revista de Pedagogias e Poéticas Cenográficas, Florianópolis, v. 1, n. 1, p. 1–24, 2022. DOI: 10.5965/27644669010120210208. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/aluzemcena/article/view/19958. Acesso em: 20 abr. 2024.

Edição

Seção

Dossiê temático: A luz e as relações cenográficas