Distribuição e morfologia do sistema radicular de Eucalyptus dunnii em resposta à aplicação de fósforo

Autores

  • Luciana Patricia Rosa Dias Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
  • Luciano Colpo Gatiboni Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
  • Gustavo Brunetto Universidade Federal de Santa Maria - UFSM
  • Bruna Arruda Universidade de São Paulo - USP Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz - ESALQ
  • Muriá Mussi Costa Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC

DOI:

https://doi.org/10.5965/223811711632017203

Palavras-chave:

raízes de absorção, eucalipto, adubação fosfatada.

Resumo

A utilização de fosfatos solúveis e fosfatos naturais é prática usual na adubação de eucalipto. Como a adubação fosfatada é localizada próximo às plantas, o fósforo (P) pode interferir no crescimento e na morfologia do sistema radicular. O objetivo do trabalho foi avaliar o crescimento e as características morfológicas do sistema radicular de Eucalyptus dunnii com o uso de fosfato solúvel e natural. As amostras foram coletadas no ano de 2013 de um experimento instalado em 2010 no município de Otacílio Costa, SC. Foram coletadas amostras de quatro tratamentos: 1) testemunha sem P; 2) adubação com 60 kg ha-1 de P2O5, na forma de fosfato natural; 3) 75 kg ha-1 de P2O5, na forma de superfosfato triplo e; 4) 60 kg ha-1 de P2O5 de fosfato natural mais 75 kg ha-1 de P2O5 de fosfato solúvel, sendo essas doses escolhidas por representar a prática usual nos reflorestamentos da região. A coleta de raízes ocorreu 28 meses após o plantio das mudas e aplicação dos tratamentos com o auxílio de uma sonda de 40 mm de diâmetro. As amostras de solo e raízes foram coletas em três distâncias a partir do fuste (10, 60 e 120 cm) e em duas profundidades (0-10 e 10-20 cm). As raízes foram separadas em duas classes de diâmetro: 0 a 2 mm e 2 a 5 mm. Foram caracterizadas a massa seca de raízes, raio radicular, comprimento, volume e área radicular. No solo, foi determinado o teor de P disponível. O fosfato natural não estimulou o crescimento radicular e o fosfato solúvel foi a fonte que proporcionou melhor crescimento e desenvolvimento de raízes finas no Eucalyptus dunnii, sendo que a maior concentração dessas raízes está localizada próximo ao fuste e na camada mais superficial do solo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciana Patricia Rosa Dias, Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC

Departamento de Solos e Recursos Naturais

Luciano Colpo Gatiboni, Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC

Departamento de Solos e Recursos Naturais

Gustavo Brunetto, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM

Departamento de Ciências Agrárias

Bruna Arruda, Universidade de São Paulo - USP Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz - ESALQ

Departamento de Ciência do Solo

Muriá Mussi Costa, Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC

Acadêmica do Curso de Agronomia

Downloads

Publicado

2017-09-25

Como Citar

DIAS, L. P. R.; GATIBONI, L. C.; BRUNETTO, G.; ARRUDA, B.; COSTA, M. M. Distribuição e morfologia do sistema radicular de Eucalyptus dunnii em resposta à aplicação de fósforo. Revista de Ciências Agroveterinárias, Lages, v. 16, n. 3, p. 203-213, 2017. DOI: 10.5965/223811711632017203. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/agroveterinaria/article/view/223811711632017203. Acesso em: 3 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigo Completo - Ciência de Plantas e Produtos Derivados

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)