GUIAS DE REPUTAÇÃO RELACIONADOS AO AMBIENTE DE TRABALHO INFLUENCIAM DECISÕES DE INVESTIMENTO?

Daniel José Cardoso da Silva, Ricardo Suave

Resumo


Como forma de assegurar a continuidade, as empresas buscam otimizar suas fontes de financiamento que lhes garantam funding para a operacionalização dos seus negócios. A imagem frente ao mercado é um ativo que precisa ser devidamente comunicado para a efetividade das suas estratégias. Os financiadores/investidores, por sua vez, buscam informações que lhes auxiliem na tomada de decisão de investimentos. De maneira cada vez mais frequente, guias reputacionais se apresentam como supostos subsídios para o mercado. Na presente pesquisa, objetivou-se verificar se a presença ou não nesses referidos guias, especialmente em guias sobre a qualidade do ambiente de trabalho proporcionada aos trabalhadores, interfere na decisão de investidores. A estratégia de pesquisa se baseou no uso de um experimento com abordagem between-subjects, em que houve a manipulação de um fator independente em dois níveis, nomeadamente, a presença ou não em guias reputacionais. A pesquisa foi aplicada com estudantes de graduação de universidades públicas, de maneira voluntária, e não houve qualquer espécie de incentivo para a participação. Para análise estatística, utilizou-se a Anacor como técnica exploratória e Regressão Logística Multinomial como técnica confirmatória. Os resultados evidenciaram que a presença em guias reputacionais não influencia decisões de investimento, o que sugere que investidores razoavelmente bem informados acerca de possíveis organizações a se investir não levam tal informação como fator decisivo para investir.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5965/2316419008122019014


Revista mantida pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)
Campus Ibirama
® 2017 Direitos Reservados