A Imagem como estímulo no processo de imersão e a memória como o regente no trabalho do ator.

Priscila Silva da Rosa

Resumo


O presente artigo relata o processo artístico experimental teórico-prático desenvolvido no ano de 2013, referente à montagem do conto “O Espelho”, da obra Primeiras Estória, de João Guimarães Rosa. Este processo artístico experimental se propôs a investigar a relação do termo memória, de Henri Bérgson, em seu ensaio “Matéria e Memória” (1999), para tanto, são utilizadas as fotografias de Brooke Shaden [1] como principal estímulo para a criação com a imagem fotográfica nesse processo. Portanto, com esse relato busca-se poder dividir com o leitor o que o laboratório prático e os ensaios possibilitaram ao espetáculo e, principalmente, ao trabalho da atriz.


Palavras-chave


Processo artístico; Fotografia; Teatro

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/1808312909122014017



Direitos autorais 2014 Priscila Silva da Rosa

URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Indexadores, diretórios e bases de dados

                   


Revista DAPesquisa - Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC - Centro de Artes - CEART

Endereço: Av. Madre Benvenuta, 1907 - Itacorubi - Florianópolis - SC - CEP: 88035-001

Email: dapesquisa@gmail.com       

ISSN 1808-3129

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Software de verificação de originalidade e prevenção de plágio