Manejos para redução de perdas em pré-colheita de canola sob elevada pluviosidade

Carlos Augusto Pizolotto, Walter Boller, Nadia Canali Lângaro, Gilberto Omar Tomm

Resumo


A canola destaca-se como importante alternativa econômica, pois constitui matéria prima na produção de óleo para o consumo humano, como para produção de biodiesel. No entanto a operação de colheita é um entrave à ampliação do cultivo desta brassicácea que necessita ser solucionado. O objetivo do trabalho foi avaliar cinco sistemas de manejo de colheita mecanizada de canola, com ou sem a aplicação de um adesionante, em relação às perdas de pré-colheita e colheita, rendimento de grãos e teor de água nos grãos colhidos. O híbrido de canola utilizado foi o Hyola 61, sendo semeado com espaçamento entrelinhas de 0,45 m, e com densidade de 40 sementes viáveis m-2. Os tratamentos resultaram das combinações entre diferentes manejos da colheita e uso de um adesionante. Os manejos adotados foram: M1 - colheita com corte direto no ponto de maturação natural (testemunha); M2 - dessecação química prévia com diquat; M3 - dessecação química prévia com glufosinato de amônio; M4 - corte-enleiramento, e M5 - aplicação de etefom. Os manejos da colheita com corte-enleiramento, dessecação química prévia, e aplicação de etefom, isoladamente ou combinados ao adesionante, reduzem as perdas na colheita e permitem obter maiores rendimentos de grãos de canola, além de reduzirem o teor de água nos grãos colhidos, sob condições de pluviosidade excessiva.

Palavras-chave


Brassica napus L. var. oleifera, Hyola 61, rendimento de grãos.

Texto completo:

PDF

Referências


BOLLER W et al. 2012. Colheita complicada. Cultivar Máquinas 11: 10-13.

CANOLA. 2012. When to Swath, Winnipeg. Disponível em:

_swathing_guide.pdf. Acesso em: 15 jun. 2016.

CANOLA. 2014. Swathing, Combining. Canola Council of Canada, Winnipeg. Disponível em: https://www.canolacouncil.

org/canola-encyclopedia/managing-harvest/harvest-management/>. Acesso em: 15 jun. 2016.

CONAB. 2013. Companhia Nacional de Abastecimento. Acompanhamento da Safra Brasileira de Grãos: safra 2012/20

Disponível em:

tembro_2013.pdf>. Acesso em 10 jun. 2016.

CONTERJNIC S et al. 1991. Colza: cultivo, cosecha y comercialización. Buenos Aires: Departamento de Estudos y Prensa y Difusión de AACREA, CREA. 1991. 18 p. (Fascículo de divulgación).

DE MORI C et al. 2014. Aspectos econômicos e conjunturais da cultura da canola no mundo e no Brasil. Documento Online 149. Embrapa Trigo. Disponível em: . Acesso em 11 jun.2016.

ESFAHANI M et al. 2012. Effects of pre-harvest application of parquat on grain moisture reduction, grain yield and quality of rapeseed (Brassica napus L.) cultivars. Caspian Journal of Enviromental Sciences 10: 75-82.

GARRAFA M. 2005. Aplicação de FMEA na otimização dos fatores de produção da cultura da canola. Dissertação (Mestrado em Engenharia da Produção). Santa Maria: UFSM. 166p.

HAILE TA et al. 2014. On-farm seed loss does not differ between windrowed and direct-harvested canola. Canadian Journal of Plant Science 94: 785-789.

KRÜGER CAMB et al. 2011. Arranjo de plantas na expressão dos componentes da produtividade de grãos de canola. Pesquisa Agropecuária Brasileira 46: 1448-1453.

LACERDA ALS et al. 2003. Aplicação de dessecantes na cultura da soja: teor de umidade nas sementes e biomassa nas plantas. Planta Daninha 21: 427-434.

PARI L et al. 2012. The harvest of oilseed rape (Brassica napus L.): The effective yield losses at on-farm scale in the Italian area. Biomass and Bioenergy 46: 453-458.

PORTELLA JA & TOMM GO. 2007. Enleiramento e colheita de canola. Passo Fundo: Embrapa Trigo. (Embrapa Trigo. Documentos Online, 89). Disponível em: . Acesso em: 5 jun. 2016.

SANCHES FR. 2000. Aplicação de biorreguladores vegetais: aspectos fisiológicos e aplicações práticas na citricultura mundial. Jaboticabal: FUNEP. 160p.

TOMM GO et al. 2009. Panorama atual e indicações para aumento de eficiência da produção de canola no Brasil. Passo Fundo: Embrapa Trigo (Embrapa Trigo. Documentos Online, 118). Disponível em: . Acesso em: 22 jun. 2016.

TOMM GO. 2005. Situação em 2005 e perspectivas da cultura de canola no Brasil e em países vizinhos. Passo Fundo: Embrapa Trigo. 21p.

WENDLER C et al. 1992. Effect of glufosinate (phosphinothricin) and inhibitors of photorespiration on photosynthesis and ribulose-1,5-bisphosphate carboxylase activity. Journal of Plant Physiology 139: 666-671.

ZONEAMENTO. 2012. Zoneamento Agrícola Risco Climático para a cultura de canola no Estado do Rio Grande do Sul (safra 2012). Embrapa Trigo, Passo Fundo. Disponível em:

haAto.do?method=visualizarAtoPortalMapa&chave=457545640>.Acesso em: 23 jun. 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.5965/223811711722018219

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171