A criação de corpos em experiência no espetáculo autoficcional Casa Vazia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573102472023e0208

Palavras-chave:

Autoficção, Performatividade, Teatralidade, Corpos em experiência

Resumo

“Uma casa, cinco atuantes, 24 horas: chegue quando puder, saia quando quiser” – essa era a sinopse do espetáculo autoficcional Casa Vazia, trabalho que se insere na zona de contágio entre teatralidade e performatividade e aposta tanto em uma relação espaço-temporal não convencional, como na proximidade radical entre performers e espectadores. A partir de materiais do processo, entrevistas com o elenco e revisão bibliográfica, o artigo investiga de quais maneiras Casa Vazia se estabeleceu como um campo estético-político potente de criação de corpos que vibram, isto é, corpos em experiência, através da circulação, agenciamento e negociação de afetos, memórias e desejos entre atuantes, espectadores, o espaço da casa e o território da cidade. O trabalho contribui com reflexões sobre os modos de operação da cena contemporânea, com destaque para a oscilação entre cena e não-cena e a experimentação de relações não tradicionais entre performers e espectadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriel Morais, Federal University of Rio de Janeiro

Doutorando em Artes da Cena pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Mestrado em Artes da Cena pela UFRJ. Graduação em Comunicação social, pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Graduação em Artes Cênicas com habilitação em Direção Teatral pela UFRJ. Prof. Substituto na UFRJ.

Referências

BARRA, Camila. Depoimento da espectadora Camila Barra. In: Casa Vazia: do lado de dentro. Rio de Janeiro, 19 de janeiro de 2016. Disponível em: http://colecaocasavazia.blogspot.com/2016/01/depoimento-de-camila-barra-sobre.html. Acesso em: 01 jun. 2019.

BROOK, Peter. A porta aberta: reflexões sobre a interpretação e o teatro. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.

CABRAL, Ricardo. Entrevista com o ator Ricardo Cabral concedida a Gabriel Morais, em 18/03/2019, no bairro do Flamengo, na cidade do Rio de Janeiro. In: MORAIS, Gabriel. Teatro Performativo Autoficcional: Experiências Estético-Políticas na Cena Contemporânea. Rio de Janeiro, 2020. Dissertação (Mestrado em Artes da Cena) – Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2020.

Casa Vazia – Espetáculo. 2018. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=j7L5VsPom-A&feature=youtu.be. Acesso em: 27 nov. 2019.

DELEUZE, Gilles. Espinosa e nós. In: DELEUZE, Gilles. Espinosa: Filosofia Prática. São Paulo: Editora Escuta, 2002, p. 125-135.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. 28 de novembro de 1947 – Como criar para si um corpo sem órgãos. In. DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia. Vol. 3. São Paulo: Editora 34, 1999, p. 8-27.

DERRIDA, Jacques. A escritura e a diferença. São Paulo: Perspectiva, 1995.

FABIÃO, Eleonora. Programa Performativo: o corpo-em-experiência. In: ILINX Revista do LUME. Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas Teatrais da UNICAMP: #4, 2013, p. 1-11.

FÉRAL, Josette. Além dos limites: teoria e prática do teatro. São Paulo: Perspectiva, 2015.

FIGUEIRA, Isabel. Entrevista com a atriz Isabel Figueira concedida a Gabriel Morais, em 03 abr. 2019, via chamada de vídeo no WhatsApp. In: MORAIS, Gabriel. Teatro Performativo Autoficcional: Experiências Estético-Políticas na Cena Contemporânea. Rio de Janeiro, 2020. Dissertação (Mestrado em Artes da Cena) – Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro.

MIGUEL, mariah. Apresentação magnética. In. MIGUEL, mariah. Casa Vazia: do lado de dentro. Rio de Janeiro, 05 de dezembro de 2014. Disponível em: http://colecaocasavazia.blogspot.com/2014/12/apresentacao-magnetica.html. Acesso em: 02 jun. 2019.

MIGUEL, mariah. Entrevista com a atriz mariah miguel concedida a Gabriel Morais, em 24/03/2019, no bairro de Santa Tereza, na cidade do Rio de Janeiro. In: MORAIS, Gabriel. Teatro Performativo Autoficcional: Experiências Estético-Políticas na Cena Contemporânea. Rio de Janeiro, 2020. Dissertação (Mestrado em Artes da Cena) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2020.

MIGUEL, mariah. Mariah 13/14. In: Casa Vazia: do lado de dentro. Rio de Janeiro, 16 de agosto de 2016. Disponível em: http://colecaocasavazia.blogspot.com/2016/08/mariah-1314.html. Acesso em: 01 jun. 2019.

MORAIS, Gabriel. Teatro Performativo Autoficcional: Experiências Estético-Políticas na Cena Contemporânea. Rio de Janeiro, 2020. Dissertação (Mestrado em Artes da Cena) – Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Disponível em: https://www.ppgac-ecoufrj.com.br/uploads/f/s/disserta-gabriel-morais_Rprp.pdf.

SANCHEZ, José. Prácticas de lo real en la escena contemporânea. Madrid: Visor Libros, 2007.

Downloads

Publicado

2023-07-24

Como Citar

MORAIS, Gabriel. A criação de corpos em experiência no espetáculo autoficcional Casa Vazia. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 2, n. 47, p. 1–23, 2023. DOI: 10.5965/1414573102472023e0208. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/22955. Acesso em: 21 maio. 2024.