Jorge Andrade e a consagração de um monstro sagrado

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573102442022e0201

Palavras-chave:

Jorge de Andrade, Cacilda Becker, Monstros sagrados, Pega-Fogo

Resumo

Este artigo foi concebido na pesquisa desenvolvida para a elaboração da tese de doutorado e tem como objetivo promover uma reflexão sobre o artigo que o dramaturgo Jorge Andrade publicou na Revista Anhembi nº 87 de fevereiro de 1958, onde descreve a excelência do trabalho de Cacilda Becker, principalmente na montagem de Pega-Fogo, espetáculo assistido pelo autor em 1950, colocando a atriz no patamar da genialidade dos monstros sagrados do teatro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antonio Gilberto Porto Ferreira, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio)

Mestre em História e Historiografia do Teatro e das Artes (HTA) pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas (PPGAC)) da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO, 2019). Bacharel em Artes Cênicas/Direção Teatral pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS, 1983) e em Psicologia (Clínica, Organizacional e Escolar), pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS, 1982).   

Referências

ANDRADE, Jorge. Depoimento. Transcrição do depoimento do autor para o SNT. São Paulo: Serviço Nacional de Teatro, 1978.

ANDRADE, Jorge. Depoimento. Monstros Sagrados. Anhembi, vol. 87, 1958.

AZEVEDO, Elizabeth R. Jorge Andrade: uma polêmica. Pitágoras 500, vol. 3, out. 2012.

BECKER, Cacilda. Cacilda, a grande dama do teatro. O Cruzeiro, ed. 0826, 17 de fev., 1968.

DIONYSOS. Teatro brasileiro de comédia. Rio de Janeiro: MEC/Funarte/SNT, n.25, set. 1980.

GUZIK, Alberto. TBC: crônica de um sonho. São Paulo: Perspectiva, 1986.

JACOBBI, Ruggero. Entrevista. In: Fernandes, Nanci; Vargas, Maria Thereza. Uma atriz: Cacilda Becker. São Paulo: Perspectiva, 1984.

PEGA-FOGO. Programa do espetáculo. São Paulo: TBC, 1950.

PRADO, Décio de Almeida. Palcos e circos: Anjo de Pedra I. O Estado de S. Paulo, 22 ago. 1950.

PRADO, Décio de Almeida. Palcos e circos: Ainda “O Anjo de Pedra”. O Estado de S. Paulo, 24 de set. 1950.

PRADO, Luís André do. Cacilda Becker: fúria santa. São Paulo: Geração, 2002.

ROUBINE, Jean-Jacques. A linguagem da encenação teatral. Trad. Yan Michaslski. Rio de Janeiro: Zahar, 1998.

STEEN, E. V. Jorge Andrade. In: STEEN, E. V. Jorge Andrade. Viver & escrever, vol. 3. 2 ª ed. Porto Alegre: L&PM, 2008.

Downloads

Publicado

2022-09-26

Como Citar

FERREIRA, A. G. P. Jorge Andrade e a consagração de um monstro sagrado. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 2, n. 44, p. 1-20, 2022. DOI: 10.5965/1414573102442022e0201. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/22189. Acesso em: 9 dez. 2022.