O espaço cênico como uma relação quiasmática

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573101402021e0204

Palavras-chave:

Scenography. Relational space. Chiasma. Scenic space. Phenomenology.

Resumo

Este artigo propõe estabelecer relações diretas entre a fenomenologia de Merleau-Ponty, mais especificamente com a noção de quiasma, e o espaço cênico teatral, através da revisão de alguns autores e algumas situações cênicas pensadas especialmente para tais relações. A partir de noções filosóficas, com exemplos comentados por Merleau-Ponty, como a relação entre figura e fundo, por exemplo, consideramos a importância do ponto de vista do espectador, tomado como elemento de efetivação da problemática fenomenológica, já que a relação do espetáculo com o espectador é um elemento fundante da poética teatral contemporânea.

Biografia do Autor

Paulo Vinícius Alves, Pontítficia Universidade Católica do Paraná (PUCPR)

Professor mestre da área de tecnologias da cena, principalmente nas disciplinas de cenografia, figurino e design cênico. É artista atuante nas áreas de cenografia, direção de arte e figurino.

Referências

ALVIN, M. Ato artístico e ato psicoterápico como experimenta-ção: diálogos entre a fenomenologia de Merleau-Ponty, a arte de Lygia Clark e a Gestalt-Terapia. 2007. 387 f. Tese (Doutorado em Psicologia) – Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília, Brasília, 2007.

ARAUJO, Paulo R. M. e CODINA, Graciela D. Leitura fenomenológica da arte e do ser humano aponta para a superação de sentido e a abertura de significados. Revista Filosofia, Ciência e Arte. Ano II, Vol. 8. São Paulo: Editora Nova Escala, 2007.

ARNHEIM, Rudolf. Arte e percepção visual: Uma psicologia da visão criadora. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2005.

AZEVEDO, Sônia M. O corpo em tempos e lugares pós-dramáticos. In: O Pós-Dramático. São Paulo: Perspectiva, 2010.

BACHELARD, Gaston. A Poética do Espaço. Os Pensadores XXXVIII. São Paulo: Abril Cultural, 1974.

BOGART, Anne. A preparação do diretor. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

BOLLNOW, Otto F. O homem e o espaço. Trad. Aloísio Leoni Schmid. Curitiba: Editora UFPR, 2008.

DIDI-HUBERRMAN, Georges. O que vemos, o que nos olha. São Paulo: Editora 34, 2010.

CARDIN, Leandro Neves. A ambiguidade na Femenologia da percepção de Maurice Merleau-Ponty. 2007. Tese (Doutorado em Filosofia) Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.

COSTA, Maria E. A poesia do canto: Da fenomenologia de Bachelas a Graciliano Ramos. Verbo de Minas, Juiz de Fora, v. 17, n. 29. p. 30-46, jan./jul. 2016.

FALABRETTI, Ericson Sávio. Kant e Merleau-Ponty: Passagens sobre o espaço. Artigo publicado na Revista Internacional de filosofia Kant e-Prints. Campinas, série 2, v. 4, n. 1, p, 165-183, 2009. Disponível em:

<https://www.cle.unicamp.br/eprints/index.php?journal=kant-e-prints&page=article&op=view&path%5B%5D=368> Acesso em: 05 abr. 2019

FALABRETTI, Ericson Sávio. A pintura como paradigma da percepção. Revista Dois Pontos, vol. 9, n. 1, p. 201-226, 2012. Disponível em:

< http://dx.doi.org/10.5380/dp.v9i1.25515> Acesso em 23/01/2019.

FIGUEIREDO, Jadismar de lima. Corpo próprio, especialidade e mundo percebido em Merleau-ponty. 2015. 130 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2015. Disponível em: <http://tede.biblioteca.ufpb.br:8080/handle/tede/8345>

FORJAZ, Cibele. A linguagem da luz a partir do conceito de pós dramático desenvolvido por Hans-Thies Lehmann. In: QUINSBURG, J.; FERNANDES, Silvia (org.). O Pós-Dramático. São Paulo: Perspectiva, 2010.

LEHMANN, Hans-Thies. Teatro pós-dramático e teatro político. In: QUINSBURG, J.; FERNANDES, Silvia (org.). O Pós-Dramático. São Paulo: Perspectiva, 2010.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Textos selecionados. Seleção de textos, tradução e notas de Marilena de Souza Chauí, Nelson Aguilar, Pedro de Souza Moraes. Segunda Edição. São Paulo: Abril Cultural, 1984.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Fenomenologia da percepção. 3ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

MERLEAU-PONTY, Maurice. A prosa do mundo. São Paulo: Cosac Naify, 2012.

MERLEAU-PONTY, Maurice. O Visível e o Invisível. 4 ed. São Paulo: Perspectiva, 2014.

Downloads

Publicado

2021-02-17

Como Citar

Alves, P. V. (2021). O espaço cênico como uma relação quiasmática. Urdimento - Revista De Estudos Em Artes Cênicas, 1(40), 1-21. https://doi.org/10.5965/1414573101402021e0204

Edição

Seção

Fluxo Continuo