Cidades em precipício: das fronteiras sensíveis on e off-line

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/14145731023820200021

Palavras-chave:

Cidades Online, Cidades off-line, Teatro contemporâneo, Internet

Resumo

Os autores apresentam neste texto uma reflexão sobre forças poéticas e políticas envolvidas na cena teatral imersa no contingente evidenciado pela pandemia da COVID-19. Das ruas e dos teatros possíveis nesse contexto, objetivam pensar acerca das cidades que por hora emergem nos imaginários vivenciados na fronteira on e offline, seja pelos processos de composição em arte que se viram forçados a migrar para a internet, seja pelo lastro deixado pelos meios de comunicação num mundo hiperconectado. Por meio do diálogo com Néstor Garcia Canclini e outros pensadores da cena contemporânea, os autores constatam o entrelaçamento entre o que aqui chamam de cidades online e cidades offline e apontam desafios poéticos que se erguem nos debates sobre o tempo-espaço dentro e fora da internet. O que restará de nossos teatros em meio a uma pandemia da informação? Defendendo uma expansão do sensível, partem da cena contemporânea para pensar que outros corpos e espacialidades estão sendo exigidos ou impostos no torvelinho da guerra biopolítica que nos circunda.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Altemar Gomes Monteiro, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Encenador, dramaturgo, diretor fundador do Nóis de Teatro, grupo atuante há 18 anos na periferia de Fortaleza. Doutorando em Artes da Cena pela UFMG, Bolsista PROEX CAPES, pesquisa as relações entre corpo e cidade nas tessituras poéticas do teatro de rua contemporâneo e suas interfaces com as experiências de cidade imprimidas pelas periferias urbanas e suas negritudes.

Mônica Medeiros Ribeiro, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Artista de dança e atriz, Doutora em Artes. Professora do Departamento de Artes Cênicas e da Pós-graduação em Artes da UFMG.

Referências

ABBAGNANO, Nicola. Agora. In: Dicionário de Filosofia. São Paulo: Martins Fontes, 2018, p. 23.

BENNATON, Pedro. O teatro como respirador social: reflexões sobre arte presencial na pandemia. Portal Descato.info. 02 de maio de 2020. Disponível em: http://desacato.info/o-teatro-como-respirador-social-reflexoes-sobre-arte-presencial-na-pandemia/. Acesso em: 29 jun. 2020

BERARDI, Franco. “A pandemia reativou o futuro. Há condições para reformatar a mente social”. Entrevista concedida a Luisa Duarte e Victor Gorgulho. Jornal El País, São Paulo, 03 de junho de 2020. Disponível em: https://brasil.elpais.com/cultura/2020-06-02/franco-berardi-a-pandemia-reativou-o-futuro-vejo-condicoes-para-a-reformatacao-igualitaria-da-mente-social.html. Acesso em: 29 jun. 2020

CALVINO, Ítalo. As Cidades Invisíveis. São Paulo: Cia das Letras, 1990.

CANCLINI, Néstor García. Cidades e cidadãos imaginados pelos meios de comunicação. Campinas: Revista Opinião Pública, 2002

CARREIRA, André. Teatro de rua como ocupação da Cidade: Criando Comunidades Transitórias. Urdimento, Florianópolis, v. 1, n. 13, 2009.

DIE Methode. Nach dem Stück “Corpus Delicti” von Juli Zeh. Disponível em https://www.dt-goettingen.de/stueck/die-methode/. Acesso em: 30 jun. 2020

DUBATTI, Jorge. Teatro, convívio e tecnovívio. In: CARREIRA, André; BIÃO, Armindo; TORRES NETO, Walter (org). Da Cena Contemporânea. Porto Alegre: ABRACE, 2012

DUBATTI, Jorge. Artes conviviales y Artes tecnoviviales: estudiar y enseñar en el actual contexto. In: Fórum de Estágios – Docência em Teatro – 1ª Edição/2020, da UFSM, UFPEL, URGS, UERGS, 1°, 2020. Palestra proferida em 14 de agosto de 2020, às 15h00min

HARDT, Michel; NEGRI, Antonio. Multidão: guerra e democracia na era do Império. Rio de Janeiro: Record, 2005

HARVEY, David. Cidades Rebeldes. Do direito à cidade à revolução urbana. São Paulo, Martins Fontes, 2014.

HISSA, Cássio Eduardo Viana. A mobilidade das fronteiras: inserções da geografia na crise da modernidade. 1ª reimpressão. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2006.

HISSA, Cássio E.V. Cidade e ambiente: dicotomias e transversalidades. In: HISSA, Cássio E. V. Saberes ambientais: desafios para o conhecimento disciplinar. Belo Horizonte: editora UFMG, 2008.

HISSA, Cássio E.V.; WSTANE, Carla. Cidades Incapazes. GEOgraphia, 2010.

HISSA, Cássio E. Viana. Transdisciplinaridade: breves notas acerca de limites e fronteiras da ciência moderna. TERCEIRO INCLUÍDO, NUPEAT–IESA–UFG, v.1, n.1, jan./jun., 2011, p.90–105,

HISSA, Cássio E. Viana. Entre. In: SILVA, Maria Ivonete Santos; MOREIRA, Maria Elisa Rodrigues (Org.). Literatura: espaço fronteiriço. Colatina; Chicago: Clock Book, 2017.

INGOLD, Tim. Estar Vivo: ensaios sobre movimento, conhecimento e descrição. Coleção Antropologia. Petrópolis: Vozes, 2015.

LAZZARATO, M. As Revoluções do Capitalismo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

MELO, Adriana Ferreira de; SANTOS, Diana Maria dos. Cidade e escritura: cartografias do transitório. In: HISSA, Cássio E. V. Saberes ambientais: desafios para o conhecimento disciplinar. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2008.

MESSYNESSY. Classrooms without Walls: A Forgotten Age of Open-air Schools. Disponível em: https://www.messynessychic.com/2016/03/15/classrooms-without-walls-a-forgotten-age-of-open-air-schools/. Acesso em: 30 jun. 2020.

MUNIZ, Mariana; DUBATTI, Jorge. Cena de Exceção: o teatro neotecnológico em Belo Horizonte (Brasil) e Buenos Aires (Argentina). Revista Brasileira de Estudos da Presença, vol.8 no.2 Porto Alegre, 2018.

PALLASMAA, Juhani. Os olhos da pele: a arquitetura e os sentidos. Porto alegre: Bookman, 2011.

SAFATLE, Vladimir. Circuito dos Afetos: Corpos políticos, Desamparo, Fim do Indivíduo. São Paulo: Cosac Naify, 2015.

SARLO, Beatriz. A cidade vista: mercadorias e cultura urbana. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2014.

STENGERS, Isabelle. No tempo das catástrofes. São Paulo, Cosac Naify, 2015

WICKERT, Ana Paula. Como a pandemia de COVID-19 vai nos desafiar a criar novos espaços públicos. ArchDaily Brasil, 18 de abril de 2020. Disponível em: https://www.archdaily.com.br/br/937529/como-a-pandemia-de-covid-19-vai-nos-desafiar-a-criar-novos-espacos-publicos. Acesso em: 29 jun. 2020

Downloads

Publicado

2020-09-24

Como Citar

MONTEIRO, Altemar Gomes; RIBEIRO, Mônica Medeiros. Cidades em precipício: das fronteiras sensíveis on e off-line. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 2, n. 38, p. 1–29, 2020. DOI: 10.5965/14145731023820200021. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/18160. Acesso em: 18 maio. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Temático - Espaços: configurações na cena brasileira e latino-americana