Bailarinos anfíbios e sua contribuição para a resistência contra a exclusão abissal na Companhia Municipal de Dança de Porto Alegre

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573103362019046

Palavras-chave:

Bailarinos anfíbios, Resistência política, Hibridação na dança, Companhia municipal de Porto Alegre, Exclusão abissal

Resumo

Recentemente, o financiamento que mantinha a recém-formada Companhia Municipal de Dança de Porto Alegre foi deliberadamente interrompido. Ainda assim, eles ainda resistem à exclusão abissal imposta pelo atual governo dançando eventualmente o repertório da companhia. Contudo, a hibridação (Canclini, 2011) nos corpos dançantes de alguns de seus bailarinos emergiu como uma contribuição para seu aspecto de resistência. Sendo assim, este artigo propõe o conceito de bailarinos anfíbios para analisar o processo de hibridação na dança e sua contribuição para as ações de resistência da CMDPA por meio de dois estudos de caso.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andréa Moraes Soares, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Pesquisadora PNPD Capes/UFRGS Artes Cênicas.  Bailariana e professora de dança.

Referências

ALBUQUERQUE JÚNIOR, Durval Muniz de. A invenção do nordeste e outras artes. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2007.

CANCLINI, Nestor Garcia. Culturas Híbridas: estratégias para entrar e sair da modernidade. 4. ed. São Paulo: Ed. da USP, 2011.

CHULTZ, Gabriela Maffazzoni. Coreografando em larga escala: corpo social, corpo dançante. 2016. Dissertação (Mestrado em Artes Cênicas) - Instituto de Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2016. Disponível em: . Acesso em: 14 out.2019.

DANTAS, Mônica. Dance studies in brazilianuniversities: enhancing dance fields and interrogating dance studies geography. (Prelo).

DESMOND, Jane C. Corporalizando a diferença: questões entre dança e estudos culturais. Dança: Revista do Programa de Pós-Graduação em Dança., Salvador, v. 2, n. 2, p. 93-120, 2013.

DILS, Ann; ALBRIGHT, Ann. Moving history/ dancing cultures: adance history reader. Middletown, Conn: Wesleyan University Press, 2001. p. 128-135.

GUMBRECHT, Hans Ulrich. Produção de presença. Rio de Janeiro: Contracampo, 2010.

FOSTER, Susan Leigh. Dancing bodies. In: DESMOND, Jane. (ed.) Meaning in motion: new cultural studies of dance. Durham, NC: Duke University Press, 1997.p. 235-258.

FOSTER, Susan Leigh. Coreografias por contrato. Dança: Revista do Programa de Pós-

-Graduação em Dança, Salvador, v. 3, n. 2, p.81-92, 2014.

IBARRA, Luka. Produção cultural. Porto Alegre, 10 nov. 2017. Entrevista concedida à Andréa Soares. Transcrição disponível em: <http://hdl.handle.net/10183/192957>A- cesso em: 15 out. 2019.

KHAN, Akram. Conversa com Akram Khan. Londres, 9 nov. 2017. Darbar Festival. En- trevista concedida à Alistair Spalding. Transcrição disponível em: <http://hdl.handle. net/10183/192957> Acesso em: 15 out. 2019.

LEPECKI, André. Coreo-política e coreo-polícia. Ilha Revista de Antropologia, v. 13, n.

/2, p. 41-60, 2011.

LOUPPE, Laurence. Corpos híbridos. Lições de dança. Rio de Janeiro, n.2, p. 27-40,

MARTIN, Randy. Critical moves: dance studies in theory and politics. Durhan, NC:

Duke University Press, 1998.

MARTIN, Randy. A precarious dance, a derivative sociality. TDR: The Drama Review.

Nova Iorque, v. 56, n. 4, p. 62-77, 2012.

NASCIMENTO, Ricardo; ORTEGA, Raul. Microeconomias afetivas e globais do forró

na Península Ibérica.Cadernos de Arte e Antropologia,[online] V. 7, n. 1, p. 47-63,

Disponível em:<http://journals.openedition.org/cadernosaa/1372> Acesso em:

novembro 2018.

OLIVEIRA, Driko. Apresentação e Ilação. Porto Alegre, 12 set. 2015. Entrevista concedida

à Andréa Soares. Transcrição disponível em: <http://hdl.handle.net/10183/192957>

Acesso em: 15 out. 2019.

OLIVEIRA, Driko. Anfíbio Oliveira. Porto Alegre. 23 out. 2018. Entrevista concedida

à Andréa Soares. Transcrição disponível em: <http://hdl.handle.net/10183/192957>

Acesso em: 15 out. 2019.

ORTIZ, Renato. Mundialização: saberes e crenças. São Paulo: Brasiliense. 2006.

RODRIGUES, Alfredo. S. Alves; SANTOS, Maria Salett T. Comunicação e reconversão

cultural em comunidades quilombolas. Comunicação & Sociedade, São Bernardo do

Campo, v. 32, n. 55, p. 105-129, 2011.

SANTOS, B.S. Epistemologias do Sul e a reinvenção da democracia. In: Instituto Latino-

Americano de Estudos Avançados (ILEA) and ADUFRGS-Sindical, 2019. Porto Alegre:

Universidade Federal do Rio Grande do Sul,18 maio 2019. (Palestra, inédita).

SANTOS, Boaventura; MENESES, Paula. Epistemologias do Sul. São Paulo: Cortez,

SANTOS, Isabel Cristina Correia dos. Forró & tango: duas expressões populares que

conquistaram povos muito além de suas fronteiras. 2016. Trabalho de Conclusão de

Curso (Especialização), Universidade Tuiutí, Paraná, 2016. Disponível em:

utp.br/media/tcc/2017/02/FORRO-TANGO.pdf> Acesso em: 17 nov. 2018.

SANTYS, Kléo. Formação e carreira. Porto Alegre, 19 nov. 2018.Entrevista concedida

à Andréa Soares. Transcrição disponível em: <http://hdl.handle.net/10183/192957>

Acesso em: 15 out. 2019.

SAVIGLIANO, Marta. Worlding dance and dancing out there in the world. In: FOSTER,

S. L. (ed.) Worlding dance. Londres: Palgrave Macmillan, 2009. p. 163-190.

SOARES, Andréa C.M. Bailarinos anfíbios no campo da grande produção em dança:

processos de hibridização na Companhia Municipal de Dança de Porto Alegre.

Tese (Doutorado em Artes Cênicas) – Instituto de Artes, Universidade Federal

do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2018. Disponível em: <http://hdl.handle.

net/10183/192957> Acesso em: 10 nov. 2019.

SOARES, Andréa C. M; DANTAS, Mônica F. Mundialização da dança: um processo Cultural em movimento. Revista Rascunhos: Caminhos da Pesquisa em Artes Cênicas,

Uberlândia, v. 3, n. 2., 2016. Disponível em: <http://www.seer.ufu.br/index.php/rascunhos/

article/view/35487> Acesso em: 19 mar. 2018.

SOARES, Andréa C.M.; DANTAS, Mônica F. Do discurso democrático aos procedimentos

coreográficos: a presença das danças mundializadas na Companhia Municipal de

Dança de Porto Alegre e sua implicação no processo de composição de Água Viva

(2015) de Eva Schul. Revista da Fundarte, Montenegro, v. 35 n. 35, p. 30-52, 2018.

TOMAZZONI, Airton. A resistência da CMDPA Entrevista concedida à Andréa Soares.

Porto Alegre, 10.07.2019. (Inédita)

WEBER, Suzi. Mobilidade das práticas corporais e artísticas na dança contemporânea:

três estudos de caso frente às práticas dominantes. Cena, Porto Alegre, n. 9., p. 2-22,

WORTMANN, Maria Lúcia Castagna. Encontros interculturais, hibridações e pós-modernidade.

REU-Revista de Estudos Universitários, Sorocaba, v. 36, n. 1, p. 21-35, 2010.

Downloads

Publicado

2019-12-13

Como Citar

SOARES, A. M. Bailarinos anfíbios e sua contribuição para a resistência contra a exclusão abissal na Companhia Municipal de Dança de Porto Alegre. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 3, n. 36, p. 046-062, 2019. DOI: 10.5965/1414573103362019046. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/15816. Acesso em: 28 set. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático - Pedagogia do Teatro: vozes da América Latina