Na vida, no palco, na cena: amadurecer dançando, por que não?

Autores

  • Daniela Llopart Castro Centro de Artes Universidade Federal de Pelotas
  • Elisabete Alexandra Pinheiro Monteiro Faculdade de Motricidade Humana Universidade de Lisboa
  • Eleonora Campos da Motta Santos Centro de Artes Universidade Federal de Pelotas

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573103332018351

Resumo

Este texto aborda a temática do envelhecimento na dança, tendo como objetivo dar visibilidade e protagonismo às produções artísticas com bailarinos em idade madura. Dessa forma, são feitas considerações sobre o envelhecimento na perspectiva do desenvolvimento humano, os corpos que dançam em idade madura e suas expectativas de inserção no cenário artístico atual. Ao desvelar que bailarinos maduros ao redor do mundo vêm, cada vez mais, mostrando que é possível amadurecer dançando, buscamos conceber a maturidade e o fazer artístico como forma de procurar novos olhares para os corpos dançantes, contribuindo assim para outras estéticas no campo das artes.

Biografia do Autor

Daniela Llopart Castro, Centro de Artes Universidade Federal de Pelotas

Professora Adjunta do Curso de Licenciatura em Dança - UFPel. Mestre em Ciências do Movimento Humano. Doutoranda em Motricidade Humana – Dança (Universidade de Lisboa). Diretora Artística do Grupo Baila Cassino. Coordenadora do Projeto de Extensão Bailar: Núcleo de Dança na Maturidade - UFPel (2012-2016). Coordenadora Geral dos I, II, III, IV, V e VI Cassino em Dança: Encontro Regional de Dança na Maturidade (2009-2015).

Elisabete Alexandra Pinheiro Monteiro, Faculdade de Motricidade Humana Universidade de Lisboa

Doutora na especialidade de Dança. Docente da Licenciatura de Dança da Faculdade de Motricidade Humana – Universidade de Lisboa (FMH-UL). Investigadora integrada do Instituto de Etnomusicologia - Centro de Estudos em Música e Dança (INET-md), polo FMH. Coordenadora da Pós-Graduação de Dança na Comunidade. Responsável por workshops em Portugal e no estrangeiro. Representante nacional da 'Dance and the Child International’. Coreógrafa em contexto amador, com apresentações nacionais e internacionais.

Eleonora Campos da Motta Santos, Centro de Artes Universidade Federal de Pelotas

Professora Adjunta do Curso de Licenciatura em Dança e Membro Externo do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais no Centro de Artes - UFPel. Doutora em Artes Cênicas e Mestre em Dança pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Chefe do Núcleo de Articulação de Coordenadores da Coordenação de Pedagogia Universitária da Pró-Reitoria de Ensino da UFPel.

Downloads

Publicado

2018-11-19

Como Citar

Castro, D. L., Monteiro, E. A. P., & Santos, E. C. da M. (2018). Na vida, no palco, na cena: amadurecer dançando, por que não?. Urdimento - Revista De Estudos Em Artes Cênicas, 3(33), 351-362. https://doi.org/10.5965/1414573103332018351