A força poética na memória dos objetos

Autores

  • Sandra Vargas Artista do Grupo Sobrevento

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573102322018425

Resumo

O presente artigo discute o uso do Teatro de Objetos, destacando primeiramente o conceito, que pautou os seus criadores, que é o uso simbólico dos objetos. Relata experiências do Sobrevento a partir do uso dos objetos em relação à memória que eles carregam. Descreve a experiência da construção de um Museu-Teatro, a partir de objetos com histórias dos vizinhos do Teatro do Sobrevento, assim como apresenta os espetáculos que resultaram desta busca que o grupo vem trilhando ao longo dos anos. 

Biografia do Autor

Sandra Vargas, Artista do Grupo Sobrevento

Atriz, diretora teatral e curadora de festivais de teatro. Uma das fundadoras do Grupo Sobrevento (Rio de Janeiro, 1986), grupo que se dedica à prática do teatro de animação em suas diferentes formas de expressão. O Grupo hoje atua em São Paulo. 

Downloads

Publicado

2018-09-11

Como Citar

Vargas, S. (2018). A força poética na memória dos objetos. Urdimento - Revista De Estudos Em Artes Cênicas, 2(32), 425-434. https://doi.org/10.5965/1414573102322018425

Edição

Seção

Sessão Especial - Teatro de Animação: Memórias e Metafóras