Camadas de gestos: estratégias para problematizar a relação entre corpo e

Autores

  • Roberto Douglas Queiroz Gorgati Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573102322018410

Resumo

O presente artigo propõe uma discussão sobre as relações entre corpo, objeto e como essa relação cria narrativas. Este diálogo entre corpo e objeto pode revelar outras qualidades para ambos. Corpo e objeto são, para o Teatro de Animação, elementos que constroem juntos sua história. Essa história é formada por camadas   que podem ser identificadas e percebidas como um arranjo de gestos e objetos.Esses arranjos, mais do que um modelo, são questões sobre corpo, objetos, gestos e suas dinâmicas. Quando um objeto tradicional como uma marionete é percebidacomo dinâmicas, camadas, técnicas e materiais, tal percepção revela o arranjo, a composição como vários objetos colocados juntos. Assim tem-se novos objetos e gestos criando narrativas sob outra perspectiva.No presente estudo, a marionete, utilizada como exemplo, é tomada por um objeto complexo e composto que extrapola uma função dramatúrgica específica e passa ser parâmetro de reflexão sobre o corpo no teatro. 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roberto Douglas Queiroz Gorgati, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC

Doutorando em Teatro, com mestrado em teatro e graduação em Artes Cênicas. Atua como cenógrafo e iluminador em espetáculos de dança e teatro além de atuar e pesquisar na àrea de Teatro de Animação.

 

Downloads

Publicado

2018-09-11

Como Citar

GORGATI, Roberto Douglas Queiroz. Camadas de gestos: estratégias para problematizar a relação entre corpo e. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 2, n. 32, p. 410–424, 2018. DOI: 10.5965/1414573102322018410. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/1414573102322018410. Acesso em: 18 maio. 2024.

Edição

Seção

Sessão Especial - Teatro de Animação: Memórias e Metafóras