Por uma teoria contemporânea do espetáculo: mimesis e desempenho espetacular

Autores

  • Luis Fernando Ramos Universidade do Estado de São Paulo (USP), São Paulo, SP

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573102132009071

Resumo

Contemporaneamente, com a expansãodos estudos teatrais para os campos da performance e das formas performativasdas artes visuais, como a “live art” e os “sitespecific”, o vídeo e as instalações, bem como as crescentes interfaces com disciplinas como a antropologia, a etnologia ea sociologia, foi se tornando cada vez mais complexo definir este objeto privilegiado de investigação, o espetáculo. A pretensão aqui é tentar recortar melhor este campo, arriscando depurá-lo de um excesso de referências possíveis a fim de definir o que nele seria ontologicamente específico. Na busca desta especificidade tenta-se, por um lado resgatar a noção de espetáculo da generalidade que algumas abordagens o lançaram ao mesmo tempo em que se quer refazer a história conceptual que vai originar a sua acepção moderna e propor a retomada da noção de mimesis, e um seu desdobramento, a noção de desempenho espetacular, como produtivas para operar a leitura da cena contemporânea.

Biografia do Autor

Luis Fernando Ramos, Universidade do Estado de São Paulo (USP), São Paulo, SP

Professor Doutor Universidade do Estado de São Paulo (USP), São Paulo

Downloads

Publicado

2018-12-01

Como Citar

Ramos, L. F. (2018). Por uma teoria contemporânea do espetáculo: mimesis e desempenho espetacular. Urdimento - Revista De Estudos Em Artes Cênicas, 2(13), 071-084. https://doi.org/10.5965/1414573102132009071

Edição

Seção

Fluxo Continuo