Contato Improvisação como uma Arte de viver

Autores

  • Jörg Schmid. Universidade Philipps de Marburgo
  • Tradutor: Bruno Garrote M. Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, SP

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573101282017302

Resumo

A presente tradução selecionou uma parte do doutorado Contato Improvisação como Arte de viver, de Jörg Schmid da Univ.-Philipps de Marburgo. A seção traduzida traz uma fundamentada e clara pesquisa sobre a origem da forma de dança Contato Improvisação (CI), o contextual cultural da época, as influências dentro e fora da história da dança e da performance, além do desenvolvimento das primeiras gerações de dançarinos e professores de CI. Essa tradução pretende contribuir para o cenário da dança e dos estudos performáticos, mostrando a importância dessa crescente e mundialmente disseminada forma de dança contemporânea e pesquisa de movimento corporal, ainda pouco estudada no Brasil.

Biografia do Autor

Jörg Schmid., Universidade Philipps de Marburgo

Tese de doutorado de Jörg Schmid pela Faculdade de Educação da Universidade Philipps de Marburgo, 2011.

 

Tradutor: Bruno Garrote M., Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, SP

Doutor em Filosofia e Teoria do Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (FD/USP). Criador e Responsável pela disciplina de cultura e extensão "Corpo e Consciência Jurídica" da FD/USP desde 2ºsem/2014. É dançarino e pesquisador de Contato Improvisação.

Downloads

Publicado

2017-07-02

Como Citar

Schmid., J., & Garrote M., T. B. (2017). Contato Improvisação como uma Arte de viver. Urdimento - Revista De Estudos Em Artes Cênicas, 1(28), 302-322. https://doi.org/10.5965/1414573101282017302