A ironia, a paródia e o riso como elementos de crítica social na dança brasileira de origem africana

Autores

  • Maria de Lurdes Barros da Paixão Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Natal, RN
  • Maria Consuelo Oliveira Santos

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573101282017159

Resumo

A proposta deste artigo é estabelecer a inter-relação entre corpo, performance e antropologia através da análise de criações cênicas de intérpretes-criadores que se fundamentam em referências de origem africana e cuja proposta é a desconstrução de parâmetros que estereotipam realidades socioculturais do contexto nacional. Através de suas performances se observam elementos de crítica social e também apresentação de novas configurações para tratar  temáticas afro-brasileiras. O riso, a paródia e a ironia, elementos bastante ressaltados na estética pós-moderna, são utilizados nas obras “O Samba do Crioulo Doido”, “Xirê Obirikiti” e “Bordados de Corpos”, como elementos que possibilitam a reflexão e desconstrução das temáticas corpo-negro-exportação, erotismo, sexualidade, opressão, contestação, transgressão, etc., através de performances subversivas corporais e cênicas.

Biografia do Autor

Maria de Lurdes Barros da Paixão, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Natal, RN

Professora Adjunta IV do Departamento de Artes da UFRN. Vice-Coordenadora do GT Pesquisa em Dança no Brasil da ABRACE - Biênio 2015-2017. Sócio efetiva da Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Artes Cênicas- ABRACE. Pesquisadora do Grupo de Pesquisa: Linguagens da Cena: Imagem, Cultura e Representação-LINCC /UFRN. Pós-doutorado pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da UFBA/ PPGAC/Bolsista PNPD/ CAPES. Desenvolve pesquisas sobre as matrizes estéticas culturais formadoras da cultura brasileira na dança e performance contemporânea. 

Maria Consuelo Oliveira Santos

Doutorado em Antropologia Social e Cultural, Universitat Autònoma de Barcelona, (UAB) / Universitat Rovira i Virgili (URV), Espanha; Pós-doutorado, Universidad Autônoma de Monterrey, UANL, México. Mestrado em Educação, UFBA; Mestrado em Antropologia (UAB, España), Formada em Letras e em Filosofia. Investigadora dos Núcleos Kàwé e de Estudos do Envelhecimento, UESC (Bahia), e do Grupo Transdisciplinario de Investigación, UANL, México.

Downloads

Publicado

2017-07-02

Como Citar

Paixão, M. de L. B. da, & Santos, M. C. O. (2017). A ironia, a paródia e o riso como elementos de crítica social na dança brasileira de origem africana. Urdimento - Revista De Estudos Em Artes Cênicas, 1(28), 159-179. https://doi.org/10.5965/1414573101282017159

Edição

Seção

Dossiê Temático: Teatro Performance - tensões e imbricamentos