Interseções performativas nos processos de criação de Rodrigo García e Tadeusz Kantor

Autores

  • Camila Damasceno Silva Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Campinas, SP
  • Elisabeth Silva Lopes Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, SP

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573101282017125

Resumo

Este artigo apresenta aproximações entre os processos criativos de Tadeusz Kantor e Rodrigo García a partir da perspectiva da dramaturgia performativa. Partindo das indicações cênicas de García descritas em “Notas de Cocina” e dos escritos de Kantor organizados na coletânea “O Teatro da Morte”, investigamos os processos criativos do grupo espanhol La Carnicería Teatro para propor um olhar para a dramaturgia enquanto articuladora de processos, discursos, sentidos e sensações, além de catalisadora de materialidades cênicas e imagens poéticas. A articulação que emerge dessa reflexão nos permitirá pensar sobre os modos de operação da dramaturgia no Teatro Performativo.

Biografia do Autor

Camila Damasceno Silva, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Campinas, SP

Camila Damasceno é doutoranda em Artes da Cena pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Mestra pela mesma instituição sob orientação do Prof. Dr. Matteo Bonfitto, pesquisou dramaturgia performativa e corporeidades cênicas, com projeto fomentado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). Dramaturga formada pela SP Escola de Teatro - Centro de Formação das Artes do Palco (2013) e Jornalista graduada pela Universidade Federal de Juiz de Fora / MG (2008). É dramaturga do Núcleo Tumulto! de Investigação Cênica, com atuação na cidade de São Paulo desde 2013. 

Elisabeth Silva Lopes, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, SP

Licenciada em Artes Cênicas pela Universidade Federal de Santa Maria (1979), Mestrado em Artes Cênicas pela Universidade de São Paulo (1992), orientação de Renata Pallotini; Doutorado em Artes Cênicas pela USP (2001), orientação de Jacó Guinsburg; Pós-doc no programa de Linguística da UFSM na linha de pesquisa de Análise do Discurso, sobre a memória do ator (2006), supervisão de Amanda Scherer e um segundo Pós-doc sobre performance na Tisch School of the Arts, na New York University (2009-2010), supervisão de Richard Schechner. É professora de Atuação na Graduação e do Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas, da Escola de Comunicações e Artes, na USP. Atualmente é coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas e Vice-diretora do TUSP. É associada e membro da diretoria do Hemispheric Institute of Performance and Politics. Como encenadora desenvolve, desde o final dos anos 80, a sua pesquisa artística com a Companhia de Teatro em Quadrinhos, como convidada de grupos teatrais e com os alunos do Curso de Artes Cênicas. 

Downloads

Publicado

2017-07-02

Como Citar

Silva, C. D., & Lopes, E. S. (2017). Interseções performativas nos processos de criação de Rodrigo García e Tadeusz Kantor. Urdimento - Revista De Estudos Em Artes Cênicas, 1(28), 125-138. https://doi.org/10.5965/1414573101282017125

Edição

Seção

Dossiê Temático: Teatro Performance - tensões e imbricamentos