Davi tirando sarro de Golias: o risoativismo dos Yes Men

Autores

  • Fabio Salvatti Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, SC

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573101262016108

Resumo

A partir do uso ativista do humor, o coletivo Yes Men realiza ações de correção de identidade, isto é, assumem a identidade de representantes de corporações, órgãos governamentais e instituições financeiras para expor as engrenagens da entidade para escrutínio público em falsas palestras, entrevistas e declarações à imprensa. Com isso buscam uma alteração na disposição do espectro de alianças relacionadas ao assunto sobre o qual estão tratando. No presente artigo, busca-se demonstrar que, para além das ações orientadas para uma disputa no campo simbólico, os Yes Men propõem um projeto pedagógico, materializado no Yes Lab, um laboratório de ativismo criativo por eles mantido. 

 


Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabio Salvatti, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, SC

Fabio Salvatti é diretor teatral, pesquisador, professor adjunto III do Departamento de Artes da UFSC. Concluiu Pós-Doutorado na New York University no Departamento de Performance Studies (2015). Doutor em Artes Cênicas pela USP (2010) com estágio de pesquisa na Queen Mary University of London. Mestre em Teatro pela UDESC (2004) e Bacharel em Direção Teatral pela FAP (2001). Foi membro da Kiwi Companhia da Teatro (2001 a 2008) e da Cia EmCômodo Teatral (1998 a 2004). Como pesquisador e artista, interessa-se pelas porosidades entre arte e ativismo.

Downloads

Publicado

2016-07-31

Como Citar

SALVATTI, F. Davi tirando sarro de Golias: o risoativismo dos Yes Men. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 1, n. 26, p. 108 - 127, 2016. DOI: 10.5965/1414573101262016108. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/1414573101262016108. Acesso em: 3 out. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático: Desafios do teatro político