perVERSIONES: a voz performática de Fátima Miranda

Autores

  • Wânia Storolli Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573101222014111

Resumo

Baseado na performance perVERSIONES de Fátima Miranda e em entrevista concedida pela artista a esta autora, este artigo relata sobre a qualidade performativa da voz, sobre as relações entre voz, dramaturgia e performance, revelando a potencialidade criativa da voz como geradora de uma linguagem artística singular. Como um amálgama sonoro, a voz de Fátima Miranda é capaz de fundir tradições diversas, dissolver as fronteiras entre as artes e provocar a transformação de nossa percepção.

Biografia do Autor

Wânia Storolli, Universidade de São Paulo

Wânia Storolli formou-se em licenciatura em música pela Universidade de São Paulo em 1986 e em piano em 1989, especializando-se em Rítmica, Voz e Movimento na Alemanha.  Em  2004 obteve o título de Mestre em Artes (Musicologia) pela Universidade de São Paulo, com a dissertação Movimento e Respiração: a prática da Respiração Vivenciada de Ilse Middendorf no ensino de canto. Em 2009 finalizou o doutorado em Processos de Criação Musical na Universidade de São Paulo, com a tese Movimento, Respiração e Canto: a performance do corpo na criação musical, pesquisa que investigou a relação entre performance e processos criativos no âmbito do trabalho prático com movimento, respiração e canto.  Criou e coordenou o curso de Expansão Cultural Movimento, Respiração e Canto no Depto. de Artes Cênicas da USP, realizado em 2003 e 2004. Coordena o mesmo curso no Instituto Sedes Sapientiae desde 2002. Atua como docente do curso de pós-graduação em música na Faculdade Santa Marcelina desde 2013. De 2010 a 2013 desenvolveu o projeto de pesquisa de pós-doutoramento, "Vozes Performáticas: dissolvendo fronteiras" no departamento de Música da Escola de Comunicações e Artes da USP, com apoio da FAPESP. Em 2012, foi pesquisadora convidada no departamento de Performance Studies da New York University, com apoio da FAPESP. Coordena o grupo L.I.V.E. - Laboratório de Improvisação Vocal e Experimentação, criado durante o projeto de pós-doutoramento, com o qual realiza investigação prática e performances.


http://lattes.cnpq.br/4595191742974023

Downloads

Publicado

2014-07-01

Como Citar

Storolli, W. (2014). perVERSIONES: a voz performática de Fátima Miranda. Urdimento - Revista De Estudos Em Artes Cênicas, 1(22), 111 - 122. https://doi.org/10.5965/1414573101222014111

Edição

Seção

Dossiê Temático: O trabalho vocal no teatro