Reflexões sobre o hibridismo vocal em performance

Autores

  • Cristiane dos Santos Souza Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba, PR

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573101222014027

Resumo

O presente trabalho analisa as possibilidades expressivas da voz cênica na contemporaneidade. Para pensarmos a relação corpo, voz, performance e cultura, adotamos como referenciais os estudos sobre o hibridismo cultural a partir de Peter Burke; a ideia de performance vocal por Paul Zumthor; o Alfabeto do Corpo, sistematizado por Zygmunt Molik e o conceito de paisagem sonora elaborado por Raymond Murray Schafer. Além da análise da teoria apresentamos dois relatos de experiências práticas que transitam entre o fazer artístico e a docência, ambos relacionadas à voz.  

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristiane dos Santos Souza, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba, PR

Bailarina, professora de Linguagens do Corpo e da Voz do Curso de Tecnologia em Produção Cênica da UFPR.

Downloads

Publicado

2014-07-18

Como Citar

SOUZA, Cristiane dos Santos. Reflexões sobre o hibridismo vocal em performance. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 1, n. 22, p. 027–038, 2014. DOI: 10.5965/1414573101222014027. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/1414573101222014027. Acesso em: 21 maio. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Temático: O trabalho vocal no teatro