Andar sem parar: as andanças de Maria Luiza Lacerda pelo teatro de bonecos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2595034702232020086

Palavras-chave:

teatro de bonecos brasileiro, maria luiza lacerda, mulheres no teatro de bonecos

Resumo

Este artigo procura “ligar os pontos” da trajetória de Maria Luiza Lacerda no teatro de bonecos, entre memórias e documentos, de 1965 a 1989. A partir de entrevista e depoimentos da própria bonequeira e de algumas mulheres da família, o artigo procura homenageá-la por sua contribuição para o teatro de bonecos no Brasil. Da criação do grupo pioneiro de teatro de bonecos para festas infantis do Rio de Janeiro, Fura Bolo, ao grupo Revisão de experimentação em teatro de animação, Maria Luiza esteve presente e atuante no início da ABTB, experimentou linguagens e recursos inéditos e conviveu e criou com grandes nomes do teatro de bonecos no Brasil.

Biografia do Autor

Júlia Sarraf, Cia. Papa Vento de Teatro de Bonecos

É formada em Comunicação Social pela PUC-Rio e trabalha com teatro de bonecos desde os 17 anos na Cia. Papa Vento, criada por seus pais e da qual hoje é sócia. Além do teatro de bonecos, trabalha com edição de vídeos e com a produção de eventos e cursos, e tem sua marca de semijoias de cerâmica. No final de 2019 e início de 2020 foi bolsista do Núcleo Ecologias, Epistemologias e Promoção Emancipatória da Saúde, da Fiocruz, onde colaborou com a organização do material audiovisual e de um encontro anual promovido pelo núcleo, que busca utilizar, além da linguagem acadêmica, linguagens artísticas na produção e troca de saberes.

Referências

LACERDA, Cláudia. Depoimento por escrito enviado a Júlia Sarraf, 29 jul. 2020.

ACERDA, Cristiana. Depoimento por escrito enviado a Júlia Sarraf, 26 jul. 2020.

LACERDA, Maria Luiza. Entrevista concedida a Júlia Sarraf via áudios e mensagens de texto

pelo aplicativo Whatsapp, entre 09 jul. 2020 a 11 ago. 2020.

LACERDA, Maria Luiza. Escritos sobre a peça Quatro Cenas, Acervo pessoal, 1979.

LACERDA, Maria Luiza. Programa da peça Mulher, Mulher, 1980.

LACERDA, Maria Luiza. Discurso feito para o 1º Encontro Nacional de Teatro de Animação em São Paulo, Acervo pessoal, 1990.

LEVI, Clóvis. Festival Internacional de Teatro de Bonecos (I). Teatro Infantil – O Globo – Rio de

Janeiro – 22 ago. 1976a, p. 9.

LEVI, Clóvis. Festival Internacional de Teatro de Bonecos (II). Teatro Infantil – O Globo – Rio

de Janeiro – 24 ago. 1976b, p. 34.

LEVI, Clóvis. Festival Internacional de Teatro de Bonecos (Final). Teatro Infantil – O Globo –

Rio de Janeiro – 26 ago. 1976c, p. 42.

LEVI, Clóvis. Fantasia ou realidade na obra de Pink Floyd. Teatro Infantil – O Globo – Rio de

Janeiro – 01 jun. 1975, p. 7.

RIBEIRO, Eny Lacerda. Depoimento por escrito enviado a Júlia Sarraf, 30 jul. 2020.

Downloads

Publicado

2020-12-18

Como Citar

SARRAF, J. Andar sem parar: as andanças de Maria Luiza Lacerda pelo teatro de bonecos. Móin-Móin - Revista de Estudos sobre Teatro de Formas Animadas, Florianópolis, v. 2, n. 23, p. 086-111, 2020. DOI: 10.5965/2595034702232020086. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/moin/article/view/18523. Acesso em: 27 nov. 2021.