Marionetes & teatro contemporâneo

Autores

  • José Ronaldo Faleiro Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)

DOI:

https://doi.org/10.5965/2595034702042007046

Resumo

Ao olharmos para o teatro praticado desde o início do século XX, poderemos encontrar certas constantes. Tem-se afirmado, de fato, que, no trabalho teatral, a novidade do século XX consiste em “redescobrir o corpo”, ou seja, dar “primazia para a linguagem corporal do ator”. Ele passa então a ser considerado como uma figura em três dimensões: de um gesto baseado principalmente na utilização dos braços, das mãos e dos olhos, passa a um movimento que deixa em primeiro plano o tronco, a massa do corpo (DECROUX, 1963). Além disso, a leveza aérea perde importância diante da lei da gravidade e do vínculo com o chão. O rosto descoberto e expressivo cede lugar à utilização freqüente e significativa da máscara. O ator passa, enfim, de um gestualidadepredominantemente realista e descritiva para uma gestualidade evocatória e simbólica, baseada em procedimentos de abstração e estilização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Ronaldo Faleiro, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)

Diretor teatral, Doutor em Artes do Espetáculo pela Université de Paris IX - Nanterre, professor no Programa de Pós-graduação em Teatro (Mestrado) na Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC. 

Downloads

Publicado

2018-04-13

Como Citar

FALEIRO, J. R. Marionetes & teatro contemporâneo. Móin-Móin - Revista de Estudos sobre Teatro de Formas Animadas, Florianópolis, v. 2, n. 04, p. 046-062, 2018. DOI: 10.5965/2595034702042007046. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/moin/article/view/1059652595034702042007046. Acesso em: 22 maio. 2022.