Movimento Maker: Oficinas Criativas de Recursos Pedagógicos e desenvolvimento de Tecnologia Assistiva

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2316796312242023156

Palavras-chave:

movimento maker, tecnologia assistiva, recursos pedagógicos acessíveis

Resumo

O Movimento Maker alicerça-se em grupos relacionados a ciência e tecnologia com a finalidade de oferecer suporte ao desenvolvimento de projetos. O relato técnico objetiva apresentar as Oficinas Criativas de Recursos Pedagógicos, baseadas na cultura maker e voltadas a elaboração e produção de Tecnologia Assistiva – TA para o público da educação especial. Resultaram em: 32 oficinas; 328 profissionais capacitados; e 2.593 recursos pedagógicos produzidos. Contribuíram com práticas, saberes e na instrumentalização dos participantes para elaboração e desenvolvimento da TA, conforme especificidades dos educandos, promovendo acesso, permanência, participação e aprendizagem no contexto educacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Carolina Rodrigues Savall, Fundação Catarinense de Educação Especial

Terapeuta Ocupacional (PUC Goiás, 2004), com mestrado em Ciências do Movimento Humano (UDESC, 2008). Coordenadora do Centro de Referência em Tecnologia Assistiva – CERTA da Fundação Catarinense de Educação Especial.

Simone Marcelino Rodrigues, Fundação Catarinense de Educação Especial

Pedagoga (UFSC, 2001), com especialização em Educação Especial (UFC, 2013). Professora de Educação Especial no Centro de Referência em Tecnologia Assistiva da Fundação Catarinense de Educação Especial.

Darlene Taís Hickmann, Fundação Catarinense de Educação Especial

Terapeuta Ocupacional (UFSM, 2015), com especialização em Saúde Mental (UFSM, 2020), atua no Centro de Referência em Tecnologia Assistiva da Fundação Catarinense de Educação Especial.

Camila Meurer Jacob, Fundação Catarinense de Educação Especial

Pedagoga (UDESC, 2010) e mestrado em Educação (UFSC, 2019). Atuou como pedagoga do Centro de Referência em Tecnologia Assistiva e atualmente atua no Núcleo de Estudos e Pesquisas (NESPE) da Fundação Catarinense de Educação Especial.

Referências

BURTET, C. G. (Re)pensando a inovação e o conceito de inovação inclusiva: um estudo do movimento maker no Brasil à luz da Teoria Ator-Rede. 2019. 195 p. Tese (Doutorado em Administração) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Porto Alegre, 2019.

BURTET, C. G.; KLEIN, A. I. C. Z. Repensando a inovação do século XXI a partir das práticas do Movimento Maker. Liinc em Revista. Rio de Janeiro. v. 9, n. 2, p. 353-369, 2013.

PINTO, S. L. U.; AZEVEDO, I. S. C; TEIXEIRA, C. S.; BRASIL, G. S. P. S.; HAMAD, A. F. O Movimento Maker: enfoque nos FabLabs Brasileiros. Revista Livre de Sustentabilidade e Empreendedorismo. v. 3, n. 1, p.38-56, 2018.

SAMAGAIA, R.; NETO, D. D. Educação científica informal no movimento maker. In: X Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências – X ENPEC, 2015. São Paulo, 8p.

SANTA CATARINA. FUNDAÇÃO CATARINENSE DE EDUCAÇÃO ESPECIAL. Missão. Disponível em: https://www.fcee.sc.gov.br/institucional/sobre-a-fcee/missao. Acesso em: 17 ago. 2023.

SANTA CATARINA. Lei complementar nº 741, de 12 de junho de 2019. Disponível em: http://leis.alesc.sc.gov.br/html/2019/741_2019_lei_complementar.html. Acesso em: 17 ago. 2023.

Downloads

Publicado

2023-12-13

Como Citar

SAVALL, Ana Carolina Rodrigues; RODRIGUES, Simone Marcelino; HICKMANN, Darlene Taís; JACOB, Camila Meurer. Movimento Maker: Oficinas Criativas de Recursos Pedagógicos e desenvolvimento de Tecnologia Assistiva. Human Factors in Design, Florianópolis, v. 12, n. 24, p. 156–162, 2023. DOI: 10.5965/2316796312242023156. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/hfd/article/view/24569. Acesso em: 21 fev. 2024.