Corpo e estética: imersão em um rolêzinho do passinho dos Maloka no Recife

inmersión en un “rolêzinho” del “Passinho dos Maloka” en Recife

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/25944630612021e0149

Palavras-chave:

Passinho dos Maloka, Estética, Corporalidade

Resumo

Este trabalho pretende costurar conteúdos resultantes de uma imersão etnográfica nos populares “rolêzinhos” do “Passinho dos Maloka” na rua Tauá, região periférica do bairro de Santo Amaro, na cidade do Recife, Pernambuco, em fevereiro de 2020, bem como o “pós-rolê” nas proximidades do baile, este situado na vizinha cidade de Olinda. Discute-se aqui, para além de evocar o florescimento do fenômeno do “Passinho” e do “bregafunk” em âmbito nacional, a estética, sobretudo o vestir, como dispositivo para construção de identidade, as narrativas corporais sexualizadas através da dança ritmada pelos grupos de sujeitos, racialização, gênero, cultura periférica pernambucana, bem como os temidos finais de “rolês”, nem sempre muito bonançosos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Simone Grace de Barros, UFPE

Possui Pós-Doutorado em Design de Moda, pela Universidade da Beira-Interior (UBI nos anos de  2014-2015 e 2017-2018), em Portugal, com investigações realizadas no Museu de Lanifícios da mesma instituição. Doutora em Design, com tese na área de Moda, na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE - 2014) e mestre em Educação (UFPE - 2000), possui graduação em Comunicação Social pela mesma instituição (1997). Atualmente no cargo de professor adjunto, nível 1, do Departamento de Design e no Programa de Pós-Graduação em Design e Ergonomia da Universidade Federal de Pernambuco, na linha de pesquisa Design, Cultura e Artes. Atua principalmente nos seguintes temas: Design, moda, figurino e Comunicação.

Manoel Alexandre Ferreira Silva, Universidade Federal de Pernambuco

Mestre pelo programa de Pós-Graduação em Design pela Universidade Federal de Pernambuco (2018-2020) na linha de pesquisa Design, Cultura e Artes, possui graduação em Design de Moda pela UniFBV Wyden (2011-2014), desenvolve trabalhos criativos direcionados ao mercado de moda e artes gráficas desde o ano de 2010. Atuou como designer de moda/gráfico em empresas têxteis (2012-2014), marcas de moda no desenvolvimento de coleção de vestuário fem/masc, design de superfície e artes visuais (2014-2016). No momento (2017- atual) trabalha como freelancer no desenvolvimento de estamparia e artes visuais para o mercado de moda/publicidade. Possui pesquisas focadas nos seguintes temas: Design e cultura, fenômenos culturais periféricos, processos etnográficos, vanguardas artísticas e design digital (surface design)

Referências

CANCLINI, Nestor Garcia. Consumidores e Cidadãos. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2006.

GOFFMAN, Erving. Estigma: notas sobre a Manipulação da Identidade Deteriorada. Rio de Janeiro: Editora Guanabara. 1988

LIPOVETSKY, Gilles; SERROY, Jean. A estetização do mundo: viver na era do capitalismo artista. São Paulo: Editora Companhia das Letras, 2015.

SOARES, Thiago. Ninguém é perfeito e a vida é assim: a música Brega em Pernambuco. Recife: Outros críticos, 2017.

VENTURA, Zuenir. Cidade Partida. São Paulo, Companhia das Letras, 1994.

VILLAÇA, Nízia. A periferia pop na idade mídia. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2012.

Downloads

Publicado

2022-01-29

Como Citar

BARROS, S. G. de; SILVA, A. F. Corpo e estética: imersão em um rolêzinho do passinho dos Maloka no Recife: inmersión en un “rolêzinho” del “Passinho dos Maloka” en Recife. Revista de Ensino em Artes, Moda e Design, Florianópolis, v. 6, n. 1, p. 1-19, 2022. DOI: 10.5965/25944630612021e0149. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/ensinarmode/article/view/20149. Acesso em: 24 maio. 2022.