Notas biográficas de uma coleção de indumentária

Autores

  • Madson Luis Gomes de Oliveira UFRJ

DOI:

https://doi.org/10.5965/25944630532021087

Palavras-chave:

Indumentária, Coleção, Biografia cultural.

Resumo

A coleção de Indumentária Sophia Jobim – CSJ, do Museu Histórico Nacional – MHN, pertenceu à Maria Sophia Jobim Magno de Carvalho (1904-1968), que foi professora, figurinista, jornalista, pesquisadora e colecionadora de trajes, acessórios e histórias. Após o falecimento de Sophia toda a coleção dela foi doada Museu Histórico Nacional – MHN. A Coleção Sophia Jobim – CSJ está dividida em três partes: arquivo histórico; biblioteca e reserva técnica. A pesquisa estuda toda a coleção, mas encontra-se em andamento, por isso apresentamos os resultados parciais que, inevitavelmente, se confundem com a biografia da colecionadora. Nossa abordagem se aproxima de investigações similares daquelas que tratam os acervos de indumentária / moda com o foco voltado para a biografia cultural de objetos, conforme: Amy de la Haye, Lou Taylor e Eleanor Thompson (2005); Igor Kopytoff (2008); Rita Andrade (2008). Esse tipo de perspectiva nos ajuda no entendimento da coleção que Sophia Jobim juntou, ao longo de sua trajetória profissional, culminando com a inauguração do Museu de Indumentária Histórica e Antiguidades – MIH. Por isso, é necessário perguntar: De onde essas peças vieram? Como foram adquiridas? Quem eram seus antigos donos? É possível verificar e responder estes questionamentos? Ao adquirir objetos de arte e peças / acessórios de indumentária para sua crescente coleção, Sophia parecia estruturar o “seu museu”, como vemos neste texto. Assim, os objetos culturais que ela comprou passaram pelo processo de mercantilização e valoração que, por conseguinte, iriam refletir esses valores na trajetória de sua colecionadora, e vice-versa.

Referências

ANDRADE, Rita Morais de. Boué Souers RG 7091: a biografia cultural de um vestido. São Paulo: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (Tese de Doutorado em História), 2008.

EWBANK, Cecília de Oliveira. “O desaparecimento dos museus no Rio de Janeiro e a (re)existência do Museu Nacional”. In: Revista Eletrônica Ventilando acervos. Florianópolis: Museu Vitor Meireles, 2019.

HAYE, Amy de La; TAYLOR, Lou; THOMPSON, Eleanor. A family of fashion: the Messels dress colletion. Londres: Philip Wilson Publishers, 2005.

IRÃO a leilão nossas relíquias. In: Tribuna da Imprensa. Ed. 2286, 12-07-1957. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=154083_01&pasta=ano%20195&pesq=%22ir%C3%A3o%20a%20leil%C3%A3o%22&pagfis=36067. Acesso em 19 ago. 2020.

KOPYTOFF, Igor. “A biografia cultural das coisas: a mercantilização como processo”. In: APPADURAI, ARJUN. A vida social das coisas. Niterói: EDUFF, 2008.

RUNTE JÚNIOR, Eduardo Frederico. Genealogia do Conde da Estrella e de seus filhos, o Barão da Estrella e o Barão de Maia Monteiro e subsídios para sua história. Disponível em: http://eduardorunte.com.br/livros/livro3.html . Acesso em: Petrópolis: 20 nov. 2019.

SILVA, Antonio Carlos Simoens da. Leilão do Museu Histórico “Simoens da Silva”. Rio de Janeiro: Ernani Leiloeiro/Gráfica Imperador Ltda., 1957.

TROMPOWSKY, Gilberto. “Festa em Santa Teresa”. In: O Jornal. Ed. 9337, 01-10-1950. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=110523_05&pasta=ano%20195&pesq=Trompowsky&pagfis=4154. Acesso em 24 ago. 2020.

VIVIEN viu Museu de Indumentária. In: Diário Carioca. Ed. 19479, 15-05-1962. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=093092_05&pasta=ano%20196&pesq=%22Vivien%22&pagfis=9646). Acesso em 22 ago. 2020.

Downloads

Publicado

2021-09-08

Como Citar

GOMES DE OLIVEIRA, M. L. Notas biográficas de uma coleção de indumentária. Revista de Ensino em Artes, Moda e Design, Florianópolis, v. 5, n. 3, p. 87 - 106, 2021. DOI: 10.5965/25944630532021087. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/ensinarmode/article/view/20049. Acesso em: 18 set. 2021.