Camiseta e comunicação: reflexões sobre a indumentária nas indústrias culturais

Autores

  • Gabriel Baquit Universidade do Minho

DOI:

https://doi.org/10.5965/1808312907092012538

Palavras-chave:

camiseta, comunicação, mídia, consumo, indústrias culturais

Resumo

A camiseta é uma das vestimentas mais simples e universais encontradas em um guarda-roupa. Originalmente utilizada como roupa íntima, essa peça de vestuário popularizou-se entre os jovens na década de 1950 e tornou-se símbolo da rebeldia de uma geração crescida no pós-guerra. O presente artigo tem como objetivo estudar, a partir de uma pesquisa bibliográfica, o processo histórico de popularização da camiseta, propondo algumas reflexões sobre as propriedades de comunicação dessa indumentária. Ao longo do estudo, reconhecemos as evoluções dessa vestimenta e suas relações com as indústrias culturais, até transformar-se em um meio de comunicação. A camiseta já foi sinônimo de protesto, e mostrou-se uma mídia alternativa eficaz para diversos fins. Por seguir as lógicas da sociedade de consumo, entretanto, seu discurso perdeu impacto, e sua utilização passou a ser uma questão de aparência mais do que uma expressão de ideais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-10-23

Como Citar

BAQUIT, G. Camiseta e comunicação: reflexões sobre a indumentária nas indústrias culturais. DAPesquisa, Florianópolis, v. 7, n. 9, p. 538-551, 2018. DOI: 10.5965/1808312907092012538. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/dapesquisa/article/view/13981. Acesso em: 8 dez. 2022.

Edição

Seção

Moda