Escola Popular de Artes

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/24471267812022096

Palavras-chave:

Arte, Educação, Colagem, Dadaísmo, Cartografia

Resumo

O presente artigo discute uma experiência docente efetivada durante a disciplina Estágio em Artes Visuais IV pelo acadêmico do Curso de Licenciatura em Artes Visuais da Universidade de Caxias do Sul (UCS), Darlan Gebing Scheid, no segundo semestre de 2021. O trabalho foi desenvolvido em um projeto social chamado Escola Popular de Artes realizado pela Escola Tem Gente Teatrando, em Caxias do Sul – RS. No decorrer do semestre foi proposto ao grupo de estudantes participantes do projeto a realização de uma Cartografia de Si, propondo que os adolescentes olhassem para si, para o coletivo e para a localidade onde moram para que pudessem criar a partir desses elementos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Darlan Gebing Scheid, Universidade de Caxias do Sul

Ator, performance. Graduando em licenciatura em Artes Visuais - UCS. Atualmente Bolsista PIBIC/CNPq (2021-2022), membro do Grupo de Pesquisa sobre Educação, Filosofia e Multiplicidade na Contemporaneidade (Grupo do CNPq) e do Grupo de Estudos Diferença (PPGedu/UCS). Ainda atua na área da cultural e integrante do Conselho Municipal de Política Cultural de Caxias do Sul-RS, sendo o titular das Artes Cênicas e compondo a Diretoria da gestão 2021. Participou como Bolsista de iniciação cientifica (PIBIC/UCS 2020-2021), Bolsista do PIBID/UCS 2018-2020, Estudante Prouni e Pronatec.

Mara Aparecida Magero Galvani, Universidade de Caxias do Sul

Doutora em Letras UCS/UniRitter (2018), Mestre em Educação UFRGS (2005), Especialista em Ensino da Arte UCS (2001) e Licenciada em Educação Artística Habilitação Artes Plásticas UCS (1997). Professora da Área do Conhecimento de Artes e Arquitetura da UCS, atuando em disciplinas ligadas ao desenho e aos processos de criação. Coordenadora das Especializações em Artes Visuais (edições 2013 e 2019), dos Trabalhos de Conclusão de Cursos (TCCs) em Artes Visuais (Bacharelado e Licenciatura), do Programa de Linguagens da Arte (PLA), do Clube de Gravura e do Projeto Mostra UCS Campus 8. Membro do Núcleo Docente Estruturante (NDE) dos Cursos de Artes Visuais, Moda e Design de Interiores. Poeta e artista visual, com participações em exposições e projetos de arte no Brasil e no exterior. Sua produção, com ênfase no desenho, colagem, gravura e fotografia, é fruto de pesquisa ligada às questões femininas e conceitos como tempo, lugar, espaço, memória e identidade.

Referências

BRASIL. . Brasília, 23 dez. 1991. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8313cons.htm. Acesso em: 12 fev. 2022.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2021. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/abase/#fundamental/arte-no-ensino-fundamental-anos-finais-unidades-tematicas-objetos-de-conhecimento-e-habilidades. Acesso em: 01 set. 2021.

CAXIAS DO SUL. PREFEITURA DE CAXIAS DO SUL. . Lei de Incentivo à Cultura. Disponível em: https://caxias.rs.gov.br/servicos/cultura/lei-de-incentivo-a-cultura. Acesso em: 12 fev. 2022.

ROLNIK, Suely. Cartografia Sentimental: transformações contemporâneas do desejo. Porto Alegre: Sulina, 2011. 247 p.

TEATRANDO, Tem Gente. Tem Gente Teatrando. 2021. Disponível em: http://www.temgenteteatrando.com.br/quem-somos. Acesso em: 15 nov. 2021.

Downloads

Publicado

2022-04-30

Como Citar

SCHEID, D. G.; GALVANI, M. A. M. Escola Popular de Artes. Revista Apotheke, Florianópolis, v. 8, n. 1, p. 096-113, 2022. DOI: 10.5965/24471267812022096. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/apotheke/article/view/21676. Acesso em: 28 set. 2022.