O uso da luz na composição cenográfica

Autores

Palavras-chave:

Iluminação Cênica. Cenografia. Processo Criativo.

Resumo

O artigo propõe-se a fazer uma reflexão por meio de um relato de experiência sobre o processo criativo da luz na composição cenográfica. Uma vez que a luz, em alguns casos, complementa um cenário, apresentando-se e tornando-se a própria cenografia. Assim, julga-se pertinente expor procedimentos utilizados para a construção da iluminação nos espetáculos relatados. Para tanto, apresenta-se um levantamento histórico e teórico da relação entre iluminação e cenografia, com base nos autores Appia (1962), Tudella (2018), Forjaz (2008) e Camargo (2012). Tal discussão propõe um diálogo entre os autores mencionados, os processos criativos de quatro espetáculos que trabalham lâmpadas, luminárias e sombras como cenografia e a luz como efeito cenográfico.

Biografia do Autor

Jociel Carvalho Teixeira, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará. (IFCE)Mestrando em Artes

Ciel Carvalho é Iluminador e Cenotécnico. Mestre em Artes, com a pesquisa A luz Presente: um percurso de construção dramatúrgica da iluminação cênica . Professor de Iluminação, tendo formado alunos pelo é o Gera e IATEC, tanto em Fortaleza como no interior do estado. Participou de diversos festivais de teatro, circo e dança, nacionais e internacionais como: Festival de Teatro de Havana (Cuba); FESTCLOWN, Circulação Nacional do Palco Giratório do SESC; Bienal Internacional de Dança do Ceará; SESI Viagem SP; Festival Internacional de Teatro de Curitiba; FILO; FENTEP; TIC; Trema (Recife); Filte (Salvador); entre outros. Realiza trabalhos para companhias e artistas como: Bagaceira; Teatro Maquina; Edisca; Grupo Imagens; Cia. Cearense de Molecagem; entre outros. Realiza iluminações de espetáculos desde 2007 e atualmente já iluminou diversos espetáculos, sendo estes: Epifânia Kariri (2019); YUGO (2019); Adiante (2019); Arragaia (2018); Abatidos na Saída de Incêndio (2018); Tudo ao Mesmo Tempo e Agora (2018); Sessões Acústicas (2018); Qual é a sua Revolução? (2018); Corpos Embarcados (2018); Possui os prêmios e indicações a Profissionais do Ano, categoria Iluminador (2019) e (2018) pelo Sated (CE); Prêmio de Melhor iluminação no Laboratório SATED de Esquetes (2014), Melhor Iluminação no VII e VIII Bilu & Bila (2011 e 2012), indicado a Melhor Iluminação do ano, nos Prêmio Destaques do Ano (2015 e 2012) e FESTFORT(2015); Prêmio de Melhor Direção com o Na Página 54 no X Bilunga; Melhor Iluminação no Festival Fé e Arte em Vitória (ES), com o espetáculo Menino e o Tempo (Comunidade Recado, 2010).

Walter Façanha

Mestre em Artes pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) (2019). Especialista em Iluminação Aplicada: Arte, Arquitetura e Engenharia,
pela Universidade Cruzeiro do Sul (SP) (2010). Graduado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal do Ceará (2004). Atualmente é engenheiro eletricista / iluminador
na empresa Cênica Serviços de Iluminação LTDA e engenheiro eletricista do Instituto Dragão do Mar. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Artes.

Referências

AAPPIA, Adolphe. Music and the art of the theatre. Coral Gables, Florida: University of Miami

Press, 1962.

BELLMAN, Willard F. Lighting the stage: art and practice. New York, N.Y: Harper and Row, 1967.

BURGOS CANTOR, Roberto. La ceiba de la memória. Bogotá, Editora: Seix Barral, 2007.

CAMARGO, Roberto Gil. Função estética da luz. São Paulo: Perspectiva, 2012.

CASTRILLÓN, Daniela Yara Cantilho. Entrevista. Concedida a Teixeira e Freitas. 09/ 02/ 2021.

DUDEQUE, Norton. O DRAMA WAGNERIANO E O PAPEL DE ADOLPHE APPIA EM SUAS

TRANSFORMAÇÕES CÊNICAS. Revista Científica/FAP, [S.l.], jun. 2009. ISSN 1980-5071.

GILLETTE, J. Michael. Theatrical design and production. California: Mayfield Publishing

Company, 1987.

LUCIANI, Nadia; FALEIRO, José Ronaldo. A Performatividade da Luz em Otelo. Anais ABRACE,

v.13, n.1, 2012.

ODDEY, Alison e WHITE, Christin. As Potencialidades do Espaço: teoria e prática da cenografia

e da encenação. In: LIMA, Evelyn Furquim Werneck. Espaço e Teatro: do edifício teatral à cidade

como palco. Rio de Janeiro: 7Letras, 2008.

TEIXEIRA, Fran. Entrevista. Concedida a Teixeira e Freitas. 22/03/2021.

TUDELLA, Eduardo. A Luz na gênese do espetáculo. Salvador: EDUFBA, 2017.

WIENS, Birgit et al. Luz Criativa – O legado de Appia e as cenografias intermidiáticas de Hotel Pr

Forma. Urdimento, v.2, n.23, p. 219-243, 2014.

Downloads

Publicado

2021-07-30

Como Citar

TEIXEIRA, J. C.; FREITAS, W. F. O uso da luz na composição cenográfica. A Luz em Cena: Revista de Pedagogias e Poéticas Cenográficas, Florianópolis, v. 1, n. 01, p. 1-21, 2021. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/aluzemcena/article/view/19912. Acesso em: 20 out. 2021.

Edição

Seção

Dossiê temático: A luz e as relações cenográficas