Efeito heterótico sobre o desempenho e medidas corporais de novilhos confinados

Autores

  • Diego Soares Machado
  • Ivan Luiz Brondani
  • Dari Celestino Alves Filho
  • Jonatas Cattelam
  • Arlei Rodrigues Bonet de Quadros
  • Viviane Santos da Silva
  • Gilmar dos Santos Cardoso
  • Daniele Borchate

Palavras-chave:

Altura de cernelha, Altura de garupa, Perímetro torácico, Peso final.

Resumo

Objetivou-se avaliar o efeito heterótico sobre o desempenho e medidas corporais de novilhos do cruzamento entre as raças Charolês (Ch) e Nelore (Ne) e cruzados entre essas raças de quinta (21/32Ch 11/32Ne; 21/32Ne 11/32Ch) e sexta (43/64Ch 21/64Ne; 43/64Ne 21/64Ch) gerações, terminados em confinamento. Para o peso inicial, o efeito heterótico foi de 45,9 e 39,1 kg na quinta e sexta gerações, respectivamente, e de 41,6 e 38,1 kg para o peso final, na quinta e sexta gerações, citados na mesma ordem. Para o ganho médio diário, o efeito heterótico foi significativo na quinta geração do cruzamento (0,18 kg). Houve efeito heterótico para a altura de cernelha inicial na quinta geração (6,14 cm), e na quinta e sexta gerações na medida final de altura de cernelha, com valores de 5,57 e 4,75 cm, respectivamente. Com relação à altura de garupa, o efeito heterótico foi significativo na quinta e sexta gerações para as medidas iniciais, 7,36 e 7,12 cm e final, 5,19 e 4,33 cm, respectivamente, citados na mesma ordem, e para ganho em altura de garupa na sexta geração (-2,79 cm). Para comprimento inicial, o efeito heterótico foi, respectivamente, de 7,60 e 5,72 cm na quinta e sexta gerações, e negativo na quinta (-5,29 cm) e na sexta (-3,75 cm) gerações para o ganho em comprimento. Para as mensurações do perímetro torácico, na medida inicial houve efeito heterótico em ambas as gerações avaliadas, sendo de 10,2 cm na quinta geração e 8,05 cm na sexta geração, ao passo que para a medida fi nal o efeito heterótico foi significativo apenas na quinta geração (6,00 cm). A medida inicial melhor correlacionada ao ganho médio diário de peso foi o comprimento, com r=0,47 e p=0,0007, e com o peso final o perímetro torácico (r=0,89; p<0,0001).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-02-11

Como Citar

MACHADO, D. S.; BRONDANI, I. L.; ALVES FILHO, D. C.; CATTELAM, J.; QUADROS, A. R. B. de; SILVA, V. S. da; CARDOSO, G. dos S.; BORCHATE, D. Efeito heterótico sobre o desempenho e medidas corporais de novilhos confinados. Revista de Ciências Agroveterinárias, Lages, v. 13, n. 3, p. 284-292, 2015. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/agroveterinaria/article/view/5700. Acesso em: 4 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigo Completo - Ciência de Animais e Produtos Derivados