MANEJO DE PLANTAS MEDICINAIS NA RESERVA EXTRATIVISTA CHICO MENDES – ACRE

Autores

  • Lin Chau Ming

Palavras-chave:

plantas medicinais, Reserva Extrativista Chico Mendes, manejo.

Resumo

Fez-se um levantamento sobre o manejo de plantas medicinais realizado por seringueiros na Reserva Extrativista Chico Mendes, Acre. São escassos esses tipos de trabalho no Acre, particularmente em Reservas Extrativistas, que são espaços territoriais determinados a partir de 1987 pelo Governo Federal, destinados à exploração autosustentável e conservação dos recursos naturais por população extrativista. O trabalho pr etendeu resgatar e sistematizar as informações populares sobre as diferentes técnicas de manejo na s espécies medicinais, em diversos ambientes, antrópicos ou naturais, gerando informações para futuros projetos de exploração econômica, com adequação ecológica e tecnológica, fornecendo dados para futuros projetos de pesquisa e de saúde pública e ajudar na manutenção e valorização do saber popular sobre as plantas medicinais e contribuir para sua conservação. O trabalho de campo foi realizado de novembro de 1991 a novembro de 1997, em 18 seringais da Reserva Extrativista Chico Mendes, nos municípios de Brasiléia e Xapuri, tendo sido entrevistadas 53 pessoas. O trabalho contribuiu também para uma compreensão maior da problemática de saúde, identidade cultural, importância da floresta e das plantas medicinais e assim possibilitar uma maior o rganização dos seringueiros para manutenção dessas Reservas e seus habitantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Como Citar

MING, Lin Chau. MANEJO DE PLANTAS MEDICINAIS NA RESERVA EXTRATIVISTA CHICO MENDES – ACRE. Revista de Ciências Agroveterinárias, Lages, v. 5, n. 3, p. 33–49, 2006. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/agroveterinaria/article/view/5585. Acesso em: 19 abr. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)