Avaliação do tráfego de trator sobre as propriedades físicas do solo e sua relação com a produção da aveia branca em plantio direto

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/223811712242023674

Palavras-chave:

densidade aparente do solo, característica morfológica, avena sativa

Resumo

Em plantio direto, o não revolvimento do solo aliado à intensificação do tráfego de máquinas tem ocasionado compactação da camada superficial do solo prejudiciais à sua qualidade física, impactando negativamente no crescimento e produção das culturas. Este experimento teve como objetivo avaliar o impacto do tráfego de tratores, ocorrido em um sistema de plantio direto, nas propriedades físicas do solo e sua relação com o crescimento e rendimento da cultura de aveia branca. A pesquisa foi conduzida em um Latossolo Vermelho distroférrico, utilizando um delineamento em blocos casualizados com cinco repetições. Os tratamentos consistiram em dez anos consecutivos de plantio direto (zero passagens), juntamente com tráfego adicional de 2, 4, 6 e 8 passagens de roda de trator em toda a área da parcela. Diversos parâmetros do solo, incluindo densidade aparente, porosidade total, macroporosidade, microporosidade e resistência do solo à penetração, foram avaliados em duas camadas do solo. Além disso, altura da planta, diâmetro do colmo, massa seca da planta, massa de mil grãos e produtividade de grãos foram determinados. Os dados coletados foram analisados por meio de análise de variância e regressão linear. Os resultados indicaram que uma maior intensidade de tráfego de tratores resultou em aumento da densidade aparente do solo e redução da macroporosidade e da resistência do solo à penetração na camada de 0-0,10 m em comparação com a camada de 0,10-0,20 m. Na camada de 0-0,10 m, valores de densidade aparente acima de 1,44 Mg m-3 foram encontrados como limitantes para o crescimento e produtividade da aveia branca, enquanto na camada de 0,10-0,20 m, a produtividade de grãos foi limitado quando a densidade aparente do solo ultrapassou 1,35 Mg m-3. Nossos resultados demonstram que os produtores devem estar atentos às consequências do tráfego de máquinas nas propriedades do solo, pois pode comprometer a produtividade das culturas, principalmente de aveia branca cultivada em solo argiloso como o avaliado neste estudo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Larissa Porto Ale, Universidade Federal da Grande Dourados

.

Sálvio Napoleão Soares Arcoverde, Universidade Federal da Grande Dourados

.

Cristiano Márcio Alves de Souza, Universidade Federal da Grande Dourados

.

Alanda Ferreira Crestani, Universidade Federal da Grande Dourados

.

Leidy Zulys Leiva Rafull, Universidade Federal da Grande Dourados

.

Referências

AHMAD M et al. 2013. Estimation of correlation coefficient in oats (Avena sativa L.) for forage yield, grain yield, and their contributing traits. International Journal of Plant Breeding and Genetics 7: 188-191.

ALVARES CA et al. 2013. Köppen's climate classification map for Brazil. Meteorologische Zeitschrift 22: 711-728.

ARAÚJO ALF et al. 2022. The use of modelling to determine the limiting conditions for resuming soil loading by tractor in an area of sugar cane under reduced tillage. International Journal for Innovation Education and Research. 10: 172-188.

ARCOVERDE SNS et al. 2019. Soil physical attributes and production components of sugarcane cultivars in conservationist tillage systems. Engenharia Agrícola 39: 216-224.

ARCOVERDE SNS et al. 2020. Soybean agronomic performance and soil physical attributes under tractor traffic intensities. Engenharia Agrícola 40: 113-120.

ARCOVERDE SNS et al. 2022. Soil physical attributes and characteristics relationships of soybean in no-tillage. Engenharia na Agricultura 30: 97-110.

BARETA JUNIOR E et al. 2022. Critical limits of soil physical attributes for corn and black oat in a Xanthic Hapludox. Revista Ciência Agronômica 53: e20207533.

BERGAMIN AC et al. 2010. Compactação de um Latossolo Vermelho Distroférrico e suas relações com o crescimento radicular do milho. Revista Brasileira de Ciência do Solo 34: 681-691.

BERGAMIN AC et al. 2015. Relationship of soil physical quality parameters and maize yield in a Brazilian Oxisol. Chilean Journal of Agricultural Research 75: 7-365.

BIBI A et al. 2012. Genetic characterization and inheritance studies of oats (Avena sativa L.) for green fodder yield. International Journal of Biology, Pharmacy and Allied Sciences 4: 450-460.

BONELLI EA et al. 2011. Compactação do solo: Efeitos nas características produtivas e morfológicas dos capins Piatã e Mombaça. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental 15: 264–269.

COLLARES GL et al. 2008. Compactação de um Latossolo induzida pelo tráfego de máquinas e sua relação com o crescimento e produtividade de feijão e trigo. Revista Brasileira de Ciência do Solo 32: 933-942.

CONAB. 2018. Companhia Nacional de Abastecimento. Acompanhamento da safra brasileira de grãos. CONAB. V.9.

CONAB. 2023. Companhia Nacional de Abastecimento. Acompanhamento da safra brasileira de grãos. Brasília: CONAB. V.9.

CORTEZ JW et al. 2018. Atributos físicos do solo em sistemas de adubação e de manejo de resíduos culturais em plantio direto. Revista Agrarian 11: 343-351.

CUNHA JPAR et al. 2002. Resistência mecânica do solo à penetração sob diferentes densidades e teores de água. Engenharia na Agricultura 10: 1-7.

EMBRAPA. 2013. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Sistema brasileiro de classificação de solos. 3.ed. Rio de Janeiro: Embrapa Solos.306p.

GENRO JUNIOR AS et al. 2004. Variabilidade temporal da resistência à penetração de um Latossolo argiloso sob semeadura direta com rotação de culturas. Revista Brasileira de Ciência do Solo 28: 477-484.

LANDL M et al. 2019. Modeling the Impact of Biopores on Root Growth and Root Water Uptake. Vadose Zone Journal 18: 0-20.

LAPEN DR et al. 2004. Least limiting water range indicators of soil quality and corn production, eastern Ontario, Canada. Soil & Tillage Research 78: 151-170.

LIN L et al. 2016. The influence of soil drying- and tillage-induced penetration resistance on maize root growth in a clayey soil. Journal of Integrative Agriculture 15: 1112–1120.

MÜLLER MML et al. 2011. Influência da compactação do solo em subsuperfície sobre o crescimento aéreo e radicular de plantas de adubação verde de inverno. Revista Brasileira de Ciência do Solo 25: 531-538.

MUT Z et al. 2018. Grain yield, quality traits and grain yield stability of local oat cultivars. Journal of Soil Science and Plant Nutrition 18: 269-281.

NIRMALAKUMARI A. et al. 2013. Trait association and path analysis for grain yield in oat in the western zone of Tamil Nadu. International Journal of Agricultural Science and Research 3: 309-316.

O'SULLIVAN MF et al. 1999. Simplified method for estimating soil compaction. Soil and Tillage Research 49: 325-335.

PACHECO LP et al. 2015. Influência da densidade do solo em atributos da parte aérea e sistema radicular de crotalária. Pesquisa Agropecuária Tropical 45: 464-472.

RICHART A et al. 2005. Compactação do solo: Causas e efeitos. Semina 26: 321-344.

RODRÍGUEZ-HERRERA SA et al. 2020. Fertilización química y orgánica en avena: rendimiento y calidad de la semilla. Agronomía Mesoamericana 31: 567-579.

SECCO D et al. 2009. Atributos físicos e rendimento de grãos de trigo, soja e milho em dois Latossolos compactados e escarificados. Ciência Rural 39: 58-64.

SILVA FG et al. 2020. Trocas gasosas e crescimento do milho em função da porosidade de aeração e compactação. Revista Ciência Agronômica 51: 1-9.

SOIL SURVEY STAFF. 2022. Keys to Soil Taxonomy, 13th ed. Washington: USDA-Natural Resources Conservation Service.

SOUZA CMA et al. 2022. Least limiting water range in Oxisol under two conservation tillage systems in sugarcane farming. Revista Ceres 69: 586-593.

SUZUKI LEA et al. 2007. Grau de compactação, propriedades físicas e rendimento de culturas em Latossolo e Argissolo. Pesquisa Agropecuaria Brasileira 42: 1159-1167.

TAYLOR HM et al. 1966. Soil strength-root penetration relations to medium to coarse-textured soil materials. Soil Science 102: 18-22.

TEIXEIRA PC et al. 2017. Manual de métodos de análise de solo. 3 ed. Rio de Janeiro: Embrapa Solos. 573p

VALADÃO FCA et al. 2015. Adubação fosfatada e compactação do solo: sistema radicular da soja e do milho e atributos físicos do solo. Revista Brasileira de Ciência do Solo 39: 243-255.

VALICHESKI RR et al. 2012. Desenvolvimento de plantas de cobertura e produtividade da soja conforme atributos físicos em solo compactado. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental 16: 969-977.

Downloads

Publicado

2023-12-29

Como Citar

ALE, Larissa Porto; ARCOVERDE, Sálvio Napoleão Soares; SOUZA, Cristiano Márcio Alves de; CRESTANI, Alanda Ferreira; RAFULL, Leidy Zulys Leiva. Avaliação do tráfego de trator sobre as propriedades físicas do solo e sua relação com a produção da aveia branca em plantio direto. Revista de Ciências Agroveterinárias, Lages, v. 22, n. 4, p. 674–684, 2023. DOI: 10.5965/223811712242023674. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/agroveterinaria/article/view/23672. Acesso em: 24 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigo de Pesquisa - Ciência do Solo e do Ambiente