Caracterização dos sistemas de produção de leite bovino em um município no semiárido brasileiro

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/223811712222023312

Palavras-chave:

Desenvolvimento, Pecuária, Produtividade, Manejo, Políticas públicas

Resumo

A realização de diagnósticos das atividades agropecuárias torna-se essencial, principalmente naqueles municípios que dependem do setor para enriquecer o PIB e gerar emprego e renda, uma vez que, essas informações coletadas, direcionam políticas públicas eficientes. Objetivou-se investigar como encontram-se organizados e distribuídos os sistemas de produção de leite bovino do município de Quixeramobim/CE. Realizou-se para isso, uma pesquisa por meio da aplicação de um questionário aos pecuaristas durante a campanha de vacinação contra febre aftosa, tendo sido quantificadas algumas variáveis, tais como: produção de leite (L/dia), total de vacas (cabeças), vacas em lactação (cabeças), área da propriedade (ha), localização geográfica no município e, alguns índices zootécnicos derivados da relação das matrizes com o volume de leite produzido. Observou-se que Quixeramobim produz aproximadamente 151.602 L/dia de leite, com um total de vacas ordenhadas de 15.694 (cabeças), tendo os distritos de Damião Carneiro e Encantado o maior (29.538 L/dia) e menor (5.629 L/dia) volumes produzidos, respectivamente. Notou-se ainda que os distritos de Nenelândia e Encantado, foram os que apresentaram os maiores (17%) e menores (3%) números de produtores em relação ao total, respectivamente do município, sendo que, grande parte destes, de acordo coma condição de uso da terra, são proprietários (43%), e pequena parte (4%) considerados como moradores. Quixeramobim tem a bovinocultura leiteira como uma das principais atividades, tendo sido essa caracterizada pela alta variabilidade em todo o seu território, o que é um indicativo no momento da geração e aplicação de políticas públicas específicas, levando-se em consideração as especificidades de cada local.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGUIAR SC et al. 2020. Sustentabilidade da pecuária leiteira do semiárido brasileiro com base em vulnerabilidade e resiliência sociológica. Revista Ibero-Americana de Ciências Ambientais 2: 236-248.

ALMEIDA NETO LA et al. 2014. Climatização na pré-ordenha de vacas girolando no inverno do semiárido. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental 18: 1072-1078.

ANDRADE EM et al. 2020. Ecohydrology in Brazilian tropical dry forest: thinned vegetation impacto on hidrological functions and ecosystem servisse. Journal of Hydrology: regional studies 27: 100-649.

BASSO D & GEHLEN I. 2015. Agricultores familiares modernos e diversos. Revista Orbis Latina 2: 1-17.

BIKKER JP et al. 2014. Technical note: Evaluation of an ear-attached movement sensor to record cow feeding behavior and activity. Journal of Dairy Science 97: 2974–2979.

CAMPOS AT & FERREIRA AM. 2001. Composição do rebanho e sua importância no manejo. Embrapa Gado de Leite. 2p. Disponível em: http://guernsey.cnpgl.embrapa.br/sites/default/files/32Instrucao.pdf. Acesso em: 01 ago. 2022.

CONRADO JAA et al. 2019. O manejo da pastagem natural incrementa a biomassa herbácea nativa e exótica e a biodiversidade na Caatinga no Brasil. Revista Semina, 40: 867-884.

DERESZ F. 2001. Produção de leite de vacas mestiças Holandês x Zebu em Pastagem de capim-elefante, manejada em sistemas rotativo com e sem suplementação durante a época das chuvas. Revista Brasileira de Zootecnia 30: 197-204.

FAO. 2019. Food and Agriculture Organization of the United Nations. Roma: FAO STAT.

FOOD AND AGRICULTURAL POLICY RESEARCH INSTITUTE. 2012. FAPRI-ISU World Agricultural Outlook 2011. Disponível em: <http://www.fapri.iastate.edu/outlook/2011/>. Acesso em: 02 ago. 2022.

IBGE. 2021. Disponível em <https://cidades.ibge.gov.br/>, Acesso em: 18 ago. 2022.

IPCE. 2011. Perfil básico municipal. Disponível em < https://www.ipece.ce.gov.br/wp-content/uploads/sites/45/2018/09/Quixeramobim_2011.pdf>. Acesso em: 18 ago. 2022.

KORNBROT D. 2000. Statistical software for microcomputers: SigmaPlot 2000 and SigmaStat2. The British Journal of Mathematical and Statistical Psychology 53: 335-337.

LAZARIN AR & MAZZUCATTO BC. 2017. Diagnóstico de bem-estar em bovinocultura de leite. Revista de Ciência Veterinária e Saúde Pública 4: 137.

LIMA PO et al. 2009. Perfil dos produtores rurais do município de Quixeramobim no Estado do Ceará. Revista Caatinga 22: 255-259.

MENDONÇA MMM. 2014. Avaliação econômica da produção de leite no Ceará: Estudo de casos em Quixeramobim. Trabalho de conclusão de curso (Bacharel em Ciências Econômicas). 65p. Disponível em:< https://repositorio.ufc.br/handle/riufc/33275>. Acesso em: 02 ago. 2022.

MINAYO MCS. 2017. Amostragem e saturação da pesquisa qualitativa: consenso e controvérsias. Revista Pesquisa Qualitativa 5: 1-12.

RESENDE JC et al. 2016. Ganho tecnológico na cadeia produtiva do leite. Agroanalysis 31: 17-18.

SANTOS GRA et al. 2014. Caracterização da caprinocultura na bacia leiteira sergipana. Scientia Plena 10: 1-12.

SILVA CP et al. 2018. Glomlin-related soil protein content in areas of degraded and revegetated Caatinga in the municipality of Irauçuba. Journal of Agriculture Science 10: 302-312.

SILVA NETO OL & MARQUESAN FFS. 2020. As racionalidades que permeiam a bovinocultura de leite no semiárido cearense 13: 1303-1321.

VILELA D et al. 2017. A evolução do leite no Brasil em cinco décadas. Revista de Política Agrícola 26: 5-24.

VILHENA LG. 2012. Tecnologia e rentabilidade: O caso dos produtores de leite da cooperativa (QUILEITE) do município de Quixeramobim, Ceará. Dissertação (Mestrado em Economia Rural). 114p.

WENZ JR. 2018. Optimization of clinical mastitis records on dairies. Veterinary Clinics of North America: Food Animal Practice 34: 493–505.

WOOLPERT ME et al. 2016. Management, nutrition, and lactation performance are related to bulk tank milk de novo fatty acid concentration on Northeastern US dairy farms. Journal of Dairy Science 10: 8486–8497.

Downloads

Publicado

2023-05-31

Como Citar

PAES, Cristiano da Silva; GÓES, Glêidson Bezerra de; CONRADO, Jefte Arnon de Almeida. Caracterização dos sistemas de produção de leite bovino em um município no semiárido brasileiro. Revista de Ciências Agroveterinárias, Lages, v. 22, n. 2, p. 312–320, 2023. DOI: 10.5965/223811712222023312. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/agroveterinaria/article/view/22711. Acesso em: 21 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigo de Pesquisa - Ciência de Animais e Produtos Derivados