Produção de frango caipirão como alternativa de renda para a agricultura familiar no noroeste de Minas- MG

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/223811712232023484

Palavras-chave:

Assistência Técnica, Avicultura Alternativa, Cooperativismo, Compras Públicas, Extensão Rural

Resumo

Muitos agricultores familiares empregam o cooperativismo como uma ferramenta para o fortalecimento dos meios produtivos e vislumbram a diversificação produtiva como uma estratégia de geração de renda. Este estudo analisou o projeto de diversificação promovido pela CAPUL no ano de 2020, no município de Arinos – MG, com foco na produção de aves caipiras (Gallus domesticus) para abastecimento da demanda para alimentação escolar e comércio local. O objetivo desse estudo foi analisar os impactos econômicos e sociais que o projeto gerou na vida dos agricultores familiares e elucidar a relevância do cooperativismo para a promoção da diversificação produtiva, bem como evidenciar os desprendimentos e entraves que existiram durante a execução do projeto. Utilizou-se como fonte de dados primários o questionário autoaplicável, considerando um universo de 13 agricultores familiares. Os dados foram obtidos por meio de instrumentos de cunho qualitativo e quantitativo e foram tabulados por meio do programa Microsoft Excel, para análise estatística descritiva dos resultados utilizou-se uma análise de cluster com o método hierárquico pelo modelo Ward. Conclui-se com essa pesquisa, que o projeto intitulado Frango Caipirão CAPUL causou impactos na vida dos agricultores familiares e que a cooperativa por meio das suas ações de ATER exerceu influências no modo de reprodução social e econômica dos participantes do referido estudo, contribuindo para o fortalecimento da agricultura familiar. Implica-se, portanto, que outras ações do mesmo segmento podem utilizar este artigo como eixo norteador.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ADAM CJ et al. 2017. Autonomy under contract: the case of traditional free-range poultry farmers. Review of Agricultural, Food and Environmental Studies 98: 55–74.

AQUINO JR et al. 2018. Dualismo no Campo e Desigualdades Internas na Agricultura Familiar Brasileira. Revista de Economia e Sociologia Rural 56: 123-142.

ARANTES EC & SILVA DV. 2013. Satisfação dos cooperados em relação aos serviços prestados pela Cooperativa Agropecuária dos Cincos Polos – Coopercinco. Revista de Administração de Roraima 3: 100-116.

CARDOSO VA et al. 2020. The importance of PNAE for the income of family farmers in the Municipality of Tupã- SP. Research, Society and Development 9: p:846986178.

CHOWDHURY SD. 2013. Family poultry production in Bangladesh: is it meaningful or an aimless journey? World's Poultry Science Journal 69: 649-665.

DECKER SRF & GOMES MC. 2016. Análise do desempenho e participação da agricultura familiar na avicultura de corte na Região Sul do Rio Grande do Sul/Brasil. Revista Brasileira de Agropecuária Sustentável 6: 15-25.

DE GASPARI LC et al. 2018. O papel da agricultura entre as famílias pluriativas assentadas em região metropolitana: o caso do assentamento Milton Santos em Americana e Cosmópolis – SP. Revista Nera 41: 85–101.

FAGOTTI LN. 2017. Associativismo e agricultura familiar: reflexões sobre uma associação de produtores rurais no interior paulista. Revista Espaço de Diálogo e Desconexão 9: 1-29.

FERNANDES RS et al. 2018. A pluriatividade como fator de geração de renda para a agricultura familiar de Córrego Primavera, Rio Bananal, Espírito Santo, Brasil. Extensão Rural 25: 52-72.

FORTINI RM. 2021. Um novo retrato da Agricultura Familiar do estado de Minas Gerais: a partir dos dados do Censo Agropecuário 2017. Viçosa: IPPDS/UFV. 128p.

JUSTUS O et al. 2013. Management practices and challenges in smallholder indigenous chicken production in Western Kenya. Journal of Agriculture and Rural Development in the Tropics and Subtropics 114: 51-58.

LIMA AFA et al. 2021. A comercialização da agricultura familiar para o PNAE no território rural do alto Paraguai-MT. Brazilian Journal of Development. 7: 36760-36776.

LUSA MG et al. 2013. Política nacional de assistência técnica e extensão rural e serviço social: O campo como desafio. Cadernos CERU 24:115-135.

MALHOTRA N. 2006. Pesquisa de marketing: uma orientação aplicada. 4.ed. Porto Alegre: Bookman.

MARTINS DR & PEREIRA WR. 2017. Levantamento, análise e características comerciais da agricultura familiar na região de Arinos – MG. Revista de extensão do IFNMG 3: 26- 28.

MELO SABX et al. 2017. Aspectos socioeconômico dos agricultores familiares extrativistas do cumbaru no município de Poconé - Pantanal Mato-Grossense. Revista Ibero-Americana de Ciências Ambientais 8: 62-73.

RODRIGUES CM et al. 2021. Agricultura familiar, produção local e desenvolvimento socioeconômico na comunidade de vila de Beja/Pará-Brasil. Brazilian Journal of Development. 7: 49237-49257.

SCHNEIDER S & FERRARI DL. 2015. Cadeias curtas, cooperação e produtos de qualidade na agricultura familiar – o processo de relocalização da produção agroalimentar em Santa Catarina. Organizações Rurais & Agroindustriais 17:56-71.

SCHMITZ AM & SANTOS RA. 2013. A produção de leite na agricultura familiar do Sudoeste do Paraná e a participação das mulheres no processo produtivo. Terr@ Plural 7: 339–356.

SILVA ARA et al. 2020 Agroindustrialização de frango caipira no estado do Maranhão: Caracterização socioeconômica de agricultores familiares e elaboração de planta baixa. Brazilian Journal of Development 6: 43131-43146.

Downloads

Publicado

2023-08-04

Como Citar

MENDES, Regiane Cristine Joslin; MOURA, Guilherme de Souza; MOTA, Diego Azevedo; PEREIRA, Anderson Alvarenga; MELO, Thiago Vasconcelos. Produção de frango caipirão como alternativa de renda para a agricultura familiar no noroeste de Minas- MG. Revista de Ciências Agroveterinárias, Lages, v. 22, n. 3, p. 484–493, 2023. DOI: 10.5965/223811712232023484. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/agroveterinaria/article/view/22586. Acesso em: 12 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigo de Pesquisa - Ciência de Animais e Produtos Derivados

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)