Crescimento compensatório de alevinos de tilápia-do-Nilo submetidos à restrição alimentar e realimentação em temperaturas amenas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/223811712142022481

Palavras-chave:

crescimento das fibras musculares, manejo alimentar, desempenho zootécnico de alevinos de tilápias, temperatura da água

Resumo

O objetivo do presente estudo é investigar o efeito de diferentes períodos de jejum alimentar e realimentação nas respostas compensatórias em alevinos de tilápias-do-Nilo, e a frequência de distribuição das fibras musculares. Foram utilizados 108 alevinos de tilápia-do-Nilo com peso inicial de 1,64±0,41 g e comprimento inicial médio de 3,60 ± 0,39 cm, durante um período de 55 dias. Os peixes foram distribuídos em um sistema de recirculação de água, em delineamento inteiramente casualizado com três tratamentos e quatro repetições: Controle - CO - (peixes alimentados até a saciedade aparente durante todo período experimental); jejum 10 - J10 - (peixes alimentados até a saciedade aparente por 15 dias, seguidos de 10 dias de jejum e realimentação até a saciedade por 30 dias); e jejum 15 - J15 - (peixes alimentados até a saciedade aparente por 15 dias, seguidos de 15 dias de jejum e realimentação até a saciedade por 25 dias). Os peixes do tratamento J15 apresentaram resultados insatisfatórios de desempenho produtivo (p<0,05), como menor peso final, conversão alimentar aparente, taxa de eficiência proteica e sobrevivência, enquanto os peixes do tratamento J10, atingiram os mesmos resultados daqueles animais mantidos no tratamento CO, com exceção das variáveis de ganho em peso relativo e do consumo de ração. A restrição alimentar influenciou diretamente no crescimento das fibras musculares com diâmetro menor que 20 μm (p<0,05), sendo que os peixes do tratamento J15 apresentaram a menor frequência de fibras nesta classe de diâmetro. Conclui-se que a restrição alimentar em curtos períodos (10 dias) e em temperaturas amenas podem apresentar um crescimento compensatório, alterando o processo de hiperplasia e hipertrofia das fibras musculares, sem afetar a morfologia das fibras, entretanto, 15 dias de jejum e sob temperaturas amenas não ocorre uma compensação no crescimento e atrasa o crescimento hipertrófico das fibras musculares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALMEIDA FLA et al. 2008. Differential expression of myogenic regulatory factor MyoD in pacu skeletal muscle (Piaractus mesopotamicus Holmberg 1887: Serrasalminae, Characidae, Teleostei) during juvenile and adult growth phases. Micron 39: 1306-1311.

ARMSTRONG JB & SCHINDLER DE. 2011. Excess digestive capacity in predators reflects a life of feast and famine. Nature 476: 84-87.

BLAKE RW & CHAN KHS. 2006. Cyclic feeding and subsequent compensatory growth do not significantly impact standard metabolic rate or critical swimming speed in rainbow trout. Journal of Fish Biology 69: 818-827.

BOYD CE. 2015. Water quality: an introduction. Auburn: Springer. 2.ed. 357p.

CARUSO G et al. 2014. Changes in digestive enzyme activities of red porgy Pagrus pagrus during a fasting-refeeding experiment. Fish Physiology and Biochemistry 40: 1373-1382.

DELBON MCE & PAIVA MJTR. 2012. Eugenol em juvenis de tilápia do Nilo: concentrações e administrações sucessivas. Boletim do Instituto de Pesca 38: 43-52.

EL-SAYED A & FATTAH M. 2006. Tilapia culture. 1.ed: Wallingford: CABI. 304p.

FAUCONNEAU B et al. 1995. Growth and meat quality relations in carp. Aquaculture 129: 265-297.

GODOY AC et al. 2021. Evaluation of limnological dynamics in Nile tilapia farming tank. Aquaculture and Fisheries 6: 485-494.

GOMES VDS et al. 2019. Valorização de dietas com coquetel enzimático para tilápias do Nilo em temperatura sub-ótima. Archives of Veterinary Science 24: 41-49.

KUNIYOSHI MLG et al. 2019. Proteomic analysis of the fast-twitch muscle of pacu (Piaractus mesopotamicus) after prolonged fasting and compensatory growth. Comparative Biochemistry and Physiology Part D: Genomics and Proteomics 30: 321-332.

LI S et al. 2021. Effects of acclimation temperature regime on the thermal tolerance. Growth performance and gene expression of a cold-water fish, Schizothorax prenanti. Journal of the Thermal Biology 98: 102918.

LUI TA et al. 2020. Food restriction in Nile tilápia juveniles (Oreochromis niloticus). Spanish Journal of Agricultural Research 18: e0607.

MAGNONI LJ et al. 2013. Effects of sustained on the red and White muscle transcriptone of Rainbow trout (Oncorhychus mykiss) fed a carbohydrate rich diet. Comparative Biochemistry and Physiology Part A: Molecular & Integrative Physiology 166: 510-521.

MELO CCV et al. 2016. Desenvolvimento dos tecidos muscular e adiposo em linhagens de tilápia do Nilo Oreochromis niloticus. Caderno de Ciências Agrárias 8: 72-82.

METCALFE NB & MONAGHAN P. 2001. Compensation for bad start: grow now, pay later? Trends in Ecology & Evolution 16: 254 -260.

NEBO C et al. 2013. Short periods of fasting followed by refeeding change the expression of muscle growth-related genes in juvenile Nile tilapia (Oreochromis niloticus). Comparative Biology and Biochemistry, Part B 164: 268-274.

NEU DH et al. 2016 Growth performance, biochemical responses and skeletal muscle development of juvenile Nile tilápia, Oreochromis niloticus, fed with increasing levels of arginine. Journal of the World Aquaculture Society 47: 248-259.

NIVELLE R et al. 2019. Temperature preference of Nile tilapia (Oreochromis niloticus) juveniles induces spontaneous sex reversal. PlosOne 14: e0212504.

PEREIRA RT. 2016. Morfologia e Crescimento do Músculo Estriado Esquelético em Peixes: Técnicas de Estudo e Análise. Lavras: UFL. 117. (Relatório de Estágio Supervisionado, Universidade Federal de Lavras). Disponível em: https://www.researchgate.net/profile/Raquel_Pereira6/publication/317055556_Undergraduate_Thesis_Morfologia_e_crescimento_do_musculo_estriado_esqueletico_em_peixes_Tecnicas_de_estudo_e_analise_2010/links/59233e050f7e9b9979463f30/Undergraduate-Thesis-Morfologia-e-crescimento-do-musculo-estriado-esqueletico-em-peixes-Tecnicas-de-estudo-e-analise-2010.pdf. Acesso em: 03 ago.2020.

ROWLERSON A & VEGGETTI A. 2001. Cellular mechanisms of post embryonic muscle growth in aquaculture species. In: JOHNSTON IA. Muscle development and growth. Fish Physiology 18. San Diego: Academic Press, pp. 103-140.

SANTOS EL et al. 2018. Desempenho de tambaquis (Colossoma macropomum) submetidos a restrição alimentar e realimentação em tanques-rede. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia 70: 931-938.

STATSOFT Inc. 2005. Statistica (Data Analysis Software System), version 7.1. www.statsoft.com.

URBINATI EC et al. 2014. Short-term cycles of feed deprivation and refeeding full compensatory growth in the Amazon fish matrinxã (Brycon amazonicus). Aquaculture 433: 430-433.

WANG Y et al. 2000. Compensatory growth in hybrid tilapia (Oreochromis mossambicus x O. niloticus), reared in sea water. Aquaculture 189: 101-108.

XIAO JX et al. 2012. Compensatory growth of juvenile black sea bream, Acanthopagrus schlegelii with cyclical feed deprivation and refeeding. Aquaculture Research 44(7): 1-13.

XU Y et al. 2019. Fish growth in response to different feeding regimes and the related molecular mechanism on the changes in skeletal muscle growth in grass carp (Ctenopharyngodon idellus). Aquaculture 512: 734295.

ZAR JH. 1999. Biostatistical analysis. 4.ed. Pearson Education India.

ZHU HJ. 2020. Pshysiological and gut microbiome changes associated with low dietary protein level in genetically improved farmed tilapia (GIFT, Oreochromis niloticus) determined by 16S rRNA sequence analysis. Microbiology Open 9(5): e1000.

Downloads

Publicado

2022-12-12

Como Citar

BRAZ, J. M.; MARQUES, A. de S.; HONORATO, C. A.; ALMEIDA, F. L. A. de .; NEU, D. H. . Crescimento compensatório de alevinos de tilápia-do-Nilo submetidos à restrição alimentar e realimentação em temperaturas amenas. Revista de Ciências Agroveterinárias, Lages, v. 21, n. 4, p. 481 - 488, 2022. DOI: 10.5965/223811712142022481. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/agroveterinaria/article/view/21835. Acesso em: 6 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigo de Pesquisa - Ciência de Animais e Produtos Derivados

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)