Tecnologia de aplicação com o uso de diferentes adjuvantes na cultura da soja

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/223811712142022402

Palavras-chave:

espectro de gotas, produtividade, pulverização

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência do efeito da adição de quatro tipos de adjuvantes na calda de pulverização empregada na aplicação da cultura da soja (Glycine max L.). O delineamento experimental foi de blocos ao acaso, com cinco tratamentos baseados na aplicação de adjuvantes, sendo: sem adjuvante (testemunha), e com adjuvantes Blend®, Tech-Plus®, LI700® e Protect®. Para qualificação foi mensurado o número de gotas, dispersão relativa, diâmetro médio volumétrico, volume aplicado no alvo, densidade de gotas e porcentagem de cobertura nas posições terço superior, médio e inferior da cultura, bem como, componentes de rendimento, massa de mil grãos e produtividade. No terço superior, o adjuvante Protect® apresentou a menor dispersão relativa, resultando em maior homogeneidade do espectro de gotas. No terço médio, aplicação com adjuvante LI700® promoveu maior efetividade na aplicação, sendo que a aplicação sem adjuvantes, proporcionou maior número de gotas no terço inferior da cultura. Na posição mediana e inferior, o adjuvante Protect® apresentou uma baixa qualidade de aplicação, manifesta pelo menor número de gotas, volume aplicado e densidade de gotas. Não houve diferença significativa nos componentes de rendimento, fato advindo das condições climáticas adversas durante o experimento. A adição de adjuvantes demonstrou maior eficiência de aplicação no terço superior e médio da cultura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALMEIDA DP et al. 2014. Condições atmosféricas e volumes de aplicação na dessecação de Urochloa ruziziensis e vegetação espontânea. Revista Brasileira de Herbicidas 13: 245-251.

ASAE. 2000. American Society of Agricultural Engineering. S572.1: Spray nozzle classification by droplet spectra. 47.ed. St. Joseph: MI.

ARAÚJO D & RAETANO CG. 2015. Adjuvante de produtos fitossanitários. In: ANTUNIASSI UR & BOLLER W. (Org.). Tecnologia de aplicação para culturas anuais. 1.ed. Passo Fundo: Aldeia Norte. p.27-46.

BAIO FHR et al. 2015. Alteração das propriedades físico-químicas na aplicação contendo adjuvantes. Brazilian Journal of Biosystems Engineering 9: 151-161.

BARRÊTO AF. 2011. Avaliação de parâmetros da tecnologia de aplicação para o controle da ferrugem asiática da soja. Tese (Doutorado em Agronomia). Jaboticabal: UNESP. 81p.

CARVALHO IR et al. 2013. Demanda hídrica das culturas de interesse agronômico. Revista Enciclopédia Biosfera 9: 969-985.

CONAB. 2021. Acompanhamento da Safra Brasileira de Grãos. Brasília: CONAB. 86p. (Boletim safra de grãos).

CONSTANTIN J et al. 2012. Característica da deposição e distribuição da calda de pulverização na cultura da soja em estádio fenológico V6. Engenharia Agrícola 32: 530-541.

CUNHA JPAR et al. 2016. Controle químico da ferrugem asiática da soja em função de ponta de pulverização e de volume de calda. Ciência Rural 36: 1360-1366.

CUNHA JPAR & PERES TCM. 2010. Influência de pontas de pulverização e adjuvante no controle químico da ferrugem asiática da soja. Acta Scientiarum Agronomy 32: 597-602.

EMBRAPA. 2018. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. 5.ed. Brasília: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. 780p.

EMBRAPA. 2014. Software auxilia produtor a economizar na aplicação de defensivos. Disponível em: https://www.embrapa.br/busca-de-noticias/-/noticia/1901135/software-auxilia-produtor-a-economizar-na-aplicacao-de-defensivos. Acesso em: 25 mar. 2020.

FERGUSON JC et al. 2018. Effect of spray droplet size on herbicide efficacy on four winter annual grasses. Crop Protection 112: 118-124.

GIMENES MJ et al. 2013. Dispersion and evaporation of droplets amended with adjuvants on soybeans. Crop Protection 44: 84-90.

GODINHO JUNIOR JD et al. 2018. Reduction in the spray drift of 2,4-D in tomato using hydraulic nozzles with air induction and LI-700 adjuvant. Pesquisa Agropecuária Tropical 48: 134-139.

LANDIM TN et al. 2020. Adjuvantes e taxas de aplicação na pulverização de fungicida na cultura da soja. Humanidades & Tecnologia FINOM 23: 412-428.

MADUREIRA RP et al. 2015. Interação pontas-adjuvantes na estimativa do risco potencial de deriva de pulverizações. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental 19: 180-185.

MÁRQUEZ L. 1997. Tecnologia para la aplicación de produtos fitossanitários. Madrid: Universidad Politécnica de Madrid. 96p.

MOTA AAB & ANTUNIASSI UR. 2013. Influência de adjuvantes no espectro de gotas de ponta com indução de ar. Energia na Agricultura 28: 1-5.

NASCIMENTO JM et al. 2018. Número de aplicações e uso de adjuvantes, adicionados a fungicidas no controle da ferrugem asiática da soja. Revista Agrarian 11: 95-104.

OLIVEIRA RB et al. 2015. Spray adjuvant characteristics affecting agricultural spraying drift. Engenharia Agrícola 35: 109-116.

PRADO EP et al. 2015. Taxa de aplicação e uso de surfactante siliconado na deposição da pulverização e controle da ferrugem da soja. Engenharia Agrícola 35: 514-527.

RADIN B et al. 2017. Impacto da quantidade e frequência de chuva no rendimento da soja. Revista Agrometeoros 25: 19-26.

TANIMOTO OS et al. 2011. Aproach prima no controle da ferrugem da soja, comparando-se diversos tipos de adjuvantes. Revista Nucleus 8: 257-268.

VIEIRA LC et al. 2019. Interações entre adjuvante e pontas hidráulicas no controle da deriva de glifosato. Energia na Agricultura 34: 331-340.

ZAMPIROLI R et al. 2019. Parâmetros técnicos da tecnologia de aplicação usados na pulverização hidropneumática em diferentes condições operacionais. Revista de Ciências Agrárias 62: 1-8.

WANG X & KOMATSU S. 2017. Proteomic analysis of calcium effects on soybean root tip under flooding and drought stresses. Plant and Cell Physiology 58: 1405-1420.

Downloads

Publicado

2022-12-12

Como Citar

ROSA, D. P. da .; PEGORARO, A. .; GIRARDI, J. S. .; SANTOS, T. dos .; SPAGNOLLO, R. T. Tecnologia de aplicação com o uso de diferentes adjuvantes na cultura da soja. Revista de Ciências Agroveterinárias, Lages, v. 21, n. 4, p. 402 - 409, 2022. DOI: 10.5965/223811712142022402. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/agroveterinaria/article/view/20990. Acesso em: 6 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigo de Pesquisa - Ciência de Plantas e Produtos Derivados