Soil compaction in crop-livestock-forest integration systems of five years of implantation and use

Authors

  • Jéssica Fernanda Dias Souza Faculdade de Ciências Agrárias e Tecnológicas, Dracena, SP, Brasil.
  • Carolina dos Santos Batista Bonini Faculdade de Ciências Agrárias e Tecnológicas, Dracena, SP, Brasil. http://orcid.org/0000-0002-6482-3263
  • Gustavo Pavan Mateus Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios, Andradina, SP, Brasil.
  • Caroline Teodoro de Souza Faculdade de Ciências Agrárias e Tecnológicas, Dracena, SP, Brasil.
  • Rafael Luís Sanchez Perusso Faculdade de Ciências Agrárias e Tecnológicas, Dracena, SP, Brasil.
  • Fabricio Gomes Pedro Faculdade de Ciências Agrárias e Tecnológicas, Dracena, SP, Brasil.
  • Gabriela Lozano Oliverio Faculdade de Ciências Agrárias e Tecnológicas, Dracena, SP, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.5965/223811711932020348

Keywords:

soil physical attributes, sustainability, mechanical resistance to penetration

Abstract

The objective of this work was to analyze the physical attributes of a Oxisol of different crop-livestock-forest integration systems implanted in 2012 and in use since then. The experimental design was a randomized complete block design, with four replications and four treatments: ILP - crop - livestock integration; ILPF 1L - agrosilvopastoral system, with one eucalyptus line; ILPF 3L - agrosilvopastoral system, with three eucalyptus lines; and EUC - exclusive plantation of eucalyptus (forest). From June 2017 to May 2018, mechanical penetration and gravimetric soil moisture evaluations were carried out to monitor soil compaction in three depths of soil: 0-0.05; 0.05-0.10 and 0.10-0.20 m. The results of the research show that there was a significant difference in the soil attributes studied, being the highest compaction found in the treatment ILPF 3L (0.05-0.10 m) near the limit considered ideal for a good development of the plants. Gravimetric soil moisture did not influence compaction results. In general, the results show that in the soil conditions of the region considered fragile and highly susceptible to compaction, the presence of the animals does not cause a very drastic compaction to the soil, with values lower than the critical limit of 2 MPa.

Downloads

Download data is not yet available.

References

AGUIAR MI. 2008. Qualidade física do solo em sistemas agroflorestais. Dissertação (Mestrado em Solos e Nutrição de Plantas). Viçosa: UFV. 89p.

ALBUQUERQUE JA et al. 2001. Efeito da integração lavoura pecuária nas propriedades físicas do solo e características da cultura do milho. Revista Brasileira de Ciência do Solo 25: 717-723.

BALBINO LC et al. 2011. Evolução tecnológica e arranjos produtivos de sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta no Brasil. Pesquisa Agropecuária Brasileira 46: i-xii.

BALBINOT JUNIOR AA et al 2009. Propriedades físicas em Cambissolo Háplico manejado sob o sistema integração lavoura-pecuária. Revista de Ciências Agroveterinárias 8: 25-34.

BEUTLER AN et al. 2001. Resistência à penetração, permeabilidade de Latossolo Vermelho distrófico típico sob sistemas de manejo na Região dos Cerrados. Revista Brasileira de Ciência do Solo 25: 167-177.

BONINI CSB & ALVES MC. 2012. Qualidade física de um Latossolo Vermelho em recuperação há dezessete anos. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental 16: 329-336.

BONINI CSB et al. 2016. Produção de forragem e atributos químicos e físicos do solo em sistemas integrados de produção agropecuária. Pesquisa Agropecuária Brasileira 51: 1695-1698.

CANARACHE A 1990. PENETR - A generalized semi-empirical model estimating soil resistance to penetration. Soil and Tillage Research 16: 51-70.

COSTA NR et al. 2015. Atributos do solo e acúmulo de carbono na integração lavoura-pecuária em sistema plantio direto. Revista Brasileira de Ciência do Solo 39: 852-863.

DRESCHER MS et al. 2011. Persistência do efeito de intervenções mecânicas para a descompactação de solos sob plantio direto. Revista Brasileira de Ciência do Solo 35: 1713-1722.

FERREIRA AD et al. 2013. Resistência do solo à penetração em diferentes sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta. In: Congresso Sistemas agroflorestais e desenvolvimento sustentável. Anais... Campo Grande: Embrapa. p.1-6.

FERREIRA DF. 2011. Sisvar: a computer statistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia 35: 1039-1042.

GREENWOOD KL & McKENZIE BM 2001. Grazing effects on soil physical properties and the consequences for pastures: a review. Australian Journal of Experimental Agriculture 41: 1231-1250.

KLUTHCOUSKI J et al. 2015. Potencial para adoção da estratégia de integração lavoura-pecuária-floresta para o uso sustentável de solos arenosos. In: CORDEIRO LAM et al. (Ed.). Integração lavoura-pecuária-floresta: o produtor pergunta, a Embrapa Responde. Brasília: Embrapa. p.319-331.

LANZANOVA ME et al. 2007. Atributos físicos do solo em sistema de integração lavoura-pecuária sob plantio direto. Revista Brasileira de Ciência do Solo 31: 1131-1140.

LIMA CGR et al. 2010. Atributos físico-químicos de um Latossolo do cerrado brasileiro e sua relação com características dendrométricas do eucalipto. Revista Brasileira de Ciência do Solo 34: 163-173.

MARCHÃO RL. 2007. Integração lavoura-pecuária num Latossolo do Cerrado: impacto na física, matéria orgânica e macrofauna. Tese (Doutorado em Agronomia). UFG: Goiânia. 153p.

MARCHÃO RL et al. 2007. Qualidade física de um Latossolo Vermelho sob sistemas de integração lavoura-pecuária no Cerrado. Pesquisa Agropecuária Brasileira 42: 873-882.

MARCHÃO RL et al. 2009. Impacto do Pisoteio Animal na Compactação do Solo sob Integração Lavoura-Pecuária no Oeste Baiano. Planatina: Embrapa. 6p. (Comunicado técnico 163).

MARTINKOSKI L et al. 2017. Qualidade física do solo sob manejo silvipastoril e floresta secundária. Revista Floresta e Ambiente 24: 1-9.

MENEZES JAL et al. 2013. Comportamento temporal da umidade do solo sob Caatinga e solo descoberto na Bacia Experimental do Jatobá, Pernambuco. Water Resources and Irrigation Management 2: 45-51.

PIGNATARO NETTO I et al. 2009. Atributos físicos e químicos de um Latossolo vermelho-amarelo sob pastagens com diferentes históricos de uso. Revista Brasileira Ciência do Solo 33: 1441-1448.

PORTAL KLFF. 2012. Compactação do Solo por Pisoteio Animal. Disponível em: http://www.portalklff.com.br/publicacao/oldlink-1051. Acesso em: 10 jun. 2019.

PORTUGAL NRN. 2016. Compactação do solo por atividades agropecuárias. Monografia (Especialização em Tecnologia em Gestão Ambiental). Ariquemes: Faculdade de Educação e Meio Ambiente. 27p.

REICHERT JM et al. 2007. Compactação do solo em sistemas agropecuários e florestais: identificação, efeitos, limites críticos e mitigação. In: CERETTA CA et al. (Ed.) Tópicos em ciência do solo. Viçosa: SBCS. p.49-134.

SÁ MAC et al. 2007. Compactação do solo e produtividade da cultura da soja em área irrigada no Cerrado. Planaltina: Embrapa. 31p. (Boletim de pesquisa e desenvolvimento 177).

SANTANA AV et al. 2014. Resistência a penetração em solo sob sistema integração lavoura-pecuária floresta, pasto convencional e mata nativa do cerrado. Enciclopédia Biosfera 10: 2675-2680.

SANTOS HG et al. 2018. Sistema de Classificação de Solos. 5.ed. Brasília: Embrapa Solos. 355p.

SILVA GF et al. 2015. Indicadores de qualidade do solo sob diferentes sistemas de uso na mesorregião do agreste paraibano. Revista Caatinga 28: 25-35.

TAVARES FILHO J & RIBON AA. 2008. Resistência do solo à penetração em resposta ao número de amostras e tipo de amostragem. Revista Brasileira de Ciência do Solo 32: 487-494.

TAVARES FILHO J et al. 2005. Compressibilidade de agregados de um Latossolo Amarelo da Amazônia em resposta ao potencial da água do solo. Revista Brasileira de Ciência do Solo 29: 489-495.

TEIXEIRA PC et al. 2017. Manual de métodos de análise de solo. 3.ed. Brasília: Embrapa Solos. 573p.

Published

2020-09-30

How to Cite

SOUZA, Jéssica Fernanda Dias; BONINI, Carolina dos Santos Batista; MATEUS, Gustavo Pavan; SOUZA, Caroline Teodoro de; PERUSSO, Rafael Luís Sanchez; PEDRO, Fabricio Gomes; OLIVERIO, Gabriela Lozano. Soil compaction in crop-livestock-forest integration systems of five years of implantation and use. Revista de Ciências Agroveterinárias, Lages, v. 19, n. 3, p. 348–353, 2020. DOI: 10.5965/223811711932020348. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/agroveterinaria/article/view/15456. Acesso em: 18 jun. 2024.

Issue

Section

Research Article - Science of Soil and Environment