Divergência genética entre tipos especiais de arroz a partir de técnicas multivariadas

Autores

  • Rafael Hydalgo Passeri-lima Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Campos dos Goytacazes, RJ, Brasil.
  • Luiz Beja Moreira Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ, Brasil.
  • Higino Marcos Lopes Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ, Brasil.
  • Maurício Ballesteiro Pereira Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ, Brasil.
  • Bruna Rafaela da Silva Menezes Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ, Brasil.
  • Diogo de Vilela Marinho Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.5965/223811711932020299

Palavras-chave:

arroz vermelho, produtividade, variabilidade genética

Resumo

O mercado brasileiro de arroz prioriza o consumo de arroz branco polido. Entretanto, existem demandas por tipos especiais. A estimativa da divergência genética é importante para o melhoramento genético, pois permite a seleção de genitores em sistemas de cruzamentos controlados. Assim, os objetivos deste trabalho foram indicar a contribuição relativa dos caracteres avaliados para a dissimilaridade genética e avaliar a divergência genética entre genótipos de tipos especiais de arroz por dois métodos diferentes de agrupamento. O experimento foi conduzido no ano de outubro de 2012 a março de 2013, na UFRRJ, Seropédica, RJ. O delineamento utilizado foi em blocos ao acaso, com cinco repetições. Os tratamentos constaram dos genótipos Caiapó, Vermelho Pequeno, IAC 300, IAC 400 e IAC 500. A medida de dissimilaridade adotada foi a distância euclidiana. Foram utilizados dois métodos diferentes de otimização: o método de otimização de Tocher e o método hierárquico UPGMA (Unweighted Pair-Group Method using Arithmetic Avarages). Os genótipos Caiapó e Vermelho Pequeno estiveram em diferentes grupos heteróticos em relação aos genótipos IAC 300 e IAC 400, independentemente do método de agrupamento utilizado. Verificou-se que a característica produtividade foi a que mais influenciou na variação total.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALJUMAILI SJ et al. 2018. Genetic diversity of aromatic rice germplasm revealed by SSR markers. BioMed Research International 2018: ID 7658032.

ANGGRAINI T et al. 2015. Antioxidant activities of some red, black and white rice cultivar from West Sumatra, Indonesia. Pakistan Journal of Nutrition 14: 112-117.

AZEVEDO AM et al. 2013. Seleção de genótipos de alface para cultivo protegido: divergência genética e importância de caracteres. Horticultura Brasileira 31: 260-265.

BOHRY D et al. 2019. Characterization and genetic divergence of araçá-boi based on physicochemical and colorimetric traits of fruits. Revista de Ciências Agrárias 62: rca.2019.3004.

COIMBRA RR et al. 2010. Caracterização e divergência genética de populações de milho resgatadas do Sudeste de Minas Gerais. Revista Ciência Agronômica 41: 159-166.

CRUZ CD et al. 2014. Modelos biométricos aplicados ao melhoramento genético. Viçosa: UFV. 668p.

DALCHIAVON FC et al. 2012. Correlação linear entre componentes da produção e produtividade do arroz de terras altas em sistema de plantio direto. Semina: Ciências Agrárias 33: 1629-1642.

EMBRAPA. 2006. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. Rio de Janeiro: Embrapa Solos. 306p.

GONÇALVES DL et al. 2014. Divergência genética de acessos tradicionais de feijoeiros através de características da semente. Bioscience Journal 30: 1671-1681.

HALLAUER AR & MIRANDA JB. 1988. Germplasm. In: HALLAUER AR & MIRANDA JB. (2.ed.). Quantitative genetics in maize breeding. Ames: Iowa State University Press. p.375-396.

HAIR JF et al. 2009. Análise multivariada de dados. 6.ed. Porto Alegre: Editora Bookman. 688p.

MELO AV et al. 2019. Divergência genética entre híbridos de milho em condições de deficiência hídrica. Revista de Agricultura Neotropical 6: 66-75.

MENEZES BRS et al. 2011. Caracterização morfoagronômica em arroz vermelho e arroz de sequeiro. Pesquisa Agropecuária Tropical 41: 490-499.

MENEZES BRS et al. 2013. Avaliação da germinação e dormência de sementes de arroz vermelho e branco. Revista de Ciências Agroveterinárias 12: 129-140.

NASS LL et al. 1992. Utilization of genetic resources for maize and syubean breeding in Brazil. Brazilian Journal of Genetics 16: 983-988.

OLIVEIRA ACR et al. 2019a. Genetic divergence between pepper accessions based on quantitative fruit traits. Científica 47: 83-90.

OLIVEIRA CS de et al. 2019b. Características de plântulas: dissimilaridade genética entre acessos de pimenta. Ciência, Tecnologia & Ambiente 9: e09114.

PAIVA ALC et al. 2010. Análise de componentes principais em características de produção de aves de postura. Revista Brasileira de Zootecnia 39: 285-288.

R DEVELOPMENT CORE TEAM. 2006. A language and environment for statistical computing. Vienna: R Foundation for Statistical Computing. Disponível em http://www.r-project.org/. Acesso em: 30 jun. 2013.

ROCHA G et al. 2020. Características morfoagronômicas na colheita principal e na soca e análise de trilha em tipos especiais de arroz. Cultura Agronômica 29: 38-49.

VEIGA RFA et al. 2012. Bancos de germoplasma: importância e organização. In: COSTA AM et al. (Ed.). Conservação de recursos genéticos no Brasil. Brasília: Embrapa. p.104-105.

VIDAL AKF et al. 2018. Estimative of genetic diversity in germ-plasm of elephant grass using the Gower algorithm. Genetics and Molecular Research 17: gmr16039934.

Downloads

Publicado

2020-09-30

Como Citar

PASSERI-LIMA, R. H.; MOREIRA, L. B.; LOPES, H. M.; PEREIRA, M. B.; MENEZES, B. R. da S.; MARINHO, D. de V. Divergência genética entre tipos especiais de arroz a partir de técnicas multivariadas. Revista de Ciências Agroveterinárias, Lages, v. 19, n. 3, p. 299 - 304, 2020. DOI: 10.5965/223811711932020299. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/agroveterinaria/article/view/15168. Acesso em: 14 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigo de Pesquisa - Ciência de Plantas e Produtos Derivados

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)