Autonomia? Autonomia! Experiência estética nos dias de hoje

Juliana Rebentisch, Tradutor: Stephan Arnulf Baumgärtel

Resumo


A partir de uma reflexão sobre a argumentação de Michael Fried em seu famos ensaio sobre arte e objetidade, o artigo discute as diversas concepções de 'autonomia da arte' e de 'recepção enquanto participação'. Para a autora, o sujeito que se experimenta esteticamente não serve mais como modelo para o sujeito extra-estético; antes, ele é necessariamente um sujeito parcial, pois a experiência estética existe de maneira autônoma ao lado das esferas da razão teórica e prática. Como tal sujeito estético, o sujeito não se experimenta por habilidades que ele possui virtual ou realmente em contextos extra-estéticos, mas se experimenta em essas habilidades que consegue fazer somente na experiência estética.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/1414573103302017101



Direitos autorais 2017 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas



 

    

 

Indexadores

 

       


Urdimento – Revista de Estudos em Artes Cênicas - Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) - Centro de Artes (CEART) - Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas - (PPGT) – E-ISSN: 2358.6958 - Endereço: Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC, Centro de Artes - Av. Madre Benvenuta, 2007, Itacorubi. Florianópolis. SC, Brasil. CEP: 88.035-001 – E-mail: urdimento.ceart@udesc.br

Licença Creative Commons

  Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.