Sonoridades beckettianas: reflexões sobre a voz e a fala no teatro de Samuel Beckett

Manuel Fabricio Alves de Andrade, Claudia Maia de Vasconcellos, Suely Master

Resumo


Este estudo apresenta indícios de uma abordagem de preparo vocal para o teatro beckettiano, a partir de reflexões acerca da concepção de Samuel Beckett sobre a voz e a palavra em cena, que se pode inferir de variados registros da sua experiência enquanto encenador ao dirigir montagens de seus próprios textos. No contexto de um tipo de teatro preciso e rigoroso, que exige muito do ator ou atriz, fica evidente a importância dos mesmos em sua realização e no domínio de sua técnica, especialmente no que tange à atuação vocal.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/1414573101222014077



Direitos autorais



 

    

 

Indexadores

   

       


Urdimento – Revista de Estudos em Artes Cênicas - Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) - Centro de Artes (CEART) - Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas - (PPGT) – E-ISSN: 2358.6958 - Endereço: Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC, Centro de Artes - Av. Madre Benvenuta, 2007, Itacorubi. Florianópolis. SC, Brasil. CEP: 88.035-001 – E-mail: urdimento.ceart@udesc.br

Licença Creative Commons

  Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.