Reflexões sobre o hibridismo vocal em performance

Cristiane dos Santos Souza

Resumo


O presente trabalho analisa as possibilidades expressivas da voz cênica na contemporaneidade. Para pensarmos a relação corpo, voz, performance e cultura, adotamos como referenciais os estudos sobre o hibridismo cultural a partir de Peter Burke; a ideia de performance vocal por Paul Zumthor; o Alfabeto do Corpo, sistematizado por Zygmunt Molik e o conceito de paisagem sonora elaborado por Raymond Murray Schafer. Além da análise da teoria apresentamos dois relatos de experiências práticas que transitam entre o fazer artístico e a docência, ambos relacionadas à voz.  

 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/1414573101222014027



Direitos autorais



 

    

 

Indexadores

 

       


Urdimento – Revista de Estudos em Artes Cênicas - Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) - Centro de Artes (CEART) - Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas - (PPGT) – E-ISSN: 2358.6958 - Endereço: Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC, Centro de Artes - Av. Madre Benvenuta, 2007, Itacorubi. Florianópolis. SC, Brasil. CEP: 88.035-001 – E-mail: urdimento.ceart@udesc.br

Licença Creative Commons

  Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.