A PERFORMANCE NA ESCOLA: EVIDENCIANDO LIMITES E POSSIBILIDADES

Isabella Fernanda Santos

Resumo


A Arte é um componente curricular da Educação Básica brasileira e seu ensino/aprendizagem contempla inúmeras expressões artísticas da Dança, do Teatro, das Artes Visuais e da Música. A performance é uma expressão artística muito relevante e recorrente na contemporaneidade e se insere nas lógicas das artes pública e conceitual, podendo ampliar a aproximação entre público e arte, assim como o cruzamento de diversas outras expressões contemporâneas. O ensino/aprendizagem da performance na escola é um desafio, pois evidencia diversas questões e problemas em relação a métodos de ensino/aprendizagem e organização escolar na atualidade. Pensar o corpo como suporte para a arte traz à tona inúmeras questões importantes para a arte contemporânea, questões que devem ser levadas para as aulas de Arte. Este artigo apresenta e discute algumas experiências com a performance no ensino/aprendizagem de Arte em uma escola pública. Essas práticas se relacionam diretamente com a poética do artista/professor e levantam questões sobre as tensões existentes entre arte e ensino/aprendizagem, como a arte se apresenta na escola e quais são suas possibilidades e limitações nesse contexto.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5965/1984724617172017014