Parâmetros de produtividade e características de qualidade protéica de cultivares de trigo em resposta à adubação nitrogenada

Joseane Bressiani, Tatiana Oro, Gabriela Santetti, Igor Valério, Luiz Carlos Gutkoski

Resumo


Estratégias de fertilização nitrogenada com o emprego de dosagens crescentes demonstram efeitos favoráveis sobre a produtividade e qualidade dos grãos, entretanto têm sido reportado divergências em resultados com relação ao efeito de dosagens, épocas e parcelamentos de aplicação ao longo do ciclo de desenvolvimento da cultura. O objetivo deste estudo foi avaliar a produtividade e características de qualidade protéica em resposta ao manejo de adubação nitrogenada aplicada em cobertura nas cultivares TBIO Itaipu, TBIO Pioneiro, TBIO Quartzo e TBIO Seleto. O experimento foi conduzido em Coxilha – RS, nos anos 2012 e 2013. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados com três repetições, em esquema fatorial (4 cultivares x 7 manejos). A dose total de N utilizada no trabalho foi de 140 kg ha-1, sendo 30 kg ha-1 de N aplicados na semeadura e o restante em cobertura, conforme a época definida em cada tratamento. A produtividade de grãos das cultivares estudadas foi incrementada com a adubação nitrogenada aplicada de forma concentrada no tratamento T2 e manifestou correlação negativa com o conteúdo de proteínas, revelando que a superioridade genotípica para o rendimento de grãos pode afetar negativamente a proporção protéica. Das cultivares estudadas a cultivar TBIO Pioneiro se destacou das demais quanto a força geral de glúten na safra 2012 e a TBIO Seleto foi superior na safra 2013, entretanto, o conteúdo de proteína não evidenciou associação significativa com a força de glúten, revelando que a concentração de proteínas não foi eficiente para predizer a qualidade industrial.

Palavras-chave


Triticum aestivum, rendimento de grãos, qualidade comercial, força de glúten.

Texto completo:

PDF (English)

Referências


ALMEIDA ML et al. 2004. Tiller emission and dry mass accumulation of wheat cultivars under stress. Scientia Agricola 61: 266-270.

AACCI. 2010. American Association of Cereal Chemists International. Approved Methods of Analysis. 11th ed. St Paul, MN, USA.

AYOUB M et al. 1994. Timing and Level of Nitrogen Fertility Effects on Spring Wheat Yield in Eastern Canada. Crop Science 34: 748-756.

BRASIL. 2010. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Instrução Normativa n.º 38, de 30 de novembro de 2010. Regulamento técnico do trigo. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, Seção 1, n.29, p.2, 1, 2010.

CANTARELLA H et al. 2007. Nitrogênio. In: NOVAIS RF et al. (Eds). Fertilidade do solo. Viçosa: SBCS. p.375-470.

CONAB. 2013. Companhia Nacional de Abastecimento. Séries históricas de área, produção e produtividade de grãos: Safra 2013 de trigo. Disponível em: . Acesso em: 25 nov. 2013.

DA ROS CO et al. 2003. Disponibilidade de nitrogênio e produtividade de milho e trigo com diferentes métodos de adubação nitrogenada no sistema plantio direto. Ciência Rural 33: 799-804. DUPONT FM & ALTENBACH SB. 2003. Molecular and biochemical impacts of environmental factors on wheat grain development and protein synthesis. Journal of Cereal Science 38: 133-146.

EMBRAPA. 2006. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Sistema brasileiro de classificação de solos. Rio de Janeiro: EMBRAPA. 306p. EMBRAPA. 2012. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Disponível em: http://www.cnpt.embrapa.br/culturas/trigo/informacoes_tecnicas_trigo_triticale_safra_2012.pdf. Acesso em: 02 set. 2012. FERREIRA DF.2014. SisVar 4.3. 2000. Disponível em: . Acesso em: 13 jul 2014.

FOWLER DB. 2003. Crop nitrogen demand and grain protein concentration of spring and winter wheat. Agronomy Journal 95: 260-265.

FUERTES-MENDIZÁBAL T et al. 2010. Improving wheat breadmaking quality by splitting the N fertilizer rate. European Journal of Agronomy 33: 52-61.

GARRIDO-LESTACHE E et al. 2004. Effect of N rate, timing and splitting and N type on bread-making quality in hard red spring wheat under rainfed Mediterranean conditions. Field Crops Research 85: 213-236.

GARRIDO-LESTACHE E et al. 2005. Durum wheat quality under Mediterranean conditions as affected by N rate, timing and splitting, N form and S fertilization. European Journal of Agronomy 23: 265-278.

GUARDA G et al. 2004. Grain yield, nitrogen-use efficiency and baking quality of old modern Italian bread-wheat cultivars grown at different nitrogen levels. Europen Journal of Agronomy 21: 181-192.

LÓPEZ-BELLIDO L et al. 2001. Effects of long-term tillage, crop rotation and nitrogen fertilization on bread-making quality of hard red spring wheat. Field Crops Research 72: 197-210.

MIELNICZUK J. 1982. Adubação nitrogenada. In: OSORIO EA. Trigo no Brasil. Campinas: Fundação Cargil.

PINNOW C et al. 2013. Qualidade industrial do trigo em resposta à adubação verde e doses de nitrogênio. Bragantia 72: 20-28.

SILVA RR et al. 2014. The use of photothermal quotient and frost risk to identify suitable sowing dates for wheat. Acta Scientiarum. Agronomy 36: 99-110.

ŠÍP V et al. 2013. Winter wheat yield and quality related to tillage practice, input level and environmental conditions. Soil and Tillage Research 132: 77-85.

SPARKES DL et al. 2006. Does light quality initiate tiller death in wheat. European Journal of Agronomy 24: 212-217.

TEIXEIRA FILHO MCM et al. 2007. Resposta de cultivares de trigo irrigados por aspersão ao nitrogênio em cobertura na região do Cerrado. Acta Scientiarum. Agronomy 29: 421-425.

TEIXEIRA FILHO MCM et al. 2010. Doses, fontes e épocas de aplicação de nitrogênio em trigo irrigado em plantio direto. Pesquisa Agropecuária Brasileira 45: 797-804.

VIANA EM & KIEHL JC. 2010. Doses de nitrogênio e potássio no crescimento do trigo. Bragantia 69: 975-982.

WIESER H et al. 2004. Influence of sulphur fertilisation on quantities and proportions of gluten protein types in wheat flour. Journal of Cereal Science 40: 239-244.

YANO GT et al. 2005. Avaliação de fontes de nitrogênio e épocas de aplicação em cobertura para o cultivo do trigo. Semina: Ciências Agrárias 26: 141-148.




DOI: http://dx.doi.org/10.5965/223811711722018182

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171