Teatro entre elas: o teatro em comunidade como partilha do sensível

Autores

  • Vânia Pereira Silvério Professora de Teatro no ensino regular em rede de ensino particular de Belo Horizonte - MG. Mestranda na UFMG- Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.5965/2358092521232020162

Palavras-chave:

teatro em comunidades, partilha do sensível, arte, vida, política

Resumo

Esse artigo salienta a pesquisa, desenvolvida em processo de Mestrado, que refletiu sobre o trabalho realizado no Grupo Teatro Entre Elas, residente na Associação Cultural Casa do Beco, no campo do Teatro em Comunidades, a partir dos apontamentos levantados por Nogueira (2008), entrelaçados à noção de “partilha do sensível”, postulada por Rancière (2009). Pensar o Teatro Entre Elas no campo do Teatro em Comunidades e este como uma partilha do sensível é uma reflexão que abrange o fazer artístico, e a dimensão política que atravessa a existência desse grupo de mulheres. Para tanto, narro o trabalho desenvolvido no Grupo, destacando a remontagem da peça “Quando eu vim para um Belo Horizonte”, e teço reflexões sobre sua relação com o campo do Teatro em Comunidades e este como uma partilha do sensível. Trata-se, portanto, de uma narrativa que buscou contribuir para a discussão de práticas que acontecem em contextos comunitários e que fazem emergir vozes e corpos antes silenciados e ignorados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vânia Pereira Silvério, Professora de Teatro no ensino regular em rede de ensino particular de Belo Horizonte - MG. Mestranda na UFMG- Universidade Federal de Minas Gerais

Vânia Silvério é artista: atriz, professora, pesquisadora e produtora de Teatro. Mestranda (2018 -2020) no Programa de Pós-Graduação em Artes da EBA-UFMG, na linha de pesquisa Artes da Cena, pesquisa as relações entre arte e política junto ao "Grupo Teatro Entre Elas" com orientação do Prof. Doutor Fernando Mencarelli. Licenciada (2009-2013) em Teatro pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Integra o Mamãe tá na Platéia Grupo de Teatro onde desenvolve trabalhos cênicos relacionados às diversas áreas artísticas. Integrou o Grupo Rosa dos Ventos, um grupo de teatro-musical, pesquisando as referências da tradição (como congado, folia de reis) e a contemporaneidade, criando um espaço de práticas coletivas e não hierarquizado entre música, teatro e dança. É professora de Teatro no ensino regular em rede de ensino particular de Belo Horizonte. 

 

Referências

BARBIER, René. A pesquisa-ação. Tradução de LucieDidio. Brasília: Liber Livro Editora, 2007.

BOAL, Augusto. Teatro do oprimido e outras poéticas políticas. 10.ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.

LIBÂNIO, Clarice de Assis. Arte, Cultura e Transformação nas vilas e favelas: um olhar a partir do Grupo do Beco. 2008. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte. Disponível em https://pt.slideshare.net/ favelaeissoai/dissertao-grupo-do-beco. Acesso em: jul. 2017.

NOGUEIRA, Márcia Pompeo. Teatro em Comunidades: Questões de Terminologia. Anais do V Congresso da Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Artes Cênicas, 2008. Disponível em https://www.publionline.iar.unicamp.br/index.

php/abrace/article/view/1417/1530. Acesso em: jan. 2019. NOGUEIRA, Márcia Pompeo. (Org). Teatro na Comunidade. Interações, poéticas e possibilidades. Anais do I Seminário

Teatro e Comunidade: interações, dilemas e possibilidades.

Florianópolis: Ed. Da UDESC, 2009.

PALLAMIN, Vera. Aspectos da relação entre o estético e o político em Jacques Rancière. Revista de Pesquisa em Arquitetura e Urbanismo Programa de Pós-graduação do Departamento de Arquitetura e Urbanismo EESC - USP. SP, 2010. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/risco/article/view/44800. Acesso em: jun. 2017.

PEREIRA, Victor Hugo; LIGIÉRO, Zeca; TELLES, Narciso (Orgs). Teatro e dança como experiência comunitária. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2009.

RANCIÈRE, Jacques. A partilha do sensível: estética e política. 2.ed. Tradução de Mônica Costa Netto. São Paulo: Editora 34, 2009.

RANCIÈRE, Jacques. O desentendimento: política e filosofia. 2.e.d. Tradução de Ângela Leite Lopes. São Paulo: Editora 34,

SILVA, Renata Patrícia da. Teatro em Comunidades: o encontro entre os artistas da Cia ZAP 18 e a Comunidade do bairro Serrano e entorno, 2012. Dissertação (Mestrado em Artes) - Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte. Disponível em: http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/

dspace/handle/1843/JSSS-967NH7. Acesso em: jan. 2019. VENANCIO, Beatriz Pinto. Pequenos espetáculos da memória: registro cênico-dramatúrgico de uma trupe de mulheres idosas. São Paulo: Aderaldo & Rothschild, 2008.

Downloads

Publicado

2020-08-14

Como Citar

SILVÉRIO, Vânia Pereira. Teatro entre elas: o teatro em comunidade como partilha do sensível. Revista NUPEART, Florianópolis, v. 23, n. 1, p. 162–184, 2020. DOI: 10.5965/2358092521232020162. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/nupeart/article/view/17462. Acesso em: 23 jul. 2024.