Núcleo de extensão e prática profissional na área da moda: formação complementar e inclusão social

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/25944630712023e2831

Palavras-chave:

Extensão, Bordado, Ensino de Moda, artesanato

Resumo

O Núcleo de Extensão e Prática Profissional (NEPP) é uma iniciativa do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) como forma de interligar os saberes acadêmicos com os diferentes atores da sociedade. No campus Caicó, interior do supramencionado estado, o NEPP foi fundado em 2017, passando a ofertar cursos de formação continuada para mulheres em situação de vulnerabilidade social, de modo a engendrarem em um ofício, adentrando no mercado de trabalho. Ademais, o núcleo ainda permite o desenvolvimento da prática profissional dos alunos do curso superior de tecnologia em Design de Moda. Tendo isso em mente, este artigo visa expor e discutir as ações institucionais e o impacto do NEPP entre os anos de 2021 e 2022 no cenário sociocultural local. Para tanto, empregou-se o método de pesquisa-ação, com verificação qualitativa dos objetivos. De tal maneira, ofertou-se um curso de técnicas de bordado, importante elemento regional, revitalizando o fazer local. Aliado a isso, forneceu-se um cenário para o desenvolvimento de uma coleção de moda pelos alunos da graduação, empregando tal motivo artesanal em sua configuração, conduzindo uma parceria com as alunas de bordado de modo a elas mostrarem seus trabalhos. A coleção, portanto, tinha a intenção de servir como vitrine para os trabalhos das mulheres em situação de vulnerabilidade social. Com isso, as oficinas tiveram duração de quatro (4) dias. Nesse entremeio, as alunas inscritas no curso do bordado surpreenderam pela forma rápida que aprenderam a bordar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lívia Juliana Silva Solino, Instituto Federal do Rio Grande do Norte

Possui graduação em Design de Moda pela Universidade Federal do Ceará e Mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Atua no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - Campus Caicó como coordenadora do CST em Design de Moda e como professora EBTT dos cursos de Design de Moda e Técnico em Vestuário. Tem experiência na área de Design de Moda, atuando principalmente nos seguintes temas: desenvolvimento de produto, inovação, economia circular e sustentabilidade.

Moally Janne de Brito Soares, Instituto Federal do Rio Grande do Norte

Professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN campus Caicó), dos cursos Superior de Tecnologia em Design de Moda e Técnico de Nível Médio em Vestuário (Integrado e Subsequente). Mestre em Design pela UFRN, Especialista em Design de Moda pelo SENAI/CETIQT e Graduada em Engenharia Têxtil pela UFRN.

Ítalo José de Medeiros Dantas, Instituto Federal do Rio Grande do Norte

Professor substituto na área de processos de gestão e controle de qualidade na indústria do vestuário no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - Campus Caicó. Mestre em Design pela Universidade Federal de Campina Grande (2021). Graduando em Design de Produto pelo Centro Universitário FAM. Atualmente atua como pesquisador colaborador no Núcleo de Pesquisa em Informação, Linguagens e Usabilidade, no grupo de pesquisa Morfologia dos Artefatos e Sistemas de Comunicação e do Grupo de Estudo da Cor vinculados a Universidade Federal de Campina Grande, e no Núcleo de Pesquisas em Têxtil e Vestuário, vinculado ao Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - Campus Caicó.

Referências

ALMEIDA, A.J.M. A identidade nacional e a cultura popular no design de moda brasileiro. In: Colóquio de Moda, 9, 2013, Fortaleza. Anais... Fortaleza: UFC, 2013.

ALMEIDA, A. J. M. A relação entre design de moda e comunidades artesanais no Brasil: o projeto Moda e Artesanato do museu A Casa. dObra [s]: revista da Associação Brasileira de Estudos de Pesquisas em Moda, v. 10, n. 22, p. 128-142, 2017. Disponível em: https://dobras.emnuvens.com.br/dobras/article/view/639. Acesso em 18 maio 2022.

ARAÚJO, A. P. M. Bordados do Seridó: uma experiência etnográfica com as bordadeiras do município de Caicó – RN. 2013. 137 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Departamento de Antropologia Social. Natal, 2013.

BATISTA, I. N. O bordado artesanal de Caicó: as relações de produção. Monografia (Especialização em Geografia) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 1988.

BERLIM, L. G. Contribuições para a construção do conceito Slow Fashion: um novo olhar sobre a possibilidade da leveza sustentável. dObra[s] – revista da Associação Brasileira de Estudos de Pesquisas em Moda, [s. l.], n. 32, p. 130–151, 2021. DOI: 10.26563/dobras.i32.1370. Disponível em: https://dobras.emnuvens.com.br/dobras/article/view/1370. Acesso em: 14 nov. 2022.

BRAGA, J.; PRADO, L. A. História da Moda no Brasil: Das influências às autorreferências. 2. ed. São Paulo: Disal Editora, 2011.

COBRA, M. Marketing & Moda. São Paulo: Cobra Editora & Marketing, 2010.

CORREIA, M. B. P. O fazer artesanal no design de moda pernambucana: uma investigação sobre o processo de produção em marcas autorais. 2022. Dissertação (Mestrado em Design) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2022.

GIL, A. C. Como elaborar um projeto de pesquisa. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1991.

GUSTAVSEN, D.; YATES, J. Profissão Moda: Guia das 55 carreiras profissionais de maior futuro no mundo da moda. São Paulo: Gustavo Gilli, 2013.

IFRN. Projeto Pedagógico do Curso Superior de Tecnologia em Design de Moda. 2019. Disponível em: portal.ifrn.edu.br/ensino/cursos/cursos-de-graduacao/tecnologia/tecnologia-em-design-de-moda/view. Acesso em 14 nov. 2022.

INPI. Ficha técnica de registro de indicação Geográfica. 2020. Disponível: www.gov.br/inpi/pt-br/servicos/indicacoes-geograficas/arquivos/fichas-tecnicas-de-indicacoes-geograficas/Caic.pdf. Acesso em: 9 out. 2022.

LEITÃO, D. K. Nós, os outros: construção do exótico e consumo de moda brasileira na França. Revista Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, n. 28, p. 203-230, jul./dez. 2007. Disponível https://doi.org/10.1590/S0104-71832007000200009. Acesso em: 7 jul. 2021.

LIPOVETSKY, G. O império do efêmero. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.

LOURENÇO, A.; LOLE, A.; STAMPA, I. Múltiplas dimensões do trabalho precário na indústria da moda. In: Encontro Nacional de Política Social, 14., 2019. Anais... Vitória, 2019. p. 1-15.

MICHETTI, M. Moda brasileira e mundialização: mercado mundial etrocas simbólicas. 2012. 503 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual deCampinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Campinas, SP: [s.n.], 2012.

MENDES, L. de B.; DE MELO MEIRELES, M. K. A implantação de um núcleo de extensão em um curso superior de tecnologia em Design de Moda. Revista de Ensino em Artes, Moda e Design, Florianópolis, v. 4, n. 1, p. 167 - 179, 2020. DOI:10.5965/25944630412020167. Disponível em: https://www.periodicos.udesc.br/index.php/ensinarmode/article/view/16357. Acesso em: 20 abr. 2022.

PEDUZZI, P. Bordados de Caicó conquistam selo de Indicação Geográfica: Processo para a certificação teve início em 2012. Agência Brasil, 25 jun. 2020. Disponível em: agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2020-06/bordados-de-caico-conquistam-selo-de-indicacao-geografica. Acesso em 9 out. 2022.

PEREIRA, C. DA S. Fabricando Sonhos: Ascensão Social no Mercado da Moda. Revista Interdisciplinar de Marketing, v. 3, n. 1, p. 58-64, 21 fev. 2015. Disponível em: periodicos.uem.br/ojs/index.php/rimar/article/view/26760. Acesso em 14 nov. 2022.

PEREIRA, C. S. Fabricando Sonhos: Ascensão social no mercado da moda. Revista Interdisciplinar de Marketing, v. 3, n. 1, p. 58-64. 2004. https://periodicos.uem.br/ojs/index.php/rimar/article/view/26760. Acesso em: 18 maio 2022.

POSNER, H. Marketing de Moda. São Paulo: Gustavo Gilli, 2015.

RODRIGUES, A. L. L.; COSTA, C. L. N. A.; PRATA, M. S.; BATALHA, T. B. S.; PASSOS NETO, I. F. Contribuições da extensão universitária na sociedade. Caderno De Graduação - Ciências Humanas E Sociais, Sergipe, v. 1, n. 2, 141–148, 2013. Disponível em: https://periodicos.set.edu.br/cadernohumanas/article/view/494. Acesso em: 25 abr.2022.

SANTOS, M. Q. B. dos; HELD, M. S. B. de. Projetos em design: Uma rede colaborativa de ensino para o desenvolvimento de produtos por meio do artesanato. Modapalavra e-periódico, Florianópolis, v. 15, n. 36, p. 170-196, 2022. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/modapalavra/article/view/20875. Acesso em: 14 nov. 2022.

SEBRAE. Parceria entre Artesanato e moda. 2013. Disponível em: https://respostas.sebrae.com.br/parceria-entre-artesanato-e-moda/. Acesso em: 5 jul. 2021.

SILVA, E. K. R. Design e artesanato: um diferencial cultural na indústria do consumo. Actas de Diseño, Buenos Aires, v. 7, n. 4, jul. 2009. Disponível em:https://redeartesanatobrasil.com.br/download/design-e-artesanato-um-diferencialcultural-na-industria-do-consumo/. Acesso em: 19 maio 2022.

Downloads

Publicado

2022-12-15

Como Citar

SOLINO, Lívia Juliana Silva; SOARES, Moally Janne de Brito; DANTAS, Ítalo José de Medeiros. Núcleo de extensão e prática profissional na área da moda: formação complementar e inclusão social. Revista de Ensino em Artes, Moda e Design, Florianópolis, v. 7, n. 1, p. 1–19, 2022. DOI: 10.5965/25944630712023e2831. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/ensinarmode/article/view/22831. Acesso em: 26 set. 2023.