Pintura, fotografia e memória na produção artística de Paulo Gaiad

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/18083129152021e0024

Palavras-chave:

Memória na arte, Gaiad, Paulo Renato, 1953-, Fotografia artística, Natureza-morta na arte

Resumo

O texto aborda a relação estabelecida entre pintura e fotografia na produção artística de Paulo Gaiad, procurando analisar como a associação entre esses diferentes meios de expressão, ou paradigmas da imagem, contribuiu para a constituição do projeto poético do artista, projeto esse baseado, conforme suas declarações, no fenômeno da “memória”. Para tanto, o artigo concentra-se na fatura de determinados trabalhos de Gaiad, especialmente aqueles pertencentes às séries As Paredes que me Cercam, A divina comédia, Memórias da cozinha e Estudos de luz e sombra. Nesse conjunto de quadros, pode-se sugerir que o artista procurou materializar a operação da memória, vista como processo de recriação do ocorrido, por meio da justaposição entre o pictórico e o fotográfico. Para esse fim, cabe complementar, também convocou e atualizou gêneros tradicionais, como a paisagem e a natureza-morta. Nessa lógica, os modos operativos de Gaiad integram um cenário, o da arte contemporânea, no qual as relações entre os diferentes meios são de comunhão e não de exclusão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wagner Jonasson da Costa Lima, Universidade Estadual do Paraná - UNESPAR/Professor Colaborador

Doutorado em Artes Visuais pelo Programa de Pós-graduação do Centro de Artes da Universidade do Estado de Santa Catarina (2018); Mestrado em Artes Visuais Programa de Pós-graduação do Centro de Artes da Universidade do Estado de Santa Catarina (2011) e graduação em Superior de Pintura pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná (2003). Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Artes Visuais e História da Arte.

Referências

BOPPRÉ, F. Apontamentos sobre um olhar do crítico. In: PUNCTUM. Florianópolis : UFSC, 10. dez. 2014. Disponível em: http://www.punctum.ufsc.br/?p=2287. Acesso em: 25 jan. 2019.

CATTANI, I. B. Cruzamentos e tensões: mestiçagens na arte contemporânea no Brasil e no Canadá. Interfaces Brasil/Canadá, Pelotas, v. 6, n. 1, p. 109-130, 2006. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/interfaces/article/view/6920. Acesso em: 19 fev. 2019.

CHEREM, R. M. Sensibilidades biográficas e percepções temporais na obra de Paulo Gaiad. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 28., 2015, Florianópolis. Anais eletrônicos [...] Florianópolis: UFSC/UDESC, 2015. p. 1-16. Disponível em: http://www.snh2015.anpuh.org/resources/anais/39/1434396861_ARQUIVO__SensibilidadesbiograficasepercepcoestemporaisnaobradePauloGaiad.pdf. Acesso em: 25 jan. 2019.

CHIARELLI, T. Considerações sobre o uso de imagens de segunda geração na arte contemporânea. In: BASBAUM, R. (org.). Arte contemporânea brasileira: texturas, dicções, ficções, estratégias. Rio de Janeiro: Rios Ambiciosos, 2001. p. 257-270. Disponível em: https://esgotadoarquivo.files.wordpress.com/2018/05/282646798-arte-contemporanea-brasileira.pdf. Acesso em 26 jan. 2019.

CLARK, K. Paisagem na arte. Lisboa: Ulisseia, 1961.

COSTA, M. L. A Bela enfurecida. In: Como Vai Você, Geração 80? Curadoria: Marcus de Lontra Costa, Paulo Roberto Leal e Sandra Magger. Rio de Janeiro : Escola de Artes Visuais do Parque Lage, 14 jul. 1984. 1 Cartaz, color., 43,9 x 31,0 cm . Disponível em: encurtador.com.br/itX67. Acesso em: 10 jan. 2019.

COUTINHO, W. Festa e democracia na arte do Parque Lage. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 23 jul. 1984. Caderno B, p. 6.

DIDEROT, D. Salão de 1763. In: LICHTENSTEIN, Jacqueline (org.). Os Gêneros pictóricos. São Paulo: Ed. 34, 2006. p. 89-91. ( A Pintura: textos essenciais, 10)

EPSTEIN, J. A inteligência de uma máquina - excertos. In: XAVIER, I. (org.). A experiência do cinema: antologia. Rio de Janeiro: Graal, 1983. p. 283-292. (Coleção Arte e Cultura, 5). Disponível em: https://www.academia.edu/7047622/38145313_Ismail_Xavier_A_Experiencia_Do_Cinema. Acesso em: 21 jan. 2019.

GAIAD, P. A Cor da nossa tela: Paulo Gaiad. [Entrevista cedida a] TV UFSC. Direção: Zeca Pires. Florianópolis, 2015. 1 vídeo (4min.27s). Publicado pelo canal TV UFSC no YouTube. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=4ek53mFmR08. Acesso em: 25 jan. 2019.

GAIAD, P . Mariana de Abreu entrevista o artista plástico Paulo Gaiad. [Entrevista cedida a] Mariana de Abreu Bastian , 20vê, TVCOM/RBS, Florianópolis, 2007. 1 vídeo (12min.49s). Publicado pelo canal Mariana de abreu bastian no YouTube. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=s19aQo41fSY. Acesso em: 25 jan. 2019.

EXPOSIÇÃO Impossibilias: arquivo e memória em Paulo Gaiad. Florianópolis : Fundação Cultural Badesc, 26 nov. 2015. Disponível em: https://fundacaoculturalbadesc.com/exposicao-de-paulo-gaiad-revisita-sua-trajetoria-artistica-e-ocupa-pela-primeira-vez-todos-os-espacos-da-fundacao-cultural-badesc/. Acesso em: 25 jan. 2019.

GOMBRICH, E. H. Arte e ilusão: um estudo da psicologia da representação pictórica. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2007.

GONZÁLEZ FLORES, L. Fotografia e pintura: dois meios diferentes? São Paulo: WMF Martins Fontes, 2011.

HUYSSEN, A. Memórias do modernismo. Rio de Janeiro: UFRJ, 1996.

LIMA, F. Paulo Gaiad. Florianópolis: Tempo Editorial, 2010.

LUCIE-SMITH, E. Dicionário de termos da arte. Lisboa: Dom Quixote, 1990.

MAKOWIECKY, S. Paulo Gaiad – Artista – Viajante. In: ENCONTRO ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PESQUISADORES EM ARTES PLÁSTICAS, 18., 2009, Salvador. Anais eletrônicos [...] Salvador: EDUFBA, 2009. p. 2717-2731. Disponível em: http://anpap.org.br/anais/2009/pdf/chtca/sandra_makowiecky.pdf. Acesso em: 25 jan. 2019.

MATTOS, C. V. de (org.). Goethe e Hackert: sobre a pintura de paisagem: quadros na natureza na Europa e no Brasil. Cotia: Ateliê Editorial, 2008.

PAINT A FUTURE. 2019. Disponível em: www.paintafuture.org. Acesso em: 25 jan. 2019.

PAZ, A. de. La revolución romántica: poéticas, estéticas, ideologías. Madrid: Tecnos, 1992.

ROUILLÉ, A. A fotografia: entre documento e arte contemporânea. São Paulo: Senac, 2009.

SALLES, C. A. Gesto inacabado: processo de criação artística. São Paulo: Annablume, 2011.

SANTAELLA, .L; NÖTH, W. Imagem: cognição, semiótica, mídia. São Paulo: Iluminuras, 1998.

SCHAPIRO, M. As maçãs de Cézanne: um ensaio sobre o significado da natureza-morta. In: SCHAPIRO, M. A arte moderna: séculos XIX e XX : ensaios escolhidos. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2010. p. 33-77.

STEINBERG, L. Outros critérios. In: STEINBERG, L. Outros critérios: confrontos com a arte do século XX. São Paulo: Cosac Naify, 2008. p. 79-125.

Publicado

2021-07-27

Como Citar

LIMA, W. J. da C. Pintura, fotografia e memória na produção artística de Paulo Gaiad . DAPesquisa, Florianópolis, v. 16, p. 01-22, 2021. DOI: 10.5965/18083129152021e0024. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/dapesquisa/article/view/20172. Acesso em: 21 out. 2021.